Novidades

[News]"Metrobolist (AKA 'The Man Who SOld The World') 50th Anniversary Edition", de David Bowie é anunciado

 

“METROBOLIST (AKA ‘THE MAN WHO SOLD THE WORLD’) 50TH ANNIVERSARY EDITION”, DE DAVID BOWIE É ANUNCIADO

Remixado por Tony Visconti, com arte de capa baseada no título e design originais, projeto tem estreia prevista para 06 de novembro, em todas as plataformas digitais

 

 

A parlophone Records tem orgulho em anunciar os detalhes do lançamento de “Metrobolist (aka ‘The Man Who Sold The World’) 50th Anniversary Edition”, com lançamento previsto para 06 de novembro de 2020.

O próximo mês de novembro verá a celebração de 50 anos do lançamento do álbum “The Man Who Sold The World” na América do norte, enquanto o restante do mundo teria que esperar até abril de 1971 para testemunhar a entrada lendária de David Bowie nos anos 70, marcando o ínicio da colaboração do artista com o guitarrista Mick Ronson, que duraria por meio de obras clássicas do artista, incluindo “Hunky Dory”, “Ziggy tardust” e “Aladdin Sane”, bem como o primeiro de uma série de dez anos de projetos indispensáveis que se estenderam até “Scary Monsters”, nos anos 80.

Originalmente intitulado “Metrobolist”, o nome do projeto mudou no último minuto para “The Man Who Sold The World” – as fitas estéreo originais foram, de fato, rotuladas como Metrobolist, com o título finalmente rasurado. O relançamento do álbum em 2020, sob o nome de “Metrobolist”, foi remixado pelo produtor original do projeto, Tony Visconti, com exceção da faixa “After All”, que Tony considerou perfeita como está e é apresentada em sua remasterização feita em 2015.

A arte da capa de “The Metrobolist 50th Anniversary” foi criada por Mike Weller, que estava por trás da capa originalmente planejada, a qual Mercury se recusou a lançar. A luva do projeto físico, ainda não previsto para lançamento no Brasil, também inclui muitas imagens do infame ‘vestido’ de Keith MacMillan Mr. Fish, tiradas no Hasson Hall, o qual foi a causa de muita controvérsia quando uma das fotos foi usada na capa do álbum “The Man Who Sold The World”, no restante do mundo na primavera de 1971. O lançamento original nos Estados Unidos do projeto utilizou alguns dos elementos de design originais de “Metrobolist”.

Para o 50º aniversário, a história de 1970, com as fotos do ‘vestido’ não utilizadas, pode ser vista na íntegra na versão física também. Como Mike Weller explica: “há uma história escondida nas cartas do jogo espalhadas pelo tapete, David jogou um baralho de 52 cartas no ar como se estivesse ‘lançando as runas’, mas, em uma quebra significativa das adivinhações do tarô dos anos 60, com I Ching, etc., ele lança runas usando um pacote de quatro naipes e muda o trajeto masculino, junto com a Carta do Futuro, da mão direita para a esquerda, significando uma nova década e uma nova era cultural”.

David entregou pessoalmente o conceito de “Metrobolist” e o plano para a gravadora para a produção na época. Agora, com este lançamento, o público pode se ver finalmente muito mais perto do conceito original desenvolvido. Bowie, falando em 2000, disse sobre a imagem do encarte: “Mick Weller criou esse tipo de desenho animado de aparência muito subversiva e incluiu algumas coisas bastante personalizadas. O prédio, no fundo do desenho, na verdade era o hospital onde meu meio-irmão permaneceu. Então, para mim, teve muita ressonância pessoal soisso.

Redes Sociais:

Twitter: twitter.com/davidbowie

Facebook: facebook.com/davidbowie

Instagram: instagram.com/davidbowie

YouTube: youtube.com/davidbowie

Site: davidbowie.com

PR/WMB

 

 Confira a tracklist completa do projeto:

The Width of a Circle
All the Madmen
Black Country Rock
After All
Running Gun Blues
Saviour Machine
She Shook Me Cold
The Man Who Sold the World
The Supermen

Nenhum comentário