Novidades

[News] ELO Company participa de REcine 2020 com filmes de Susanna Lira

 


De 17 a 27 de agosto acontece a edição 2020 do REcine - Festival Internacional de Cinema de Arquivo, que neste ano será inteiramente online. A mostra, focada no cinema brasileiro, exibirá longas e curtas-metragens em sessões especiais não competitivas e irá homenagear as documentaristas Susanna Lira, Sinai Sganzerla e Emilia Silveira.

Dirigidos por Susanna Lira e distribuídos pela ELO Company, os documentários “Mussum, Um Filme do Cacildis” e “Damas do Samba” terão exibições nos dias 24 e 25 de agosto, respectivamente, ambos às 16h. As sessões acontecem na página do REcine no Facebook, no site Vertentes do Cinema e na página da Cinemateca do MAM-Rio, de forma gratuita.

“Mussum, Um Filme do Cacildis” é um documentário que conta a trajetória do músico e comediante Antônio Carlos Bernardes, o famoso Mussum, e traz também histórias mais pessoais do artista, como a paternidade e sua relação com a mãe Dona Malvina. De forma irreverente e com estética gráfica inovadora, nos cenários e na composição visual, o filme levou para o cinema a verdadeira essência de Mussum. O documentário conta com a narração do ator Lázaro Ramos e emocionante trilha sonora original do músico Pretinho da Serrinha. Em 2018, o filme ganhou espaço em importantes festivais, como a Mostra Competitiva do Festival de Aruanda e a Mostra Competitiva do Festival Arquivo em Cartaz.

Já “Damas do Samba” lança um olhar de provocação sobre o papel da mulher no samba, e tem como tônica a força feminina, que impulsiona e ajuda a fazer desse  o maior e mais representativo ritmo popular brasileiro.

A Mostra de Cinema de Arquivo tem curadoria do realizador e produtor Cavi Borges.

Sinopse - Mussum, Um Filme do Cacildis
Documentário que conta a trajetória do músico e comediante Mussum. Primeiro como vocalista do grupo Os Originais do Samba e depois no cinema e na TV como integrante d’Os Trapalhões, grupo que revolucionou a forma de fazer humor na teledramaturgia brasileira. De forma irreverente e com estética gráfica inovadora, o filme vai revelar ao grande público quem foi esse artista que brilhou por todas as áreas das artes brasileiras e que continua presente até hoje como um ícone pop nas redes sociais, em camisetas e em campanhas publicitárias.

Sinopse - Damas do Samba
O filme provoca uma reflexão sobre o papel da mulher no samba. Mulheres que são pastoras, compositoras, passistas, musas, tias, intérpretes e muitas outras mulheres que fazem parte da construção de uma identidade nacional mestiça. Uma retrospectiva na trajetória do samba ao longo da história com enfoque no papel das mulheres em sua construção e composição.

ELO Company
Empresa especializada em produção e distribuição audiovisual fundada por Ruben Feffer, Flavia Feffer e Sabrina Nudeliman Wagon. No mercado há 15 anos, conta com uma estrutura completa de produção de conteúdo, distribuição de obras audiovisuais em todas as plataformas e vendas para o mercado nacional e internacional.
Na unidade ELO Produções são três lançamentos no ano de 2019 e mais de dez projetos em seu lineup, incluindo co-produções internacionais.
Na unidade ELO Distribuições são mais de 100 títulos em seu lineup, entre eles “Vou Nadar Até Você”, primeiro filme protagonizado por Bruna Marquezine, “Emicida” produzido pela RT Features, “Miss Beach Star” dirigido por Cris D’Amatto e protagonizado por Fabiana Karla, “Prisioneiro da Liberdade” de Jefferson De, “Torre das Donzelas” de Susanna Lira (vencedor do prêmio de Melhor Documentário pelo público na Mostra de Internacional de São Paulo), “Aos Olhos de Ernesto” da premiada Ana Luisa Azevedo, “Tito e os Pássaros” de Gustavo Steinberg, pré-indicado ao Oscar de 2019, “O Menino e o Mundo” de Ale Abreu, indicado ao Oscar de melhor animação, “S.O.S: Mulheres Ao Mar 2”, apenas para citar alguns.
A ELO Company tem entre seus principais objetivos criar, produzir e divulgar as narrativas brasileiras em múltiplas telas e países.
A empresa tem como princípios a valorização da diversidade na frente e atrás das telas com projetos inovadores como o Selo ELAS com o intuito de fomentar projetos de longa- metragem com direção feminina.


Nenhum comentário