Books Brasil Books

Novidades

[News] ESPERO QUE ESTA TE ENCONTRE E QUE ESTEJAS BEM, dirigido por Natara Ney, estreia nesta quinta (09/06)

 

                                                                     Trailer:

ESPERO QUE ESTA TE ENCONTRE E QUE ESTEJAS BEM, dirigido por Natara Ney, estreia nos cinemas nesta quinta-feira, dia 9 de junho, nas cidades São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Recife, Porto Alegre, Manaus, Campo Grande, Brasília, Belo Horizonte, Balneário Camboriú e Aracaju.

Sobre o filme

Fazendo pesquisas para um outro projeto, na Praça XV, no centro do Rio de Janeiro, a diretora e roteirista Natara Ney se deparou com um maço com 180 cartas, escritas num período entre 1952 e 1953. Nelas, uma história de amor, entre Lúcia e Oswaldo. “Após as ler, colocar em ordem cronológica, fiquei encantada e curiosa. O que havia acontecido com aquele casal apaixonado? Como terminara a história deles? E principalmente encarei como missão devolver aquela preciosidade para os seus verdadeiros donos”, conta a cineasta. Com essas perguntas em mente, ela fez o documentário ESPERO QUE ESTA TE ENCONTRE E QUE ESTEJAS BEM, que chega aos cinemas em 09 de junho, com distribuição da Embaúba Filmes. A data foi escolhida em função do dia dos namorados (12 de junho, domingo), pois é um filme que fala de amor.

No filme, Natara faz um verdadeiro trabalho de detetive em busca de Lúcia e Oswaldo, sem saber o que encontraria no caminho. No texto das cartas, a apaixonada Lúcia se dirige ao seu amado, enquanto espera-o. Ela, moradora de Campo Grande (MS), Ele, do Rio de Janeiro. Em suas palavras, a jovem fala muito da saudade, da espera e do amor que sente.

“Depois de ler o conteúdo senti que elas não me pertenciam que eu tinha que devolver para alguém, ainda não havia uma ideia concreta do que fazer. Só mais tarde pensei em filmar esta investigação, este trajeto que, eu esperava, chegasse até os verdadeiros donos”, explica a diretora.

Ao longo de sete anos, desde a descoberta das cartas até a finalização do longa, Natara filmou em Campo Grande e Rio Janeiro, e colocou ao centro, do documentário, a sua própria história de amor, e, também falou das sociedades e daquela época. “Depois de ler eu tinha um painel completo de como eram as duas cidades, dos costumes daquela época e o cotidiano daquele casal. Estas cartas foram minhas companheiras por muito tempo.”

Ao mesmo tempo, a documentarista se coloca no filme em primeira pessoa de maneira pontual. “Eu sou uma mulher negra nordestina, geralmente não me chamam para falar sobre amor. Meu corpo é convidado para falar sobre as minhas dores, sobre militância. Eu precisava falar de amor, precisava colocar minhas emoções em outro lugar.”

Ao longo de ESPERO QUE ESTA TE ENCONTRE E QUE ESTEJAS BEM diversos trechos das cartas são lidos por pessoas que cruzam o caminho da diretora. “O texto de Lúcia é muito poético, achei desde o início que seria importante conhecer a história do casal através dela, não caberia outro texto se não o das cartas. Então propus que cada entrevistado lesse um trecho das cartas e isso trazia emoção para a entrevista. Quando a pessoa tocava na carta abria gavetas na memória, e isso ajudava a abrir os caminhos para a entrevista.”

Natara destaca também a importância deste documentário no sentido de resgatar memórias, especialmente num país como o Brasil. “Estamos em um momento onde museus estão queimando, memórias afetivas são levadas pela chuva, amores morrem de Covid-19 e descaso, então falar sobre lembranças é fundamental, resgatar o passado na expectativa de que não vamos repetir os mesmos erros.”

Nesse sentido, aponta a diretora que o longa resgata uma história do passado mas também pensa no presente do país. “Sete décadas separam as cartas, neste período passamos por um golpe militar, uma ditadura, mais outro golpe e agora uma pandemia. Sinto que a história segue em ciclos, precisamos aprender com os caminhos percorridos e criar um futuro com possibilidades melhores. Particularmente as cartas me trazem coragem para acreditar nos meus afetos e coragem para falar sobre amor.”

Um dos maiores desafios que a diretora enfrentou foi com material de arquivo para usar no longa, e, para isso, contou com o trabalho de Antonio Venâncio, um dos principais nomes brasileiros na pesquisa de imagens de audiovisual. Além disso, ela destaca, também, o trabalho de montagem feito por Karen Akermam e Mair Tavaresm num processo que durou cerca de 6 meses até encontrar o ritmo do filme, dosar os offs e as trilhas. A equipe artística do filme ainda conta com o diretor de fotografia Felipe Reinheimer (“Pureza”, “SOS Mulheres ao mar). Trilha sonora original composta por Ricco Viana, também versões de clássicos “El día que me quieras”, na voz de Divina Valéria e “Hino ao amor” interpretado por Laila Garin.

ESPERO QUE ESTA TE ENCONTRE E QUE ESTEJAS BEM será lançado no Brasil pela Embaúba Filmes.

Sinopse

Em janeiro de 2011 um lote com 180 cartas de amor foi encontrado em uma Feira de Antiguidades, todas escritas por uma moradora de Campo Grande/MS para o seu noivo no Rio de Janeiro. Durante 2 anos, 1952/53, ela relata sobre a paixão e a distância. A partir desta descoberta, uma investigação se inicia para localizarmos este casal apaixonado e descobrirmos o desfecho do romance. Uma história sobre amor, tempo e memória.

Ficha Técnica

Direção: Natara Ney

Roteiro: Natara Ney

Produção: Carla Francine, Danielle Villanova, Marilha Assis, Natara Ney

Produção executiva: Carla Francine, Danielle Villanova

Fotografia: Felipe Reinheimer

Som direto: Pedro Saldanha

Montagem: Karen Akerman, Mair Tavares

Produtora local e pesquisa Campo Grande: Rodolfo Ikeda

Trilha original: Ricco Viana, Antônio Van Ahn

Empresas Produtoras: Arrudeia Filmes, MarIlhaProduções

Produtoras Associadas: Casa de Cinema de Olinda, Alameda Produções

Sobre Natara Ney

Formada em jornalismo pela PUC-PE. Concluiu o curso de realização audiovisual do Centro Afrocarioca de Cinema. Participou da Flup em duas edições, em ambas teve contos publicados nas coletâneas Carolinas e Cartas para Esperança. Associada da APAN desde 2019.

Montadora e roteirista como mais de 20 longas-metragens, 5 séries para tv e diversos videoclips.

Assinou o roteiro dos documentários: Mistério do Samba, A Última Abolição, Além Hamlet, Divinas Divas e Cafi. Estreia na direção de longas-metragens com os filmes – Cafi, Espero que Esta te Encontre e que estejas bem e Elza Infinita.

Sobre a Embaúba Filmes

A Embaúba Filmes é uma distribuidora especializada em cinema brasileiro, criada em 2018 e sediada em Belo Horizonte. Seu objetivo é contribuir para a maior circulação de obras autorais brasileiras. Ela busca se diferenciar pela qualidade de seu catálogo, que já conta com mais de 30 títulos, em pouco mais de 4 anos de atuação, apostando em filmes de grande relevância cultural e política. A empresa atua também com a exibição de filmes pela internet, por meio da plataforma Embaúba Play, que exibe não apenas seus próprios lançamentos, como também obras de outras distribuidoras e contratadas diretamente com produtores, contando hoje com mais de 500 títulos em seu acervo, dentre curtas, médias e longas-metragens do cinema brasileiro contemporâneo.





Nenhum comentário