Books Brasil Books

Novidades

[News]Tears For Fears lança "The Tipping Point", seu primeiro álbum em 17 anos

 

 

 

TEARS FOR FEARS LANÇA “THE TIPPING POINT”,

SEU PRIMEIRO ÁLBUM EM 17 ANOS 

 

A turnê mundial “The Tipping Point World” começa em maio de 2022

 



 

25 de fevereiro de 2022 - Hoje, o icônico duo britânico Tears For Fears lança “THE TIPPING POINT, seu tão esperado primeiro álbum de estúdio em 17 anos. De acordo com Pitchfork, Vulture, Stereogum e muitos outros veículos, é um dos álbuns mais aguardados de 2022. “The Tipping Point” traz um som arrojado, belo e poderoso do Tears For Fears encontrando-se juntos, mais uma vez.  Ouça e baixe aqui: https://umusicbrazil.lnk.to/TFFTheTippingPointPR .

 

Em outubro de 2021, a dupla lançou o primeiro single, a faixa-título The Tipping Point, capturando a dor de ver alguém que você ama perder sua longa batalha contra uma doença. Seu segundo single, No Small Thing, foi um encontro de mentes enquanto a dupla voltava para a mesa de projeto e utilizaram o coração e a alma para completar o álbum. O vídeo que acompanha foi feito utilizando exclusivamente imagens encontradas mostrando o conflito entre as liberdades individuais e a responsabilidade coletiva. Seu último single, Break The Man,  é uma faixa empoderadora, mas groovy, que exige um melhor equilíbrio entre homens e mulheres. Inspirado na letra da canção, o vídeo engloba um mundo que ilustra a realidade do patriarcado - um lugar de hierarquias intermináveis construído sobre uma devoção cega a estruturas instáveis e insustentáveis. Por dentro, o mundo parece infinito, mas de fora é um mero brinquedo na mão do universo.



 

Em novembro de 2021, a banda também anunciou “THE TIPPING POINT WORLD TOUR”, com o apoio do Garbage nos shows dos Estados Unidos, onde a banda fará a sua primeira turnê desde 2017. Começando em Cincinnati, Ohio, em 20 de maio de 2022, essas datas verão a banda se apresentar em mais de 20 cidades da América do Norte antes de encerrar com seu último show em Wantagh, Nova Iorque, em 25 de junho de 2022. Para ingressos e mais informações, visite o site da banda aquiTears For Fears – Official Website.

 

SOBRE TEARS FOR FEARS:

 

Tears For Fears - Roland Orzabal (voz, guitarra, teclados) e Curt Smith (voz, baixo, teclados) - foi formado em Bath, Inglaterra, em 1981.  Com 30 milhões de álbuns vendidos em todo o mundo, apresentando-se em concertos com ingressos esgotados e tendo ganhado vários prêmios, a banda representa uma interseção inimitável de sabor pop, lirismo inteligente e consciente, uma guitarra bombástica e inovação new wave. O álbum “The Hurting”, sua estreia em 1983, produziu hinos como “Mad World”, “Change” e “Pale Shelter”, alcançando o Certificado de Ouro da RIAA nos Estados Unidos. O álbum “Songs From The Big Chair”, de 1985, se tornou um divisor de águas para o grupo e para a música em geral. Apresentando as vencedoras do BRIT Awards “Everybody Wants to Rule the World”, “Shout”, “Head over Heels”, “Mothers Talk” e “I Believe (A Soulful Re-Recording)”, o álbum foi cinco vezes platina e conquistou #1 na Billboard Top 200. Slant chamou-o de um “Dos Melhores Álbuns dos anos 80”, foi incluído no livro “1001 Albums You Must Hear Before You Die” (1001 Álbuns Que Você Deve Ouvir Antes de Morrer) e Consequence of Sound concedeu-lhe uma rara classificação A+ em uma retrospectiva de 20 anos. O disco “Seeds of Love”, de 1989, provou ser a última colaboração de Orzabal e Smith juntos até o álbum “Everybody Loves A Happy Ending”, em 2004, o que reacendeu o fogo criativo entre eles. A banda se engajou em um turbilhão de três anos de turnês pela América do Norte, Japão, Coreia do Sul, Manila e América do Sul, começando em 2010. Em 2013, os viu retornar com sua primeira música gravada em uma década: um cover de “Ready to Start”, do Arcade Fire.  A banda voltou mais uma vez em 2017, com “Everybody Wants To Rule The World - The Collection”, que mais uma vez catapultou a banda de volta ao escalão superior das paradas de álbuns do Reino Unido. O DNA da dupla permanece embutido em três gerações de artistas, tanto em níveis sutis como evidentes. Lançando uma sombra sobre rock, hip-hop, música eletrônica, indie, e além, Kanye West inseriu “Memories Fade” em “The Coldest Winter”, do seminal 808s & Heartbreak; The Weeknd infundiu “Pale Shelter” em “Secrets” do Starboy; David Guetta sampleou “Change” para “Always”; e Drake utilizou “Ideas as Opiates” como base para “Lust For Life”, enquanto Ally Brooke Hernandez, Adam Lambert e Gary Jules gravaram covers populares de “Mad World” e a banda Disturbed assumiu “Shout”, isso para citar apenas alguns. Lorde fez um cover assombroso de “Everybody Wants To Rule The World” para a trilha sonora do blockbuster “The Hunger Games - Catching Fire”, que o Tears For Fears alegremente passaria a usar como música de introdução dos shows ao vivo, assim fazendo um círculo completo. Em 2021, a banda foi homenageada com o Outstanding Song Collection Award no Ivor Novello Awards.

 

Enquanto isso, canções clássicas aparecem com destaque em todos os lugares, desde “The Wire” e “Donnie Darko” até “Straight Outta Compton” e “Mr. Robot”. Muito antes de se tornar um pilar cultural, o Tears For Fears consistia simplesmente de dois amigos de escola crescendo em Bath, Somerset, UK.

 

Com “The Tipping Point” e planos abrangentes de turnês no horizonte, Orzabal e Smith permanecem tão barulhentos como sempre, enquanto mais uma geração se prepara para “Shout” (“gritar”) com eles novamente.

 

 

Siga Tears For Fears:

Instagram / Twitter / Facebook / Spotify

Nenhum comentário