Novidades

[Resenha] Os Últimos Jovens da Terra: O Rei dos Pesadelos


Sinopse: Depois que o planeta é invadido por monstros e zumbis, Jack se une aos seus colegas para encarar o apocalipse, onde não faltam aventuras e diversão!

Neste terceiro livro da série de sucesso da Netflix, Jack e seus três melhores amigos acreditam que são os únicos seres humanos que sobreviveram ao apocalipse dos monstros, mas algo que está prestes a acontecer irá surpreendê-los. Contando com muitas ilustrações, o livro tem sido chamado da mistura perfeita entre Diário de um Banana e The Walking Dead.

O que achei? Terceiro livro da série, Os Últimos Jovens da Terra: O Rei dos Pesadelos, mostra Jack e seus três melhores amigos – Quint, June e Dirk – se adaptando à uma nova rotina após o apocalipse de monstros e zumbis, até que algo inesperado acontece, indicando que, possivelmente, eles não são os únicos humanos sobreviventes.

Quint, June e Dirk ficam excitados com a possibilidade de encontrar suas famílias, mas Jack não compartilha desse entusiasmo, pois ele não tem uma família e o medo de perder seus amigos e ficar sozinho o faz planejar várias aventuras para convence-los de que ficar em Wakefield é a melhor ideia.

O livro é voltado para o público juvenil, mas sua história pode atrair e agradar leitores de todas as idades, que irão curtir as aventuras de Jack e seus amigos e torcer por eles a cada momento, criando empatia pelos personagens, principalmente por Jack e seus conflitos por ser uma criança sem família.

A linguagem do livro é descontraída, simples e fluida e as ilustrações, maravilhosas, que complementam a história de forma bem-humorada e – até mesmo quem nunca leu os livros anteriores dessa saga – não se sentem perdidos na trama graças a elas e as recapituladas. E, por ser uma história ágil e dinâmica, dá para lê-la rapidinho.

Escrito por Michelle Araújo Silva
 
 

Nenhum comentário