Novidades

[News] Olhar Distribuição tem dois filmes no Festival de Berlim

“Alice Júnior”, dirigido pelo paranaense Gil Baroni e “Vento Seco”, dirigido pelo goiano Daniel Nolasco integram, dentro da programação do Festival de Berlim, as mostras Generation e Panorama respectivamente.
A presença de cinematografias tão variadas e potentes, oriundas de regiões tão diferentes do Brasil em um festival tão importante quanto Berlim, só reafirma a pluralidade e força do cinema brasileiro e o compromisso da Olhar Distribuição com a diversidade de visões de mundo e com o cinema nacional. 

“Alice Júnior”

Sinopse: Alice Júnior é uma youtuber trans cercada de liberdades e mimos. Depois de se mudar com o pai para uma pequena cidade onde a escola parece ter parado no tempo, a jovem precisa sobreviver ao ensino médio e ao preconceito para conquistar seu maior desejo: dar o primeiro beijo.

Ficha técnica:
87 min | 2019 | Cor | Brasil 
Direção: Gil Baroni, Elenco: Anne Celestino Mota, Emmanuel Rosset, Matheus Moura, Surya Amitrano, Thais Schier, Igor Augustho, Gustavo Piaskoski, Kátia Horn, Cida Rolim,  Marcel Szymanski.  CLASSIFICAÇÃO INDICATIVA: 10 anos

“Vento Seco”
Sinopse: No mês de julho, o vento seco e a baixa umidade do ar ressecam a pele dos moradores de uma pequena cidade no interior de Goiás. Sandro divide seus dias entre o clube da cidade, o trabalho, o futebol com amigos e as festas locais. Ele tem um relacionamento com Ricardo, seu colega de trabalho. Mas a sua rotina começa a mudar com a chegada de Maicon, um rapaz que desperta o seu interesse e do qual todos sabem muito pouco.

Ficha Técnica: 
110 min. | 2020| Cor | Brasil
Direção e roteiro: Daniel Nolasco, Produção: Lidiana Reis; Daniel Nolasco. Elenco: Leandro Faria Lelo; Allan Jacinto Santana; Renata Carvalho; Rafael Theophilo; Leo Moreira Sá; Marcelo D'Avilla; Del Neto; Larissa Sisterolli; Mel Gonçalves; Conrado Helt; Marcelo Souza e Silva; Norval Berbari; Isabella Cecília do Nascimento

Sobre a Olhar Distribuição
A Olhar Distribuição nasceu do desejo de buscar a pluralidade de experiências, de visões de mundo, de mostrar a diversidade que existe no contexto em que vivemos. Cada filme tem um universo próprio, repleto de cores, texturas, sorrisos, dilemas e culturas singulares. Nosso objetivo é respeitar cada obra e transpor as fronteiras que limitam os mundos ficcionais e  reais, e levando-as a outros olhares, cercados de realidades distintas, a fim de sensibilizar e provocar a reflexão. 
Os filmes já distribuídos pela Olhar são: “Meu Corpo é Político”, “A Gente”, “Ferrugem”, “Homem Livre”, “António Um Dois Três”, “Eleições”, “Dias Vazios”, “A Parte do Mundo que me Pertence, “Rafiki” e “Clube dos Canibais”, “Meu Nome é Daniel” e “Fernando”. 


Nenhum comentário