Books Brasil Books

Novidades

[News] July Granato, a jovem cantora carioca de apenas 16 anos que é dona da voz que está encantando o público no Rio de Janeiro


July Granato, a jovem cantora carioca de apenas 16 anos que é dona da voz que está encantando o público no Rio de Janeiro


 

 

Com apenas 16 anos, a cantora July Granato está brilhando em apresentações, no Rio de Janeiro. A voz cristalina, potente e afinada chama atenção do público em suas apresentações. Cantando em inglês e português, a artista emociona os espectadores como gente grande. July tem a arte no seu DNA. Ela herdou o talento na música do bisavô paterno, o músico e compositor Guilherme de Brito, parceiro musical de Nelson Cavaquinho. Grande compositor do samba brasileiro, Guilherme de Brito começou pequeno nas ruas de Vila Isabel vendo o pai tocar junto com a família, quando se interessou pelo violão e cavaquinho, mas sua altura não lhe deixava confortável com um instrumento tão pequeno. Daí veio a admiração dele pelo Nelson Cavaquinho, que mais tarde se tornou seu parceiro e muitos clássicos surgiram como: “Folhas Secas”, “A Flor e o Espinho”, “Quando Eu Me Chamar Saudade”, entre outras. July fala com admiração do bisavô: “Eles combinavam que quando um fazia a melodia o outro faria a letra. Em outras, um faria a primeira parte da música e o outro a segunda. E assim foram juntos até se tornarem conhecidos”.

 


A paixão de July pela música vem desde criança e sempre esteve muito presente na sua vida. Ela conta que quando era pequena as brincadeiras sempre foram relacionadas a shows e bandas. “Minha vontade de cantar vem da alma”, disse July aos 7 de idade para a mãe. A jovem decidiu efetivamente seguir a carreira de cantora com 15 anos. “A partir dessa decisão percebi que fiz a escolha certa, o caminho não é fácil, mas tudo na vida exige muito esforço para atingir nossos objetivos”.

 

Os estudos de canto começaram quando July tinha 7 anos. Ela iniciou fazendo aula de canto com a professora Suyan Luchesi, formada em música na UFRJ. “Sou extremamente grata por todos os ensinamentos e pelas técnicas que adquiri sob sua supervisão, tenho um carinho indescritível por ela e pela sua família”. Atualmente July faz aula de canto com a professora Mirna Rubim, cantora, atriz, diretora da CAL (Casa das Artes de Laranjeiras), doutora em Voice Perfomance of Michigan e professora adjunta de canto na UNIRIO. “Mirna Rubim é uma excelente professora, tenho aprendido muitas técnicas vocais extraordinárias, além de técnicas para shows e teatro musical”., conta a jovem. July também fez um curso de teatro musical na CAL e foi convidada para fazer audição para a turma avançada, algo que ela pretende fazer em breve. Ela fez aulas de piano quando criança e tem planos de retomá-las.

 

Aos 10 anos de idade, July ficou em primeiro lugar no concurso Catolikds, que selecionou crianças cantoras talentosas para gravar um CD comemorativo de 10 anos da Paróquia Nossa Senhora Aparecida. Essa foi a primeira experiência dela dentro de um concurso, quando concorreu com 49 crianças. Ela cantou a ópera “Pie Jesu”, de Andrew Lloyd Webber. O concurso foi realizado na paróquia Nossa Senhora Aparecida, na Ilha do Governador. A partir desse resultado, surgiram oportunidades para várias apresentações, inclusive na Rádio Catedral FM no Rio de Janeiro. No CD do grupo Catolikids, a adolescente gravou a música com a qual ganhou o concurso (em uma faixa solo) e gravou músicas em grupo. A artista nunca participou de reality shows de música na TV como o The Voice (Kids) ou similares, mas não descarta a possibilidade.

 

O legado deixado pelo bisavô Guilherme de Brito influenciou July, pois a música sempre esteve presente em todos os eventos da família por parte de pai. “Minha avó paterna sempre cantou, o irmão da minha avó, o tio do meu pai “Juarez de Brito” comandava um grupo de chorinho na cidade da seresta em Conservatória, estado do Rio, e todos os encontros de família sempre foram recheados de muita música e cantorias. Eu amava estes encontros, cantando sempre junto da minha maneira”. Segundo July, ela foi se descobrindo, se envolvendo com a música de uma forma alegre e prazerosa, pois cantar a faz reviver várias lembranças marcantes e felizes da infância.

 

July costuma cantar em português e inglês. “Irei concluir o curso de inglês em setembro, estudo há 5 anos. Sempre tive muita facilidade em falar inglês e me esforcei muito para ter uma compreensão avançada da língua”. A jovem também estuda espanhol, tem uma boa compreensão do idioma e canta músicas em alemão, italiano e latim, idiomas que utiliza principalmente no canto lírico. Cantoras como Elis Regina, Ivete Sangalo, Sandy, Jessie J, Alicia Keys e Adele são algumas das artistas que a influenciam. Na sua opinião, elas possuem ótimas técnicas vocais e uma grande extensão vocal, além de uma enorme facilidade nos melismas e um timbre de voz muito bonito.

 

A musicista e soprano tem se apresentado, na zona sul carioca, para um público variado. Atualmente, ela está fazendo 2 shows solo por mês (às sextas-feiras), no Mandarim Jockey, a convite da cantora Bruna Barros, e participações nos shows do musicista, pianista e cantor Rafael Direito, às quintas-feiras, às 20h00, no hotel Fairmont Rio de Janeiro Copacabana, e aos sábados, às 16h00, no shopping Leblon, além de Home Shows. “Minhas apresentações englobam músicas estrangeiras e nacionais, geralmente sou acompanhada por um pianista e um violonista. Costumo fazer tributo às cantoras Alicia Keys e Adele. Me sinto muito feliz e à vontade no palco independente da idade do público que está me assistindo e fico muito grata por ter tantas oportunidades aos 16 anos”., conta July.

 

Para July, cada apresentação tem um gosto especial e causa uma emoção diferente.

Ela já teve duas experiências se apresentando no exterior. A artista cantou em uma casa de shows na Universal City Walk, em Orlando (Flórida), e fez um Home Show para 100 pessoas em um aniversário, na Flórida. No Brasil, uma das apresentações mais marcantes foi na casa de shows Km de Vantagens Hall, no shopping Via Parque, na Barra da Tijuca, para mais de 3 mil pessoas e que contou com a presença do médium, professor, escritor e filantropo brasileiro Divaldo Pereira Franco. “Essa experiência foi especial pelo seu nobre motivo, que era angariar fundos para a construção de um grande orfanato. Através da música pude contribuir para essa linda missão”.

 

O show mais emocionante até o momento na carreira de July aconteceu no último dia 8 de julho e marcou a estreia da cantora no palco do Vivo Rio, no Flamengo. Ela fez o show de abertura do espetáculo da Banda Celebrare. A jovem se apresentou com o musicista Rafael Direito e o violonista Fill Motta. Os três foram aplaudidos de pé pelo público que lotou a casa de shows.

 

Além de ser uma cantora intérprete, July está iniciando uma carreira como compositora. “O que me inspira a compor é o meu forte sentimento pela música e minha admiração pelo meu bisavô Guilherme de Brito”. Apesar da pouca idade, ela sabe bem o que quer e pretende construir uma carreira artística sólida e duradoura. A musicista, que cursa o 2o ano do ensino médio, vai continuar investindo e se dedicando às aulas de canto. A jovem pensa em alçar voos mais altos em breve. Um dos planos para um futuro próximo é lançar um EP e um álbum.


Nenhum comentário