Books Brasil Books

Novidades

[Crítica] Quem tem Medo?

Sinopse: O longa-metragem documental narra a ascensão da extrema direita no Brasil a partir da perspectiva de artistas que tiveram obras censuradas. Com suas vozes, o filme compõe um mosaico das consequências nefastas da presente escalada do fascismo no país.

O que achei? Quem Tem Medo?, documentário dirigido por Dellani Lima, Henrique Zanoni e Ricardo Alves Jr., exibido no 27º Festival É Tudo Verdade , foi filmado desde 2017, acompanhando vários artistas e performers que sofreram censura e como esse processo ficou mais forte no governo atual.

Embora a ditadura civil-militar tenha chegado ao fim na década de 1980, ainda temos resquícios da mesma no que diz respeito à censura da cultura que não se encaixa nos padrões conservadores voltados à ideologia de direita/extrema-direita do governo eleito em 2018.

O documentário mostra vários casos de censura, ou de “curadoria”, e como os artistas foram assediados, perseguidos e ameaçados tanto nas redes sociais quanto legalmente e até casos de violência contra esses artistas

Temos como exemplos de alvos a performance do artista Wagner Schwartz que aconteceu na mostra Queermuseu exibida no Santander Cultura, onde o artista reproduzia com o seu corpo nu a obra Bicho de Lygia Clark, que foi acusado de pedofilia pelos conservadores da sociedade, por causa de uma criança que foi levada ao museu pela mãe, apesar da classificação etária da mostra, tocou o pé do artista; o cancelamento da peça “O Evangelho segundo Jesus, Rainha do céu” por ser encenado pela atriz travesti Renata Carvalho e; o ataque contra a sede da produtora de Porta dos Fundos em 2019.

Quem tem Medo? mostra um cenário assustador, resultado do aumento da onda conservadora validada por um governo autoritário e reacionário, onde a educação e a cultura, vistas como ameaças a esse governo, são censuradas. O filme é uma denúncia e resistência contra essa prática.

Quem tem Medo? chega aos cinemas no dia 4 de agosto, distribuído pela Embaúba Filmes. 

Trailer:


Escrito por Michelle Araújo Silva






Nenhum comentário