Books Brasil Books

Novidades

[News] DUO AX-80s lança single autoral "Algo Programado", misturando a sonoridade dos anos 80 e a referência do Synthwave

 DUO AX-80s lança single autoral "Algo Programado", misturando a sonoridade dos anos 80 e a referência do Synthwave



Música quer mostrar capacidade de transformação e o pensamento de seguir o que realmente acreditamos


duo AX-80s, formado pelos músicos Afrânio Alves e Xande Rosa, lança o single autoral 'Algo Programado', com sonoridade dos anos 80 e referência do estilo Synthwave, em todas as plataformas, para falar sobre mudanças e sobre o pensamento que todos temos: seguir o que realmente acreditamos!

O projeto AX-80s surgiu no meio da pandemia, quando os dois amigos  Afrânio Alves e Xande Rosa resolveram criar um trabalho de músicas inéditas, resgatando a personalidade dos anos 80 e revestindo com um estilo eletrônico.  A parceria começou na época da escola, quando começaram a estudar música e a se apresentar nos saraus dos colégios. A partir daí, a música passou a fazer parte de suas vidas.

Afrânio Alves é vocalista, compositor e guitarrista, com diversas músicas gravadas por artistas e DJs do cenário nacional. Já trabalhou em trilhas sonoras de peças de teatro e trilhas de cinema (filme “Até que a sorte nos separe”).

Xande Rosa é compositor, produtor, guitarrista e vocalista da banda A.F.C. Trabalha como produtor, associado à DJs,  e já integrou a banda SUKHOI (T-Rec/Indie Records), nos anos 2000, como guitarrista e produtor, com destaque para  a música "Solidão à Dois", que fez parte da novela Malhação em 2004.

 "Algo Programado" tem chamado a atenção nas plataformas e redes sociais, tendo, inclusive, atravessado o oceano e tocado na Rádio inglesa AloBrasilUK - Programa Aeronovas - Sintonia Fina com Luciano Bahia.

Afrânio e Xande já estão trabalhando no primeiro EP e, a segunda música, "Se Eu Não Posso Ter Você",  já está pronta e será lançada em breve nas principais plataformas musicais.


Assessoria de Imprensa:
Paula Ramagem @_paula_r_soares
Arte Cult @artecult

Nenhum comentário