Novidades

[News]“Água-Viva” é o single de Felipe Antunes e Fábio Sá com voz de Tulipa Ruiz

“Água-Viva” é o single de Felipe Antunes e Fábio Sá com voz de Tulipa Ruiz
Faixa faz parte da trilha sonora do filme independente “Medeia por Consuelo de Castro”



O músico Felipe Antunes chega, junto com Fábio Sá e Tulipa Ruiz, nesta sexta, dia 9 de abril, com o single “Água-Viva”, que faz parte da trilha sonora do filme “Medeia por Consuelo de Castro”.


Com direção de Bete Coelho e Gabriel Fernandes, a produção baseia-se na versão escrita de 1997, da dramaturga Consuelo de Castro, intitulada “Memórias do Mar Aberto - Medeia”, sobre o mito grego, originalmente considerada imortal. A escritora resgata essa característica da personagem, concedida por seu avô, Deus Sol, e compõe uma Medeia fadada a conviver com suas marcas e dores para a eternidade. 


Inicialmente para estar nos palcos do teatro, a produção teve que se reinventar e misturou a linguagem do cinema e do teatro, onde encenam a tragédia escrita por uma das maiores dramaturgas brasileiras do nosso tempo.


Diretor musical da obra, Felipe Antunes assina letra e melodia de “Água-Viva”, enquanto a harmonia ficou por conta de Fábio de Sá e a interpretação por Tulipa Ruiz. Nas pesquisas para a trilha sonora, o artista encontrou na literatura um tipo de água-viva classificada pelos cientistas como imortal chamada cientificamente como Turritopsis nutricula, e, a partir de então, traçou um paralelo entre as imortalidades, as dores causadas pelas queimaduras - do Mar ao Sol -, e sublinhou que, ainda assim, há fôlego e necessidade de seguir. 


“No filme, mesmo destroçada pelos acontecimentos e pela vida incessante, Medeia segue por uma causa maior, com a intenção revolucionária de igualdade e paz no mundo. Algo similar ao que vivemos: os que com sorte ou privilégio sobrevivem ao vírus e seus violentos representantes, sobretudo no Brasil, precisam unir dores e forças por algo maior”, conta Antunes.


Já sobre a participação de Tulipa Ruiz para interpretar a canção, Fábio de Sá comenta que “A ‘Água-Viva’ precisava de muita personalidade e sentimento. Convidamos a Tulipa, pois além dela ser uma compositora incrível, é também uma intérprete muito autêntica e visceral com uma sensibilidade e potência vocal perfeitas para a canção.”


A faixa, lançada como single que antecede o álbum completo da trilha sonora, traz os músicos Sérgio Machado, Guilherme Held e Allan Abbadia, além de Fábio Sá nos arranjos, violão, baixo elétrico, acústico e cordas. 


Água-Viva” está disponível em todas as plataformas digitais aqui: https://links.altafonte.com/anrkkpk. Ouça também no YouTube: https://www.youtube.com/watch?v=zmEpdJGm8s4


Acompanhe os artistas:

https://www.instagram.com/antunesfe/ 

https://www.instagram.com/tuliparuiz/ 

https://www.instagram.com/fabiosssaaa/








Ficha Técnica:

Felipe Antunes: letra e melodia

Fábio Sá: harmonia

Tulipa Ruiz: Voz

Fábio Sá: Baixo, violão, cordas e arranjos

Sergio Machado: Bateria

Guilherme Held: Guitarra

Allan Abbadia: Trombone e Bombardino 




Sobre Felipe Antunes

Músico, cantor, compositor e pesquisador. Com sua banda Vitrola Sintética teve três indicações ao Grammy Latino; por sua direção musical em Mãe Coragem, de Daniela Thomas, com Bete Coelho, foi indicado ao Prêmio Shell de Teatro. É graduado e tem pós-doutorado em Ciência e Engenharia de Materiais pela Universidade de São Paulo em parcerias com o Ipen, Universidade Aveiro e Universidad Autónoma de Madrid. Tem recentes colaborações artísticas com artistas de Angola, Argentina, Holanda, Moçambique e Guiné-Bissau. Em carreira solo lançou Cru (2018) - participações de Xis, Lenna Bahule, Oswaldo de Camargo, Nástio Mosquito e Kika; e Lâmina (2016) - participações de Ná Ozzetti, Hélio Flanders, Enzo Banzo, Juliana Perdigão e Bocato. Foi contemplado com Nástio, artista de Angola, no edital Natura Musical para realização de Visão Noturna em 2018 - projeto multilinguagem que, além do álbum (lançado nas plataformas digitais em maio de 2020) trará um breve romance - na forma de livro -, um zine digital e um documentário.


Sobre Fábio Sá

Fábio Sá é baixista e produtor, atualmente acompanha Negro Leo no Action Lekking, integra a banda Los 5 e toca no show 'Das Horas” de Romulo Fróes; também acompanha Gal Costa e fez parte da turnê 'Estratosférica' e do show 'Ela disse-me assim'; foi integrante do Projeto Alfa com o lendário guitarrista Lanny Gordin. Já trabalhou com Mulato Astatke, João Donato, Luiz Melodia, Elza Soares, Zimbo Trio, Milton Nascimento, Ney Matogrosso, Criolo, Leny Andrade, Baby do Brasil, Pepeu Gomes, Jai Uttal, Arnaldo Antunes e Tutti Moreno.  Entre suas gravações destacam-se os CD e DVD 'Estratosférica ao vivo' de Gal Costa, 'Action Lekking' do Negro Leo, 'Maria Rita' de Maria Rita, 'Marina de la Riva ao vivo' de Marina de la Riva; 'Setembro' de Junio Barreto; 'Projeto Alfa Vols. 1 e 2 do Projeto Alfa; ''Calado', 'Cão' e 'No chão sem o chão' de Rômulo Fróes.


Sobre Tulipa Ruiz

Vencedora do Grammy Latino, Tulipa Ruiz é cantautora e ilustradora. Nascida em Santos (SP) e criada em São Lourenço (MG), a artista tem músicas incluídas em filmes, novelas e games e costuma se apresentar em teatros e festivais do mundo todo, como Rock in Rio e Montreux Jazz Festival. Seu trabalho, além de receber o acolhimento do público, é respeitado pela crítica especializada e destacado em publicações como os jornais britânicos The Guardian e The Independent. Uma de suas primeiras músicas, “Efêmera”, foi trilha sonora do game FIFA e uma das mais recentes, “Banho”, foi gravada por Elza Soares. Até antes da pandemia, a artista esteve em turnê com sua banda Pipoco das Galáxias e com o pianista João Donato. Tulipa prepara a gravação de seu quinto álbum. PR/

Nenhum comentário