Novidades

[Programação] Canal Brasil – Programas e Séries da Semana – 03 a 09 de agosto

SEGUNDA-FEIRA, 03 DE AGOSTO

 
BIPOLAR SHOW – SELTON MELLO
 
Horário: Segunda, dia 03, às 23h
Quinta, dia 06, às 13h30
Sexta, dia 07, às 7h

Classificação: Livre
 
PRINCIPAL

Sinopse: Durante três anos, Michel Melamed anunciou, na abertura de seu programa: “Bipolar Show está no ar”! Em julho, o Canal Brasil seleciona os melhores momentos de suas três temporadas. O objetivo principal é possibilitar um encontro livre entre dois artistas, nos mais diversos estados de humor. Entre os convidados da atração estão Marcelo Adnet, Selton Mello, Marjorie Estiano, Andréia Horta, Leticia Colin, Edu Sterblitch, Bárbara Paz, Júlia Lemmrtz, Luis Miranda, Alice Wegmann, Johnny Massaro, Grace Passô e Matheus Nachtergaele.

Neste episódio: Em um episódio com muito improviso, Michel Melamed e Selton Mello fazem uma versão musical da peça “Navalha na Carne”, de Plínio Marcos. No número musical, Silvia Machete.

A ARTE DO ENCONTRO 
 

Convidado: Andréia Horta
Horário: Segunda, dia 03, às 23h30
Terça, dia 04, às 13h30
Quinta, dia 06, às 7h
Classificação: Livre

PRINCIPAL
Sinopse: Após 13 episódios comandados por Tony Ramos, Bárbara Paz assume o lugar do ator no comando da quarta temporada de “A Arte do Encontro”, do Canal Brasil, na quarta-feira, dia 14. Nos próximos programas, a atriz vai receber Bia Lessa, Daniel Dantas, Elisa Lucinda, Luis Miranda, Maria Ribeiro, Paulinho Moska, Xico Sá e Zélia Duncan para conversas intimistas intercaladas por leituras de trechos de livros, poesias e peças de teatro.

Neste episódio: A atriz Andréia Horta lamenta o momento de hostilidade do mundo, revela sua dificuldade em naturalizar os acontecimentos e fala da importância da luta política para não sucumbir às adversidades.

TRANSMISSÃO 
 

Convidado: Xico Sá
Horário: Segunda, dia 27, à 0h
Terça, dia 28, às 14h
Classificação: 12 anos

PRINCIPAL
Sinopse: Linn da Quebrada e Jup do Bairro são duas das mais revolucionárias personalidades da nova geração da cultura brasileira. Suas apresentações de rap nas periferias são incendiárias e críticas, com letras focadas nos dilemas do universo LGBTQI, na desigualdade social e questões raciais. Suas trajetórias encantaram os documentaristas Kiko Goifman e Claudia Priscila, diretores de Bixa Travesti (2018), no qual elas expõem suas rotinas e mostram como suas posturas nos palcos visam desconstruir estereótipos de gênero, raça e classe. Novamente juntos, cineastas e cantoras estrelam o novo programa da faixa da meia-noite no Canal Brasil, dando sequência ao bastão passado por Laerte Coutinho em Transando com Laerte, que se despede da grade depois de quatro temporadas.

O talk show comandado pelas plurais artistas traz convidados para um bate-papo irreverente, no qual questões de gênero, sexo e raça são frequentemente abordadas, mas não limitadoras a conversa. O papo com Laerte Coutinho fala sobre transexualidade, mas também aborda relacionamentos amorosos e religião. Com a funkeira MC Carol, elas discutem a influência do rap na periferia e a descoberta da veia artística. A deputada Erica Malunguinho fala sobre a dificuldade de pessoas trans em ocupar espaços de poder, tanto na política quanto na academia, e a atriz Glamour Garcia fala sobre aceitação da personalidade. Há espaço ainda para os músicos Jards Macalé, Tom Zé e Letrux, o ex-prefeito Fernando Haddad, a cineasta Anna Muylaert, o ex-jogador de futebol Vampeta e a chef de cozinha Paola Carosella, entre outros.

Neste episódio: O escritor Xico Sá reflete sobre as maravilhas e os infernos do amor, relembra os tempos de devoção e fanatismo e critica o homem que tem receio da mudança e que reprime os seus desejos.

 
TERÇA-FEIRA, 04 DE AGOSTO
 
302 – ANA 
 

Horário: Terça, dia 04, à 0h15
Quinta, dia 06, às 4h35
Domingo, dia 09, às 1h15
Classificação: 12 anos

INÉDITO
Sinopse: Na série, o consagrado fotógrafo Jorge Bispo recebe mulheres anônimas comuns dispostas a tirarem a roupa para um projeto artístico e minimalista. O sétimo ano da atração dirigida por Helena de Castro aprofunda temas como aceitação, descoberta, libertação, violência e preconceito, e os novos episódios serão ainda mais femininos e espontâneos.

Neste episódio: Na estreia da sétima temporada, a carioca Ana fala sobre o resgate da autoestima feminina através da moda e comenta o quão poderoso e ameaçador é o processo de autoconhecimento das mulheres.
 
RUA DO SOBE E DESCE, NÚMERO QUE DESAPARECE – EPISÓDIO 5 
 
 
Horário: Terça, dia 04, às 20h45
Sexta, dia 07, às 13h40
Segunda, dia 10, às 16h30
Classificação: 14 anos
 
INÉDITO E EXCLUSIVO

Sinopse:
Dirigida e roteirizada por Luiz Carlos Lacerda, o Bigode, a produção protagonizada por Fernanda Vasconcellos e André Arteche mostra o cotidiano de dois amigos em busca da felicidade no amor e no trabalho. Claudia (Fernanda Vasconcellos) se mudou recentemente para o prédio de Lourenço (André Arteche), e logo se tornaram amigos e confidentes. Ela é uma aeromoça com uma escala frequente de voos e passa a maior parte do tempo viajando. Ele é um diretor de teatro ansioso com a estreia de uma nova peça. No entanto, quando estão em casa, se tornam inseparáveis e passam a participar ativamente da vida um do outro. Com seis episódios, a série é cheia de poesia e traz referências a obras de Antonio Botto, Manuel Bandeira, Walmir Ayala, Lucio Cardoso, entre outros. Paula Burlamaqui, Maria Padilha, Ilva Niño e Oscar Magrini fazem parte do elenco.

Neste episódio: Alvinho discute com Lourenço e adverte o diretor sobre o relacionamento com Sandro. Cláudia conhece um mestre zen-budista que promete trazer o equilíbrio que ela precisa para a sua vida.
 
RUA DO SOBE E DESCE, NÚMERO QUE DESAPARECE – EPISÓDIO 6 
 

Horário: Terça, dia 04, às 21h15
Sexta, dia 07, às 14h10
Segunda, dia 10, às 17h
Classificação: 14 anos
 
INÉDITO E EXCLUSIVO
Sinopse: Dirigida e roteirizada por Luiz Carlos Lacerda, o Bigode, a produção protagonizada por Fernanda Vasconcellos e André Arteche mostra o cotidiano de dois amigos em busca da felicidade no amor e no trabalho. Claudia (Fernanda Vasconcellos) se mudou recentemente para o prédio de Lourenço (André Arteche), e logo se tornaram amigos e confidentes. Ela é uma aeromoça com uma escala frequente de voos e passa a maior parte do tempo viajando. Ele é um diretor de teatro ansioso com a estreia de uma nova peça. No entanto, quando estão em casa, se tornam inseparáveis e passam a participar ativamente da vida um do outro. Com seis episódios, a série é cheia de poesia e traz referências a obras de Antonio Botto, Manuel Bandeira, Walmir Ayala, Lucio Cardoso, entre outros. Paula Burlamaqui, Maria Padilha, Ilva Niño e Oscar Magrini fazem parte do elenco.

Neste episódio: No episódio final da série, após o sucesso da estreia da peça de Lourenço, o diretor e Cláudia descobrem os novos caminhos que a amizade pode construir.

 
QUARTA-FEIRA, 05 DE AGOSTO
 
FAIXA MUSICAL – THE BRIDGE – LENINE E MARTIN FONDSE ORCHESTRA LIVE AT BIMHUIS 
 

Horário: Quarta, dia 05, às 9h
Quinta, dia 13, às 11h05
Classificação: Livre
 
INÉDITO
 
Sinopse: O som de Lenine transita pelo jazz e a música clássica em The Bridge, com arranjos do premiado maestro Martin Fondse e sua orquestra. O projeto mistura sucessos e o mais recente trabalho, Carbono.
 
OURO VELHO, MUNDO NOVO – NA HORA QUE NEM CALDO DE CANA 
 

 Horário: Quarta, dia 05, às 19h45
Quinta, dia 30, às 14h
Classificação: Livre
 

INÉDITO E EXCLUSIVO

Sinopse: A poesia popular na divisa entre Pernambuco e Paraíba é o tema da série documental dirigida por Cláudio Assis e Lírio Ferreira. A atração, nomeada a partir de duas cidades fronteiriças de ambos os estados, mostra como as rimas foram responsáveis por conduzir, ao longo dos anos, a sabedoria popular centenária da região. Ao conversar com artistas e personalidades locais, os diretores traçam um paralelo entre e a seca e as trovas, apresentam a influência do cordel nas rimas e mostram como as paisagens do sertão foram capazes de inspirar os versos dos moradores – com destaque para o depoimento do jornalista e conterrâneo Xico Sá, que atribui igual importância à produção local a escritos do russo Vladimir Maiakovski, um dos mais importantes poetas do século passado.

Neste episódio:
“O cordel nunca apagou a sua primeira chama”. O episódio caminha pela técnica dos cantadores nos diálogos contraditórios acompanhados pelo som da viola. 

QUINTA-FEIRA, 06 DE AGOSTO

FAIXA MUSICAL – FAFÁ DE BELÉM – DO TAMANHO CERTO PARA O MEU SORRISO 


Horário: Quinta, dia 06, às 11h45
Quarta, dia 12, às 9h30
Classificação: Livre  
 
INÉDITO
 
Sinopse: Com o sorriso como marca registrada, Fafá de Belém sobe ao palco para celebrar 40 anos de carreira. O repertório traz canções de Chico Buarque, Lulu Santos e Nelson Motta, entre outros.
 
LAMA DOS DIAS – ALTA ANSIEDADE 
 

Horário: Quinta, dia 06, às 20h
Sexta, dia 07, às 18h30
Domingo, dia 09, às 11h
Classificação: 14 anos
 
PRINCIPAL
Sinopse: A série resgata um pouco da história da capital pernambucana, no início da década de 90, para mostrar o contexto responsável pelo nascimento do manguebit. Em um momento de crise, após a redemocratização, o Recife presenciou uma verdadeira ebulição nos mais diversos campos da cultura. “Lama dos Dias” mostra os detalhes do período, a partir de dois núcleos principais: a trajetória da banda Psicopasso, um conjunto cuja sonoridade mescla a agressividade do rock com a batida do maracatu; e um grupo de amigos de uma universidade, insatisfeitos com o sistema e frequentadores da cena musical local. Com direção de Hilton Lacerda e Hélder Aragão (DJ Dolores) e um elenco formado por não-atores – complementado pela participação especial de Maeve Jinkings –, a série mostra como surgiu, da lama, uma geração consistente de artistas nacionais.

Neste episódio: Farmácia não revela à família uma decisão importante que tomou. Ezequiel discute com a banda o seu papel como produtor. O videoclipe da “Psicopasso” estreia na televisão.
 
O PAÍS DO CINEMA – JOÃO, O MAESTRO 
 

Convidado: Alexandre Nero e Rodrigo Pandolfo
Horário: Quinta, dia 06, à 0h
Sábado, dia 08, às 13h
Quarta, dia 12, às 7h
Classificação: 14 anos

INÉDITO E EXCLUSIVO

Sinopse:
Andréia Horta comanda um mergulho na história do cinema brasileiro na quinta temporada de O País do Cinema. Na atração, a atriz recebe realizadores, diretores e intérpretes e coloca em pauta uma abordagem crítica e informativa da produção nacional recente. Para este ano, o programa dirigido por Marcello Ludwig Maia passeia por clássicos e produções mais recentes do cinema brasileiro. Os episódios entram em cartaz logo após a exibição dos filmes a que se referem e a anfitriã traz para o estúdio profissionais envolvidos com a produção, em nomes como Matheus Nachtergaele, Cleo, Mauro Lima, Carol Duarte, Gregorio Duvivier, Dira Paes e Alexandre Nero, entre outros.

Neste episódio: Alexandre Nero e Rodrigo Pandolfo, atores do filme “João, O Maestro”, falam sobre a complexa história de superação de João Carlos Martins e a falta de reconhecimento dos artistas brasileiros.

 
SEXTA-FEIRA, 07 DE AGOSTO
 
RIO DE TOPLESS – O TOPLESSAÇO E A CENSURA AOS SEIOS EM PLENO SÉCULO XXI 
 

Horário: Sexta, dia 07, às 18h
Sábado, dia 08, às 7h
Quarta, dia 12, às 12h30
Classificação: 10 anos
 
PRINCIPAL
Sinopse: A série de Ana Paula Nogueira passeia por diversos aspectos do movimento gerado pela prática do topless nas praias cariocas, como a liberdade de expressão e a repressão social e policial imposta pelas forças de segurança. Intercalando entrevistas com imagens de ensaios de mulheres de seios à mostra na orla do Rio de Janeiro, a produção dá luz a figuras icônicas do feminismo como Leila Diniz; o papel revolucionário de atrizes e cineastas como Helena Ignez; a influência do carnaval como festa libertária e a pressão da censura em pleno século 21.

Neste episódio: “O peito feminino está nas bancas, ele só não pode estar no corpo da mulher”. Cristina Flores e Antonia Pellegrino falam sobre a perpetuação do aprisionamento do corpo feminino.
 
LARICA TOTAL – É HOMENAGEM PRA CHUCHU 
 

Horário: Sexta, dia 07, às 22h
Sábado, dia 08, às 13h30
Domingo, dia 09, às 1h30 e às 9h40
Terça, dia 11, à 0h30
Classificação: 10 anos

PRINCIPAL

Sinopse:
Está de volta ao Canal Brasil a terceira e última temporada da sátira a programas de culinária descolados exibidos por canais de televisão por assinatura. Ao contrário dos apresentadores experientes, treinados nas cozinhas de sofisticados restaurantes –, Paulo Oliveira (Paulo Tiefenthaler) é um solteirão que se vira como pode. Seu objetivo é apresentar receitas de pratos fáceis, capazes de satisfazer pessoas sem paciência, vontade, ingredientes ou equipamentos adequados no preparo de refeições.

Neste episódio: Paulo decide corrigir uma injustiça histórica e homenageia o chuchu. Por ser abundante e barato, deu até pra comprar uma carne e dar um pulo na serra, porque é lá que ele dá mais fácil. 
 
EM NOME DE DEUS – A PANDEMIA
 

Horário: Sexta, dia 07, às 22h30
Sábado, dia 08, às 13h55
Classificação: 10 anos

PRINCIPAL
Sinopse: Com condução de Pedro Bial e da roteirista Camila Appel, “Em nome de Deus”, que acompanha a história do médium João de Deus desde sua infância em Itapaci, em Goiás, até sua prisão por crimes sexuais. Em seis episódios, a série mostra o trabalho realizado ao longo de 18 meses e aborda os crimes e a dualidade do curandeiro – um homem que inspira fascínio e repulsa.

Neste episódio: João de Deus é condenado a 60 anos de prisão por crimes sexuais e posse de armas. Mas a pandemia do novo coronavírus muda o destino de João de Deus e desta história.


Nenhum comentário