Novidades

[News] Gérard Depardieu, David Bowie, Betty Faria e indicado à Palma de Ouro

O cardápio À La Carte desta quinta (23/07) traz ménage à trois com Gérard Depardieu, David Bowie em um grande cult dos anos 80 , adaptação de romance clássico brasileiro, e filme neozelandês indicado à Palma de Ouro em Cannes:
“Meu Marido de Batom” (1986), de Bertrand Blier; “Furyo: Em Nome da Honra” (1984), de Nagisa Oshima; “O Cortiço” (1978), de Francisco Ramalho Jr.; e "Vigil" (1986), de Vincent Ward!

“Meu Marido de Batom”, de Bertrand Blier, repete a dobradinha do diretor com os atores Gerard Depardieu e Miou Miou, que já haviam trabalhado juntos no clássico "Corações Loucos". A Trilha sonora foi assinada pelo famoso compositor francês Serge Gainsbourg. Ousado até os dias atuais, o filme aborda fetiches sexuais, transexualidade e poliamor.

“Furyo: Em Nome da Honra”, de Nagisa Oshima, é baseado no romance "A Semente e o Semeador", de Laurens van der Post, e suas experiências em um campo de prisioneiros durante a Segunda Guerra Mundial. David Bowie foi escalado para o papel do major Jack Celliers depois que o diretor Nagisa Ôshima o viu atuando no palco em "O Homem Elefante", uma produção da Broadway. O ator escocês Tom Conti não fala nem uma palavra em japonês, aprendeu seu diálogo foneticamente.

“O Cortiço”, de Francisco Ramalho Jr., baseado no romance de Aluísio de Azevedo. Considerado sua obra-prima, esse romance narra, em sua linguagem vigorosa, a vida miserável dos moradores de duas habitações coletivas.

"Vigil", de Vincent Ward, fez parte da Seleção Oficial do Festival de Cannes 1984. Este foi o filme anterior a "Navigator: Uma Odisséia No Tempo", o primeiro grande sucesso internacional do diretor Vincent Ward, também disponível no À La Carte.

Sinopses:

MEU MARIDO DE BATOM

(Tenue de soirée)

França, 1986, cor, 84 min., comédia, idioma: francês (legendado), 16 anos.

Direção: Bertrand Blier

Elenco: Gérard Depardieu, Michel Blanc e Miou-Miou.

Bob é um criminoso bissexual chamado Bob, que encoraja um casal a entrar no mundo do crime, seduzindo primeiro a esposa e depois o marido dela.

FURYO: EM NOME DA HONRA

(Merry Christmas Mr. Lawrence)

Reino Unido/Nova Zelândia/Japão, 1984, cor, 123 min., drama, idiomas: inglês e japonês (legendado), 14 anos.     

Direção: Nagisa Oshima

Elenco: David Bowie, Tom Conti e Ryuichi Sakamoto.

Em 1942, vários soldados britânicos estão confinados em um campo de prisioneiros do Japão. O acampamento é dirigido por um oficial japonês com uma firme crença na disciplina, honra e glória, e que acha os britânicos um bando de covardes.

O CORTIÇO

Brasil, 1978, cor, 110 min., Direção: Francisco Ramalho Jr.

Elenco: Betty Faria, Mário Gomes e Armando Bógus.

Moradora de um cortiço de propriedade do português João Romão, Rita Baiana é uma mulher expansiva e liberada. Ao se apaixonar por Jerônimo, jovem lusitano recém-chegado ao Brasil, ela deflagra um jogo de paixões que acaba em tragédia.


VIGIL

(Vigil)

Nova Zelândia, 1986, cor, 90 min., drama, idioma: inglês (legendado), 14 anos.

Direção: Vincent Ward

Elenco: Penelope Stewart, Frank Whitten e Bill Kerr.

Uma garota que vive isolada em uma fazenda coberta por uma densa névoa tem que lidar com difíceis mudanças quando um estranho aparece.

Serviço:

Planos de assinatura com acesso a todos os filmes do catálogo em 2 dispositivos simultaneamente.

Valor assinatura mensal: R$ 9,90 | Valor assinatura anual: R$ 108,90

Para se cadastrar acesse: www.belasartesalacarte.com.br e clique em ASSINE.

Ou vá direto para a página de cadastro: https://www.belasartesalacarte.com.br/checkout/subscribe/signup

Aplicativos disponíveis para Android, Android TV, IPhone e Apple TV. Baixe Belas Artes À LA CARTE na Google Play ou App Store.


Nenhum comentário