Novidades

[News] Curso online As Máscaras de Fellini


Realização : Escola no Cinema

Apoio: Espaço Itaú de Cinema

O sonho, a magia, o circo, a memória, o grotesco e o carnavalesco são as faces mais evidentes da obra de Federico Fellini.

O diretor italiano, cujo centenário de nascimento está sendo celebrado em 2020, ajudou a definir o conceito de “autor” no cinema por meio de uma estética que funde o realismo e o imaginário. Seu cinema em primeira pessoa ultrapassa os limites do narcisismo ao combinar aspectos da miséria e da comédia humanas com aspectos da cultura popular, construindo uma obra, cujas imagens encantam os sentidos e nos fazem pensar.

O curso “As Máscaras de Fellini” é uma oportunidade para quem tem interesse em se aprofundar nas múltiplas camadas da obra do diretor e descobrir aspectos encobertos pela uniformidade do termo “felliniano”.

As aulas serão oferecidas online, por meio de “lives”, permitindo a interação de todos em tempo real. Entre as aulas expositivas teremos encontros virtuais para discutir filmes, trocar percepções e identificar afinidades. Desse modo, o curso será também uma oportunidade para sairmos do isolamento.

PROGRAMA

Aula 1 (19 de maio, terça-feira): caricatura e espetáculo

A definição do universo de Fellini em seus trabalhos como desenhista, jornalista e roteirista. Mulheres e Luzes (1951) e Abismo de um Sonho (1952). Poder da ilusão e crítica da manipulação. O modo narrativo fragmentado e suas relações com outros meios.

Aula 2 (23 de maio, sábado): Neorrealismo e transfiguração do real

A estética italiana do pós-guerra como ponto de partida da primeira fase da obra. Como Fellini absorve e ultrapassa a matriz neorrealista? Crítica social e desilusão, comédia e melancolia: de Os Boas Vidas (1953) a Noites de Cabíria (1957)

Aula 3 (26 de maio, terça-feira): Giulietta Masina, musa e clow, atriz e personagem

A importância da protagonista da vida e da obra do diretor, fragilidade e resiliência. Melina, Geolsomina, Cabíria, Giulietta e Amélia: masina como alter ego de Fellini. A noção de autor expandida.

Aula 4 (30 de maio, sábado): A autoria hiperbólica

O apogeu modernista: A Doce Vida (1960) e Oito e Meio (1963). Marcello Mastroiani, ator duplo do autor. O artista devorado pela criação: Toby Dammit (1968)

Aula 5 (02 de junho, terça-feira): A morte no centro do picadeiro

Finitude e história. O passado morto-vivo: Satyricon (1969), Os Palhaços (1970) e Roma (1972).

Aula 6 (06 de junho, sábado): Fellini e Nino Rota, gênios siameses

A parceria com o compositor responsável pela construção da musicalidade felliniana. Amarcord (1973), filme transatlântico.

Aula 7 (09 de junho, terça-feira): Fellini político

O fascismo que assombra o passado e o presente. Ensaio de Orquestra (1979). Olhares ferinos sobre o machismo e o feminismo: Casanova (1976) e Cidade das Mulheres (1980).

Aula 8 (13 de junho, sábado): O adeus de Fellini

Os filmes crepusculares: E La Nave Va (1983), Ginger e Fred (1985), Entrevista (1987) e A Voz da Lua (1990).

PROFESSOR

Cassio Starling Carlos é mestre em Multimeios pela Unicamp, crítico de cinema da Folha de S.Paulo e pesquisador da história do audiovisual. Organizou e editou as coleções Cine Europeu, Charles Chaplin, Grandes Diretores do Cinema, entre outras, todas publicadas pela Folha.


INFORMAÇÕES

Período: de 19/05 a 13/06 de 2020

Carga horária: 24 horas em 8 encontros

Terças – das 19h às 22h

Sábados - das 15h às 18h

Investimento: R$360,00 (à vista)

Alunos que já fizeram três cursos realizados pelo Escola no Cinema tem desconto de 20% para pagto à vista (R$288,00).

 Vagas: 20 pessoas (mínimo de 15 para a realização do curso)

Os alunos inscritos receberão uma solicitação de pagamento através do Pagseguro.

Os certificados serão entregues após término do curso.

Inscrições: atendimento@escolanocinema.com.br



Nenhum comentário