Novidades

[News] Soldados que combateram a Guerrilha do Araguaia ganham voz em documentário


Às margens do Rio Araguaia, um grupo de militantes comunistas se mobilizou para tentar construir uma revolução a partir do campo, aos moldes de Cuba e da China. O contexto era o de um regime militar em seu momento mais rígido, entre as décadas de 1960 e 1970. Para impedir os planos dos guerrilheiros, o Exército Brasileiro enviou tropas para o local, culminando em uma das passagens mais sangrentas da história brasileira: a Guerrilha do Araguaia. As memórias de alguns desses militares vêm à tona no documentário “Soldados do Araguaia”, de Belisario Franca, uma produção da Giros Filmes a ser exibida no Curta!.

Marginalizados pela historiografia oficial por sua filiação ao Exército e, também, pelo próprio Exército por terem feito denúncias contra a corporação, esses ex-soldados – recrutas de baixa patente – finalmente têm voz no longa, e compartilham suas versões dos fatos: “Eu servi ao Exército Brasileiro, mas eu não me orgulho”, revela um deles.

Da convocação junto às comunidades ribeirinhas e rurais até a dispensa após o extermínio da guerrilha, os ex-soldados narram suas histórias e enfrentam seus traumas decorrentes do conflito. A exibição é na Sexta da Sociedade, 22 de maio, às 22h35.

Episódio inédito de “Matizes do Brasil” fala da vida e obra de Helio Oiticica

Considerado autor de uma obra conhecida por sua originalidade e versatilidade, Helio Oiticica se consolidou como um dos maiores e mais revolucionários artistas plásticos brasileiros. Ele é o personagem do episódio inédito de “Matizes do Brasil”, série que vem sendo exibida no canal Curta!.

Oiticica realizou trabalhos envolvendo escultura, pintura, objetos, instalações, performances e ensaios críticos. Criou polêmicas ao frequentar o Morro da Mangueira e fazer uma obra em homenagem a um bandido, executado por um esquadrão da morte. Esse episódio é abordado na série, assim como sua influência sobre a Tropicália. Morto em 1980, o artista tem trabalhos nos acervos de alguns dos principais museus e galerias do mundo, como a Tate Modern, na Inglaterra. 

“Matizes do Brasil” é uma produção da Giros Filmes, dirigida por Bianca Lenti e viabilizada pelo Curta! através do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA). O episódio estreia na Terça das Artes, 19 de maio, às 23h30.

Segunda da Música – 18/05

21h30 – “Blitz, O Filme” (Documentário)
O documentário apresenta a história de uma das bandas pioneiras do pop-rock brasileiro, a Blitz. O longa-metragem explora seu surgimento sob a lona do Circo Voador, na década de 1980, as turnês internacionais e o enorme sucesso do grupo nos dias atuais. Diretora: Paulo Fontenelle. Duração: 104 minutos. Horários alternativos: 19 de maio, terça, às 01h30 e às 15h30; 20 de maio, quarta, às 9h30; 23 de maio, sábado, às 13h10; 24 de maio, domingo, às 19h35.

Terça das Artes – 19/05

23h30– "Matizes do Brasil” (Série) – Episódio “Helio Oiticica”
Hélio Oiticica é considerado autor de uma das mais originais e revolucionárias produções artísticas brasileiras, graças ao seu caráter inovador e, muitas vezes, polêmico. Realizou trabalhos envolvendo pintura, escultura, objetos, instalações, performance e escrita. Algumas marcas de sua obra são a abertura à participação do espectador, o uso das cores – em geral vibrantes – e o experimentalismo. Este episódio de “Matizes do Brasil” convida grandes conhecedores do legado do artista, como César Oiticica Filho, Felipe Scovino e Ligia Canongia, para comentarem sobre a trajetória dele, dando ênfase a alguns de seus trabalhos mais famosos. Diretora: Bianca Lenti. Duração: 26 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 20 de maio, quarta-feira, às 03h30 e às 17h30; 21 de maio, quinta-feira, às 11h30; 23 de maio, sábado, às 19h10; 24 de maio, domingo, 09h50.

Quarta de Cinema – 20/05

20h – “Filmes que Marcaram Época” (Série) - Episódio: “Wall Street”
Cada episódio desta série documental fala sobre um filme cult específico, seu diretor e sua época. Lançado em 1987, "Wall Street" é o quinto longa-metragem de Oliver Stone e o primeiro filme de ficção a retratar de maneira realista o mundo americano das altas finanças durante a presidência de Ronald Reagan. Oliver Stone conta a ascensão e queda de Bud Fox, um dos "garotos de ouro" que prosperaram em Wall Street durante esse período. Ambicioso, cínico, disposto a fazer qualquer coisa para ganhar mais dinheiro, Bud Fox consegue um emprego com Gordon Gekko, um dos especuladores mais implacáveis de Wall Street. No episódio, descobrimos que Oliver Stone não ficou satisfeito, inicialmente, com a interpretação de Gekko pelo ator Michael Douglas e chegou a reclamar com ele. Douglas mudou sua atuação e acabou conquistando um Oscar.  Direção: Remi Lainé. Duração: 52 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 21 de maio, quinta-feira, às 0h e 14h; 22 de maio, sexta-feira, às 08h; 23 de maio, sábado, às 10h; 25 de maio, domingo, às 0h.

Quinta do Pensamento – 21/05

22h25 – “Cacaso na Corda Bamba” (Documentário)
Filho de uma família rural e destinado a trabalhar com criação de gado, Antonio Carlos de Brito encontrou na poesia um sentido para a vida, transformando-se em Cacaso. O artista multifacetado, que incendiou a juventude carioca em aulas e discussões sobre a arte, mudou a poesia brasileira, sendo um dos precursores do movimento marginal. Irônico e perspicaz, Cacaso foi responsável por reunir um grande número de artistas e intelectuais em projetos e parcerias, deixando um indiscutível legado literário e musical.  Direção: José Joaquim Salles e PH Souza. Duração: 88 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 22 de maio, sexta-feira, às 2h25 e às 16h25; 23 de maio, sábado, às 21h20; 24 de maio, domingo, 12h;

Sexta da Sociedade – 22/05

22h35 – “Soldados do Araguaia” (Documentário)
Soldados do Araguaia é um documentário que se propõe a dar voz às memórias e traumas de recrutas de baixa patente do Exército Brasileiro que combateram na sangrenta e nebulosa Guerrilha do Araguaia. Marginalizados pela historiografia oficial por sua filiação ao Exército e pelo próprio Exército por suas denúncias contra a corporação, esses personagens encontram aqui uma oportunidade inédita de compartilhar sua versão dos fatos. Da convocação junto às comunidades ribeirinhas e rurais até a dispensa após o extermínio da guerrilha comunista, os relatos dos ex-soldados compõem uma narrativa em que recrutas e guerrilheiros se confundem debaixo da opressão militar. No Vietnã brasileiro, os vencedores retornam apenas como fantasmas: mesmo aqueles capazes de ultrapassar a psicose, o alcoolismo, o desejo de suicídio e inúmeras manifestações de estresse pós-traumático precisam lutar até hoje para superar os episódios de abuso e violência que sofreram e testemunharam. Direção: Belisario Franca. Duração: 72 min. Classificação: 14 anos. Horários alternativos: 23 de maio, sábado, às 2h30 e 15h10; 24 de maio, domingo, às 21h35; 25 de maio, segunda-feira, às 16h25; 26 de maio, terça-feira, às 10h30.

Sobre o Curta!
O canal Curta! é um dos novos canais brasileiros da TV paga que mais aprovou projetos para financiamento pelo Fundo Setorial do audiovisual. Até agora foram financiados, para estreia no CURTA!, mais de 120 longas documentais e 800 episódios de 60 séries, atendendo à grade temática do canal: música, artes cênicas, metacinema, pensamento em humanidades, história política e sociedade. 

O Curta! pode ser visto nos canais 56 e 556 da NET e da Claro TV, no canal 75 da Oi TV e no canal 664 da Vivo, oferecido à la carte pela operadora. Siga o Curta! nas redes sociais: www.facebook.com/CanalCurta, https://twitter.com/canalcurta e www.youtube.com/user/canalcurta. Saiba mais em http://www.canalcurta.tv.br.




Nenhum comentário