Novidades

[News] Documentário Cine São Paulo estreia dia 07 de novembro

Cine São Paulo, primeiro documentário longa-metragem da Trilha Mídia, com direção de Ricardo Martensen e Felipe Tomazelli, entra em cartaz em São Paulo. O documentário estreia no Centro Cultural São Paulo, às 19:00 do dia 07 de novembro, quinta-feira. A exibição é gratuita e será seguida de debate com participação dos diretores do filme, da diretora da Spcine, Laís Bodansky, do crítico de cinema Sergio Rizzo e do arquiteto Ricardo Ohtake, ex-secretário de Cultura do Estado de São Paulo e atual diretor do Instituto Tomie Ohtake. O tema do debate é a importância dos cinemas de rua para a preservação do patrimônio cultural brasileiro e para a democratização do acesso ao cinema. 

O filme ficará em cartaz até o dia 13 de novembro no Centro Cultural São Paulo e também estará disponível, gratuitamente, através da plataforma taturanamobi.com.br, para qualquer pessoa ou instituição interessada em organizar uma projeção e promover debate. Para agendar uma sessão, basta se cadastrar na plataforma. Com os dados da exibição confirmados, ela entra para a agenda de lançamento e o organizador da sessão recebe o filme, material de divulgação e de fomento ao debate, sem custo.

Além de São Paulo, o filme estreia em Dois Córregos e em outras cidades como  Brotas (SP), Jaú (SP), Pelotas (RS), Laguna (SC), Triunfo (PE), Belém (PA), em um circuito espacial de cinemas de rua. A programação completa pode ser consultada na página do filme no facebook: https://www.facebook.com/cinesaopauloofilme/

O documentário Cine São Paulo, que rodou por festivais como AFI DOCS e É Tudo Verdade, e levou o prêmio de melhor documentário no Biarritz Latin American Film Festival, conta a história de Francisco Augusto Prado Telles, “Seu Chico”, hoje com 74 anos. Herdeiro do cinema que fora de seu pai, quando criança ia diariamente ao majestoso prédio construído em 1910 para brincar ou assistir filmes. Cresceu nesse universo de paixão pelo cinema e assumiu a sala quando seu pai faleceu. Acompanhou a decadência dos cinemas de rua quando os shoppings surgiram na região e viu o local ser interditado pela justiça devido à problemas de segurança. E mesmo sem patrocínio, “Seu Chico” iniciou uma complexa reforma para que a sala voltasse a funcionar, ainda que não representasse mais uma atividade lucrativa.

No documentário, os diretores do filme investem no espaço interno do prédio e o mundo de fora é sempre enquadrado pelas portas e janelas do cinema, evocando as lembranças e os estados emocionais do personagem.  Arquivos pessoais, históricos e memórias de filmes que “Seu Chico” assistiu na sala, permeiam os depoimentos e o registro da reforma do prédio.

Cine São Paulo acompanha a jornada de “Seu Chico” e sua luta para manter em funcionamento o cinema mais antigo do país. Uma história sobre memória e legado.

DIRETORES:
Ricardo Martensen e Felipe Tomazelli são sócios na produtora Trilha Mídia. Nos últimos 5 anos, além de Cine São Paulo, a produtora lançou curtas com presença em importantes festivais pelo mundo e em canais de TV como Futura, Cultura e Curta. Atualmente, a dupla de diretores está finalizando um documentário para a HBO América Latina, uma co-produção com a Boutique Filmes. E está desenvolvendo mais dois projetos com passagens nos laboratórios da Berlinale e DocMontevideo.

“SEU CHICO”
FRANCISCO AUGUSTO PRADO TELLES, nascido em 28 de janeiro de 1945 (Jaú/SP) e criado na cidade de Dois Córregos, interior de São Paulo, onde reside até hoje, é formado em História, disciplina que lecionou por toda vida até se aposentar no ano de 2000. Cresceu brincando dentro da sala de cinema de sua família, o Cine São Paulo, prédio que seu pai Sr. Nilson Prado Telles adquiriu em 1910. Seu Chico, como é popularmente conhecido, também dedicou sua vida à sétima arte, trabalhando como projecionista e através da sua Empresa Cinematográfica Prado Telles. Desde 2010, Seu Chico se tornou o único proprietário do prédio do antigo cinema, que hoje abriga o Centro Cultural Nilson Prado Telles. Ele é o protagonista do documentário Cine São Paulo (2017), de Felipe Tomazelli e Ricardo Martensen.

A PRODUTORA
A Trilha Mídia é uma produtora especializada na produção de documentários. Somos fascinados por uma boa história e elas existem aos montes por aí. Informar sem ser didático. Denunciar sem ser óbvio. Buscar valores artísticos, sem se esquecer do público são as premissas que orientam nosso trabalho. “Cine São Paulo”, primeiro longa da produtora, venceu o prêmio de Melhor Documentário do Festival de Biarritz e foi seleção oficial do É Tudo Verdade, Festival de Brasília, AFI Docs, FIDBA, entre outros. O média “A História da Embalagem” foi licenciado pelos canais Curta e Futura e ainda hoje faz parte da grade de ambos. Os curtas Matias (2014) e Sobre Imagem e Semelhança (2018) tiveram passagens por importantes festivais como É Tudo Verdade, Sheffield Doc Fest, Krakow Film Festival e Camerimage. Atualmente, a produtora está finalizando um documentário para a HBO América Latina, em co-produção com a Boutique Filmes, e tem mais dois projetos de longa em desenvolvimento com passagens nos laboratórios da Berlinale e DocMontevideo. Também produz conteúdo documental para marcas e instituições como SESC, WWF, RARE, Ambev, PepsiCo, L’Occitane, Santander e CNI.

CANAL: https://vimeo.com/channels/trilhamidia

FACEBOOK: https://www.facebook.com/trilhamidia/

TATURANA MOBILIZAÇÃO SOCIAL - DISTRIBUIDORA
A Taturana é uma distribuidora de filmes com foco em impacto social. Fundada em 2013, vem trabalhando em circuitos comerciais e não comerciais com o objetivo de democratizar o acesso ao cinema e potencializá-lo como ferramenta de impacto social. Além dos circuitos tradicionais, atua com uma rede de parceiros exibidores em todo o país constituída por universidades, escolas, centros culturais, cineclubes, equipamentos públicos, entre outros. Também concebe e realiza projetos de impacto a partir de obras audiovisuais.

SERVIÇO
LANÇAMENTO: CINE SÃO PAULO

Exibição de estréia do documentário Cine São Paulo seguida de debate

Debatedores:  Ricardo Martensen e Felipe Tomazelli (diretores do filme), Laís Bodanzky (Spcine), Sérgio Rizzo (crítico de cinema) e Ricardo Ohtake (ex-secretário de Cultura do Estado de São Paulo e diretor do Instituto Tomie Ohtake).

Local: Centro Cultural São Paulo, sala Paulo Emílio

Data: 07/11/2019

Horário: 19h às 22h

Endereço: Rua Vergueiro, 1000 - Paraíso, São Paulo

Entrada gratuita

Classificação indicativa: Livre

O filme segue em cartaz no CCSP até 13/11, confira a programação na página do filme:

https://www.facebook.com/cinesaopauloofilme/


Nenhum comentário