Novidades

[Divulgação] Livro infantil ajuda a lidar com a dor e a morte de forma lúdica

Uma das maiores dores para um ser humano é a perda. Quando se trata de uma criança, esse sentimento pode ser indescritível. Muitas vezes, no entanto, é na força dos próprios pequeninos que se encontra consolo. O estímulo à imaginação como aliado nesse difícil processo é o tema da belíssima obra Janela de Isabela, do escritor André Castilho, publicada pela Editora Alma. Voltado ao público infantojuvenil, o livro é uma lição de vida para qualquer idade. Ele será lançado em 23 de novembro, no deck central da maior livraria do país, a Livraria Cultura do Conjunto Nacional, na Avenida Paulista, às 16 horas.

Na obra, a menina Isabela tem apenas dez anos e está recém-hospedada em um quarto cujo único atrativo é uma janela com uma paisagem que parece não ter nada de extraordinária. Em poucas páginas, o leitor descobre que, na realidade, trata-se de um hospital, onde ela passa por um tratamento de câncer em estágio avançado.

Quem faz Isabela perceber que há muito mais por trás do que se vê inicialmente pela janela é a avó Clotilde, que a ensina a usar a imaginação como forma de enfrentar a dor. André Castilho vale-se de forma maestral do fluxo de consciência para que o leitor acompanhe os pensamentos da menina: ao olhar para fora, ela não vê mais apenas uma paisagem sem graça. Vê postes e coqueiros que jogam basquete, cachorros que falam e escrevem poesias com o odor de seus xixis, uma árvore de 312 anos apaixonada pelo vento. Mais do que isso: de repente, ela pode deixar de ser uma menina doente para virar uma águia ou uma formiga com o simples poder da imaginação. Tudo isso embalado por uma voz narrativa sensível e divertida, que por vezes dialoga com os personagens na mente de Isabela.

“Curiosa, ela foi até a janela e viu um menino fazendo bolinhas de sabão, do outro lado da rua, lá embaixo. Mas em vez de soprar, ele enchia as bolinhas com assovios. Elas subiam muitos metros, até a altura dos olhos de Isabela e então estouravam, soltando o som das notas musicais que o menino tinha colocado dentro.” (Janela de Isabela, pág. 70)

A avó Clotilde, outro personagem forte da obra, é inspirada na avó do autor, com o mesmo nome e o mesmo dom para contar histórias. O pai de Isabela também é figura importante de ensinamento e aprendizado. Acima de tudo, personagens e leitores aprenderão com a força da própria menina. 

André Castilho, publicitário e roteirista premiado, buscou com o livro oferecer às crianças, adolescentes e adultos uma perspectiva lúdica e positiva sobre a morte ao apontar a imaginação como elemento de transmutação do sofrimento. “Pouco se fala a respeito, especialmente quando se trata da morte infantil, mas esta é uma realidade”, explica. “Dentro de cada hospital, existe pelo menos uma criança – e uma família – passando por isso, e são escassas as obras literárias disponíveis que as ajudem a compreender o momento delicado que estão vivendo”.

O projeto foi desenvolvido em parceria com o ilustrador Fabiano de Queiroz Tatu, diretor de criação em Los Angeles, que trabalhou na série de animação voltada a crianças com câncer "Imaginary Friend Society". Juntos, André e Tatu transformaram esse livro em uma verdadeira obra de arte. A publicação é a estreia da Editora Alma, de propriedade do próprio autor, que será totalmente dedicada a “histórias que importam”.

Mais que um livro, uma causa

O autor de Janela de Isabela estabeleceu uma parceria com o Grupo de Apoio ao Adolescente e à Criança com Câncer (GRAACC). Esse é um hospital referência na América Latina que cuida anualmente de mais de 5 mil crianças e jovens com câncer de todas as classes sociais, sem nenhum custo. André vai ceder gratuitamente a versão digital do livro e convidar os leitores a doarem qualquer quantia para o GRAACC, caso se sintam tocados pela história. 

Para o coordenador de captação de recursos da instituição, Sergio Degang, a iniciativa é uma grande honra. “Quando o autor nos coloca como beneficiários, ele não está apenas nos dando recursos, está cedendo toda sua confiança e credibilidade e, de alguma maneira, estamos salvando vidas”, declara. O download gratuito da obra estará disponível no site www.janeladeisabela.com.br um dia antes do lançamento, mas, desde já, o leitor interessado pode se inscrever para ser notificado na data.

Janela de Isabela é uma obra para salvar e transformar vidas, para falar com os pequeninos e também com os adultos sobre a morte, para ajudar famílias e profissionais a enfrentarem situações de dor extrema. “Ela ensina a usar a Medicina da Imaginação no resgate à capacidade de sonhar, para que possamos curar nossas dores, medos e limitações que nos fazem sofrer”, enfatiza o autor. Você não pode deixar de ler e apoiar.

Sobre o evento:
Lançamento: Janela de Isabela
Local: Livraria Cultura
Av. Paulista, 2.073 - Bela Vista - 01311-940 - São Paulo - SP
Dia: 23 de novembro
Horário: 16 horas
Link do evento: http://bit.ly/janeladeisabelacultura

Ficha técnica:
Título: Janela de Isabela
Autor: André Castilho
Ilustrador: Fabiano de Queiroz Tatu
ISBN: 658045704X
Editora: Alma
Páginas: 76
Formato: 14x21 cm
Preço: R$ 33,29
Link para venda: http://bit.ly/janeladeisabela

Sinopse: Isabela, uma menina de 10 anos de idade, está recém-hospedada em um quarto cujo único atrativo é uma janela que dá para uma paisagem em que nada de extraordinário acontece. Na realidade, trata-se de um apartamento de hospital, onde Isabela está passando pelo tratamento de um câncer em estágio avançado. Sua avó, Dona Clotilde, lhe ajuda a vencer o tédio e superar a dor, ensinando-a a observar através da janela com os olhos da imaginação, o que lhe dá acesso a um universo lúdico onde tudo é possível. As experiências vividas – ou imaginadas – por Isabela lhe proporcionam aprendizados profundos e compreensão para enfrentar a vida – e a morte.

Sobre o autor: Escritor, cineasta, publicitário e cofundador da produtora de filmes La Casa de la Madre, André Castilho formou-se em publicidade e propaganda pela Cásper Líbero e atuou por 12 anos como criativo em agências como Y&R, W/ Mccann, AgênciaClick, Euro RSCG e Havas, tendo sido premiado em festivais internacionais como Cannes Lions, Clio Awards, El Ojo e FIAP. Em 2012, ao lado de Jorge Brivilati, fundou a produtora de filmes La Casa de la Madre, a primeira do Brasil especializada em storytelling para marcas. Em 2015, seu filme “Meeting Murilo” foi destaque na imprensa internacional, recebendo atenção de veículos como CBS, People, Time Magazine e Huffington Post, além de ter sido premiado em Cannes com 3 leões e 4 shortlists, incluindo a categoria branded content.

Em 2016, escreveu o filme “Reencontro”, premiado com ouro na categoria “Shorts” do festival Ciclope. Em 2017, o filme foi selecionado para um dos mais respeitados festivais de cinema do mundo, o LA Shorts, sendo este o único dos finalistas concebido para uma marca. No mesmo ano, teve o filme “Movido a Respeito” produzido para a TV Globo, consagrado com o Grand Clio Entertainment, sendo a primeira obra da América Latina a conquistar tal premiação. Como documentarista, conquistou o “Impact Docs Awards” com o minidoc “Huni Kuin – Os Últimos Guardiões”. Em 2019, lançou o projeto “Empreendedor Criativo”, canal digital onde dedica-se a ensinar criatividade para empreendedores. No mesmo ano, deu início às operações da ALMA, empresa voltada à criação de histórias de impacto, cujo selo editorial – ALMA Books – abriga o livro “Janela de Isabela”, primeira obra literária lançada pelo autor.

Para mais informações sobre o autor, acesse: http://bit.ly/wiki-andrecastilho

Site:
www.janeladeisabela.com.br
Redes sociais:
www.instagram.com/janeladeisabela


Nenhum comentário