Novidades

[Crítica] A família Addams

Sinopse:
Animação baseada nos quadrinhos de A Família Addams.







   O que eu achei?
Quando saí de casa pra assistir Família Addams, tinha em mente o clássico filme que todo mundo que teve infância entre os anos 90 e 2000 viu pelo menos uma vez na Sessão da Tarde, mesmo sendo uma animação, esperava uma história nessa linha, mas tive uma boa surpresa, trazidos para nossa era, com um humor ácido e cheio de referências para os grandões, mas sem esquecer dos pequenos, dei boas risadas.

É um filme infantil, mas cheio de lições para os adultos e crianças, traz reflexões sobre a sociedade, uso da tecnologia e inovação, para o bem e para o mal, respeito à individualidade e a importância de tradições.
Em meio a tudo isso, os personagens são apresentados, de modo leve, quase absurdo e mostrando como o lar e a família que tanto adoramos tomou a forma que tradicionalmente conhecemos, composta por Gomes, Morticia, Vandinha, Feioso, Tropeço, Mãozinha, Tio Chico e Vovó Addams. A relação entre eles é explorada com pouca profundidade, mas ainda assim de modo a compreendermos melhor a dinâmica familiar e motivações de pais e filhos.

Eu assisti o filme, pensando que seria um filme bem bobinho, mas não foi engraçado, brincando com situações de horror e cotidianas, fazendo a gente refletir, sem nem perceber, sobre a nossa própria família. É um filme ao estilo Hotel Transilvânia, alegre, que brinda o público com um ótimo filme pra assistir com a família, onde todo mundo vai rir, se emocionar e torcer pela família mais excêntrica e horripilante que amamos.
Um adendo especial para a trilha sonora, que complementa o filme de modo brilhante, dando o toque final no que eu achei uma experiência cativante e surpreendente.


Recomendo assistir quando você quiser desligar um pouco a cabeça de coisas sérias, mas ainda assim assistir algo com qualidade e substância.

                       Trailer:



   Escrito por Maisa Evelyn da Silva Pires

Nenhum comentário