[Nerds & Geeks] A verdadeira mitologia por trás da franquia Diablo - Reino Literário Br

Recentes

Home Top Ad

Anuncio aqui

18 outubro 2018

[Nerds & Geeks] A verdadeira mitologia por trás da franquia Diablo

Quem joga Diablo sabe que há vários demônios, desde os Grandes Demônios (4 demônios menores que tinham seus próprios domínios mas que procuravam dominar as posses dos irmãos maiores) até os Três Irmãos, os grandes senhores do inferno. 
Fãs mais atentos sabem que a mitologia do jogo é baseada na demonologia da vida real. E que os Great Evils (os Grandes Males) em tradução livre) são o centro dessa mitologia.Eles são os seres responsáveis pelas nuvens escuras que cercam a atmosfera sombria da paisagem.Alguns personagens os veneram mas quase todos os temem.
O aspecto mais assustador deles é que são inspirados em membros reais da demonologia.A aparência e os mitos que os cercam podem ser traçados até as civilizações antigas que os temiam tanto quanto os habitantes do jogo. Vamos analisar quem eles são:

                           Azmodan
Na mitologia de Diablo, Azmodan é o senhor do Pecado e um comandante de alto escalão das hordas demoníacas. Ele já organizou invasões contra os anjos assim como contra o reino dos mortais. 
As influências mitológicas dele são difíceis de identificar com precisão absoluta mas é provável que venha do demônio hebraico Asmodeus (o nome soa familiar para fãs de Supernatural) que manipula os desejos sexuais das pessoas no Livro de Tobias. Entretanto, Asmodeus é frequentemente citado apenas como um demônio da luxúria enquanto Azmodan é um demônio do pecado. Embora Satã às vezes seja referido como o Senhor do Pecado, não há nenhum demônio em particular que ostente o título. Várias religiões normalmente usam a ideia de que cada pecado tenha seu próprio lorde e representante. O mais perto que alguma figura demoníaca chega a se igualar Azmodan nesse aspecto é o demônio islâmico Shaitan (também conhecido como Iblis). Ele também comanda um exército de demônios notáveis por suas habilidades a estimularem pessoas a cometerem pecados. O Grimorium Verum (um livro do século XVIII) também cita o demônio Agareliapt como o grande general do exército do inferno. A aparência dele, de uma criatura obesa sustentada por 6 pernas de inseto também não tem nenhum equivalente mitológico mas o design dele faz lembrar o Keralith da série de jogos Ultima. Buer também tem várias pernas mas de cabra. 

                       Andariel 
Como a única representante do sexo feminino entre os demônios, Andariel imediatamente se destaca. Ela é popularmente conhecida como Dama da Angústia e é especializada em destruir suas vítimas emocionalmente. A origem é mais difícil de traçar. O design certamente é inspirado no de Sarah Kerrigan, da franquia StarCraft, que se tornou a Rainha das Lâminas. Em relação ás influências do mundo real, ela provavelmente foi inspirada em Lilith, que é um dos demônios do sexo feminino mais conhecidos. Ela até mesmo é citada nos Manuscritos do Mar Morto,que a identifica como uma criatura que se alimenta dos desejos dos homens para levá-los à perdição. Há alguns demônios femininos na mitologia japonesa mas nenhuma delas se assemelha com Andariel. Mas na mitologia balinesa (da ilha de Bali, na Indonésia) há uma referência à uma demônio rainha chamada Rangda  que lidera um exército de bruxas. Rangda, entretanto, gostava de castigar os mortais enquanto Andariel encarava o Céu como seu inimigo.

                            Duriel 
Duriel é o irmão gêmeo de Andariel e o Senhor da Dor.Ele domina o território do inferno dedicado á dor e é um mestre da tortura. Você pode achar que deve ser fácil encontrar uma figura mitológica que se encaixariam nesse perfil mas a verdade é outra. Várias mitologias tem seres maléficos que provocam dor mas poucos são especializados em tortura. A ideia de tortura demoníaca foi popularizada por autores de ficção mais modernos do que por autores de textos antigos. Foi o inferno de Dante em A divina comédia que ajudou a popularizar a ideia de um círculo infernal dedicado á dor.
Duriel foi tanto influenciado pelas criações de Clive Barker(autor de Os evangelhos de sangue)quanto por algum tomo antigo descrevendo a tortura do inferno. A aparência dele de verme se assemelha à de Zerg em StarCraft. E o nome Duriel tem um fundo histórico:significa Deus é meu lar, o que pode ter duplo significado: Duriel era um dos demônios que apoiavam a ideia de atacar o Céu e não os homens) ou um trocadilho com a origem dele, sendo uma cria de um anjo caído.

                      Belial 
Belial é frequentemente referido como o senhor das mentiras.Ele não apenas é mestre em distorcer a verdade como é capaz de criar novas realidades fazendo.
Ele tem um equivalente na mitologia judaico-cristã: Belial (também conhecido como Belhor, Baalial ou Belial) que foi retratado no Velho Testamento como o senhor de todo o mal.Isso foi antes de Satã ter recebido seu nome. Os Manuscritos do Mar Morto também se referem a Belial como um anjo da hostilidade que regula o lado sombrio da existência. A Bíblia também faz alusão a Belial sendo um mestre das mentiras.O design dele parece ter sido influenciado por uma fonte diferente. O demônio cristão Belzebu é tipicamente retratado como frequentemente retratado cercado de moscas e insetos assim como Belial. Os dois até compartilham um design parecido com a descrição de Belzebu de O Peregrino (obra de John Bunya, um pastor batista inglês do século 17. É uma alegoria cristã.) Lembrando que no Paraíso Perdido, John Milton observou que Belzebu estava abaixo apenas do próprio Satã.

                          Baal 
O Senhor da Destruição é um que não requer muita pesquisa. Baal é um nome que aparece em várias culturas no decorrer dos séculos.Primeiro ele foi usado como um título (Ba´al) que ela normalmente usado como pessoas comuns daquela época para descrever várias divindades.Entretanto, o título era mais usado para se referir a Hadad,o deus mesopotâmico das tempestades. Hadad era conhecido por trazer destruição em qualquer tempo.É mais provável que o nome Baal usado no jogo seja uma referência ao demônio Baal que apareceu em textos da Goetia por volta do século XVII. Naquela época Baal era descrito como um príncipe do inferno e ás vezes como seu líder. É possível ver que várias influências por trás dos Grandes Males de Diablo ostentaram o título.Com o passar do tempo, ele acabou decaindo para um assistente demoníaco. 
Baal também tem uma associação com Belzebu, historicamente falando, apesar das características dele parecerem terem sido transferidas para Belial.

                          Mefisto
Mefisto,o senhor do Ódio,é frequentemente descrito por aqueles que o temem como um demônio mais consumidor de ódio do que qualquer outro.O desejo dele por uma carnificina generalizada certamente o torna assustador. Isso o torna bem popular entre seus colegas demônios. A origem do nome dele é fácil de identificar.Havia um demônio do folclore germânico chamado Mefistófeles (às vezes abreviado para Mefisto) que foi o responsável pela negociação da alma de Fausto, no clássico de Goethe. O design dele é classicamente demoníaco e ele é claramente descrito como um servo do Demônio. A alcunha de Senhor do Ódio provavelmente é uma referência à Sonneillon, que é explicitamente descrito como um demônio de ódio. Também é provável que os desenvolvedores do jogo tenham conhecido Sonneillon através de Dungeons & Dragons.E em relação ao outro título de Mefisto, Odium,a palavra significa ódio em latim. Ela aparece na expressão Odium Theologicum, que se refere ao ódio derivado dos desacordos entre assuntos teológicos (religiosos)

                           Tathamet
Tathamet tem um papel peculiar no jogo: embora não apareça na história, foi ele quem gerou os 7 Grandes Males.O mal primordial é uma ideia explorada por muitas culturas (como o Caos na grega). De fato, é mais uma ideia do que uma presença física. É possível que a forma de dragão dele tenha se originado do demônio búlgaro Ala,que controlava o clima mas a teoria mais popular é que o nome Tathamet é derivado do nome babilônico Tiamat (pontos para você se se lembrou de Caverna do Dragão ao ler esse nome). Reza a lenda de que Tiamat acasalou com o deus da água para produzir a primeira linhagem de deuses.Assim como Tathamet, a morte de Tiamat criou o inferno (ou pelo menos, alguma versão dele). Também há uma semelhança desconcertante entre a lenda de Tathamet e a de Angra Mainyu.Angra Mainyu era uma entidade do Zoroastrismo (uma religião do pré´-islamismo) que nasceu da primeira criação (Ahura) assim como Tathamet nasceu de Anu. Tanto Anu quanto o deus do zoroastrismo Ahura se imacularam do mal e criaram um ser através de seus esforços.Angra e Tathamet são ambos vistos como precursores de males e mestres do caos.

                       Diablo
O próprio. Satanás em pessoa. A encarnação do puro mal. 

A origem do nome é fácil de supor:é a palavra da língua espanhola para o senhor dos demônios. Surpreendentemente,como ele é retratado no jogo,não é necessariamente uma alusão ao Demônio. O co-fundador David Brevik uma vez disponibilizou uma cópia do esboço original que deu origem ao jogo e a intenção inicial era que o protagonista realmente fosse o Capeta mas a ideia foi alterada antes do lançamento. A decisão final foi de que o Diablo do jogo seria uma representação de demônios no geral e do mal. Os elementos do design dele como os chifres e sua habilidade de se assumir forma humana são referências á vários demônios famosos, com a mais óbvia sendo a definição clássica de Satã como conhecemos. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here

Pages