14 outubro 2018

[Crítica] Desaparecida

Sinopse: Anos depois de sua melhor amiga de escola desaparecer na Patagônia, uma policial volta à região decidida a solucionar o caso. Mas, desta vez, é sua vida que corre perigo. 

O que achei? 

Desaparecida – produção própria da Netflix – conta a história do sumiço de Cornelia e os efeitos do mesmo nas vidas das pessoas que conheciam a conheciam, sendo a principal pessoa afetada por esse sumiço a sua melhor amiga, uma detetive que decide investigar o caso ao ser procurada pela mãe da garota e ao deparar com uma pista na missa de 14 anos da suposta morte de Cornelia.

O suspense do filme é fraco e se perde nos flashbacks, fazendo com que a trama do filme se torne confusa e desconexa. O filme também peca pela falta de personalidade e identidade, não conseguindo manter o foco no desaparecimento de Cornelia e não sabendo unir o mesmo às tramas paralelas e abordando de forma superficial o tema da exploração sexual e tráfico humano.

O único ponto positivo do filme é a fotografia das cenas feitas na paisagens naturais da Patagônia.


Trailer:
Escrito por Michelle Araújo

Nenhum comentário

Postar um comentário