Books Brasil Books

Novidades

[News] Escritora argentina Selva Almada faz palestra promovida pela coletiva Palabreri

 Escritora argentina Selva Almada faz palestra promovida pela coletiva Palabreria




 

https://lh5.googleusercontent.com/6usyWybYhYA8ErsUlx7KFu7c9TwP0fXHHuZNeYwjQko480CO03FBz_sfINXyMteM2D4kh_uUQ2-XwYWfOYO16QrsoUFt41o9rcKy6t2vCbOyWbvRPXaOBlQMczrXYHWmuFz-oGx8ic5sowAqyA

Figura 1: Selva Almada. Foto: divulgação

Figura 2. Artistas da coletiva Palabreria. Foto: Sergio Silva

 

 

A coletiva Palabreria, encabeçada pelas artistas pesquisadoras Fernanda MachadoLuiza Romão e Sofia Boito, vão mediar uma palestra com a escritora argentina Selva Almada, um dos maiores nomes de sua geração, no dia 11 de maio, quarta-feira, às 20h, com transmissão online pelo canal de Youtube da coletiva Palabreria. A conversa gira em torno do livro Garotas Mortas, escrito por Selva, que está em processo de adaptação ao teatro pela coletiva Palabreria. A obra não-ficcional investiga três casos de feminicídio ocorridos na Argentina na década de 1980 e revela o quanto a situação de insegurança e violência contra a mulher não mudou com o tempo.

 

Sobre a autora

Selva Almada nasceu em Entre Ríos, Argentina, em 1973. Vem sendo considerada pelos leitores e pela melhor crítica uma das grandes revelações da literatura latino-americana. Tem romances e livros de contos publicados, entre eles o romance O vento que arrasa, editado no Brasil pela Cosac Naify em 2015.

 

Sobre a Palabreria

A coletiva Palabreria nasce a partir de processos artísticos e práticas pedagógicas encabeçadas pelas artistas pesquisadoras Fernanda Machado, Luiza Romão e Sofia Boito. O encontro inicial se deu por meio do Projeto Espetáculo, na Fábrica de Cultura da Brasilândia, onde foram desenvolvidas duas peças de teatro em colaboração com cerca de 40 adolescentes: Díptico (2015) e Ponto de Fuga (2017). Em 2018, novamente, estiveram juntas para fazer a performance Scripta Manent, Verba Volant sob direção de Luiza Romão, na biblioteca do SESC Avenida Paulista. 

 

Em 2019, um novo projeto mesclou literatura, teatro, cinema, performance e feminismo a partir de uma perspectiva latino-americana, que resultou, em 2020, no oferecimento de atividades formativas em ambiente digital para o Centro de Pesquisa e Formação do SESC (CPF - SESC SP) e para a Oficina Cultural Oswald de Andrade; além da intervenção digital Palabrería Feminista, com textos de Maria Galindo, Silvia Federici, Angela Davis, e outras. Em 2021, foi ministrado o curso "Feminismos e arte na América Latina", on-line, no Centro de Pesquisa e Formação do SESC (CPF/SESC), além das integrantes do grupo terem sido convidadas a assinar uma coluna na Revista Philos, a partir do número de Outono.

 

Integrantes:

 

Fernanda Machado - Artista e pesquisadora do corpo na cena. Doutora e mestra em Artes Cênicas pela ECA/USP. Em Bruta, sua pesquisa atual, investiga bruxaria e feminismo na América Latina.

 

Luiza Romão - Poeta, atriz e performer. Mestranda em Teoria Literária e Literatura Comparada (USP). Autora dos livros Coquetel Motolove, Sangria e Também guardamos pedras aqui.

 

Sofia Boito - Artista-pesquisadora interessada em linguagens de fronteira entre artes cênicas, literatura e artes visuais. Doutora e Mestre em Artes Cênicas pela ECA-USP e atualmente professora temporária no mesmo departamento.

 

Serviço

Palestra da escritora Selva Almada com mediação da coletiva Palabreria

Dia 11 de maio de 2022, quarta-feira, às 20h

Transmissão online pelo canal de Youtube da coletiva Palabreria

Grátis | Livre

Nenhum comentário