Novidades

[News]"Grateful Dead (Skull & Roses)" comemora 50 anos com versão remasterizada do álbum duplo.

 

"GRATEFUL DEAD (SKULL & ROSES)" COMEMORA 50 ANOS COM VERSÃO REMASTERIZADA DO ÁLBUM DUPLO
 
Conjunto de dois CDs, disponível nas plataformas de streaming, apresenta uma versão recém-remasterizada do álbum ao vivo de 1971 e uma performance inédita de “The Other One” do show “Filmore West” de 2 de julho de 1971

 

Grateful Dead comemora seu 50º aniversário e disponibiliza nas plataformas de streaming, com distribuição da Rhino e Warner Music, uma versão recém-remasterizada e expandida do álbum homônimo, conhecido por muitos fãs como "Skull & Roses" (uma referência à capa de Alton Kelley e Stanley Mouse).
 
A banda ganhou o primeiro disco de ouro em 1971 com seu álbum ao vivo autointitulado, o LP duplo original incluiu canções gravadas em março e abril de 1971 em Nova York e, na cidade natal, São Francisco.
 
O conjunto com 2 CDs inclui as 11 faixas originais do álbum, que foram remasterizadas das fitas mestras estéreo analógicas pelo Grammy® - o engenheiro vencedor do Prêmio David Glasser usando Plangent Process Speed Correction e um disco bônus com 10 faixas ao vivo inéditas que foram gravadas em 2 de julho de 1971 no Fillmore West, que foi a última apresentação da banda no histórico local de São Francisco. A música também estará disponível em áudio padrão e de alta resolução 192/24 em serviços de download digital e streaming.
 
O álbum duplo também contém uma performance inédita de "The Other One" do show “Fillmore West” de 2 de julho de 1971. Clique AQUI para ouvir agora.
 
"Para o segundo álbum ao vivo do Grateful Dead, lançado dois anos após seu antecessor Live/Dead, a banda entregou um som igualmente magnífico, mas totalmente diferente. Enquanto Live/Dead foi um perfeito encapsulamento sônico da banda no auge de sua era Primal Dead, “Skull & Roses” captura o quinteto quintessencial, a banda original de cinco peças, tocando alguns de seus mais difíceis hits rock'n'roll ('Johnny B. Goode,' 'Not Fade Away'), mostrando seus autênticos Bakersfield bona fides ('Me & My Uncle', 'Mama Tried', 'Me & Bobby McGee'), e alguns originais que seriam partes importantes do repertório ao vivo dos Dead para os próximos 24 anos ('Bertha', 'Tocando na Banda', 'Wharf Rat')", diz David Lemieux, arquivista do Grateful Dead, gerente legado e produtor do set.
 
"É claro que os Dead nunca foram definidos por um 'som' específico e entre os gêneros e estilos acima mencionados que a banda trouxe para este álbum, eles também mergulharam profundamente em seu livro de jogadas psicodélico e primitivo com um lado inteiro dedicado à sua obra-prima de 1968 “The Other One”. Esta é uma das faixas mais ricas e satisfatórias preservadas em um álbum oficial do Grateful Dead, lá em cima com 'Dark Star' do Live/Dead e "Morning Dew", da Europa de 72. Skull & Roses soa tão fresco hoje como a primeira vez que o ouvi em 1985, e tão fresco quanto foi em seu lançamento espetacularmente bem recebido em 1971."  Depois de lançar os clássicos Workingman's Dead e American Beauty em 1970, os Dead estavam em uma onda quente quando o grupo decidiu pegar a estrada em fevereiro de 1971 para gravar seu primeiro álbum ao vivo desde Live/Dead de 1969. Para os shows, Jerry Garcia, Bob Weir, Ron "Pigpen" McKernan, Phil Lesh e Bill Kreutzmann estavam armados com um lote de novas músicas, incluindo "Bertha", "Playing In The Band" e "Wharf Rat", que apareceriam em Grateful Dead (Skull & Roses). O original também se misturou em covers clássicos ("Not Fade Away" e "Mama Tried"), um tradicional ("Goin' Down The Road Feeling Bad"), e um lado lp inteiro dedicado ao veículo de geleia épico, "The Other One", explica David Lemieux.
 
Grateful Dead (“Skull & Roses”), edição expandida, baseia-se no original com mais de uma hora de gravações ao vivo inéditas tiradas da apresentação de 2 de julho de 1971 no Fillmore West em São Francisco. Destaques de novas adições incluem uma versão de 17 minutos de "Good Lovin'" que captura Pigpen totalmente no controle do público lotado fillmore west; e a beleza doíaca da versão da banda de "Sing Me Back Home", de Merle Haggard. "The Other One" faz outra aparição no disco bônus.
 

 

Confira a tracklist do álbum Grateful Dead (“Skull & Roses”) – Versão expandida
 
 
Disco 1 – Álbum original remasterizado
1.      “Bertha”
2.      “Mama Tried”
3.      “Big Railroad Blues”
4.      “Playing In The Band”
5.      “The Other One”
6.      “Me & My Uncle”
7.      “Big Boss Man”
8.      “Me & Bobby McGee”
9.      “Johnny B. Goode”
10.  “Wharf Rat”
11.  “Not Fade Away/Goin’ Down The Road Feeling Bad”
 
Disco 2: Fillmore West, San Francisco, CA (7/2/71)
1.      “Good Lovin’” *
2.      “Sing Me Back Home” *
3.      “Mama Tried” *
4.      “Cryptical Envelopment”> *
5.      Drums> *
6.      “The Other One” *
7.      “Big Boss Man” *
8.      “Not Fade Away”> *
9.      “Goin’ Down The Road Feeling Bad” *
10.  “Not Fade Away” *
 
Inéditas
 
LP Track Listing
 
Lado UM
1.      “Bertha”
2.      “Mama Tried”
3.      “Big Railroad Blues”
4.      “Playing In The Band”
 
Lado 2
1.      “The Other One”
 
Lado Três
1.      “Me & My Uncle”
2.      “Big Boss Man”
3.      “Me & Bobby McGee”
4.      “Johnny B. Goode”
 
Lado Quatro
1.      “Wharf Rat”
2.      “Not Fade Away/Goin’ Down The Road Feeling Bad”

 Redes Sociais:

Twitter: twitter.com/deadnet

Facebook: facebook.com/gratefuldead

Instagram: instagram.com/gratefuldead

Instagram: instagram.com/gratefuldead

Site: www.dead.net

PR/WMB

 

Nenhum comentário