Novidades

[Resenha] Vozes Femininas

Sinopse: Escrito como forma de conhecer personalidades femininas e trazer inspiração e motivações para novas gerações de mulheres, Vozes femininas faz uma interessante abordagem ao entrevistar quarenta mulheres e lhes perguntar sobre suas histórias, ideias, experiências, traumas, aspirações, família etc. Ao dar-lhes espaço e voz, Zoë Sallis reúne várias daquelas que, por muitas vezes, foram silenciadas em uma sociedade machista e patriarcal, porém, não desistiram e marcaram seus nomes na história de uma forma ou de outra. Algumas já são nomes conhecidos na mídia, outras, não. Mas, agora, serão. Vozes Femininas leva o leitor a pensar e a refletir o quanto o mundo e os recortes sociais são diferentes para cada uma. Em suas páginas, mulheres de diferentes raças, religiões, carreiras e nacionalidades expõem não apenas suas opiniões, mas transmitem aquilo que acreditam da forma como foram criadas e socialmente adaptadas. As mais diversas personalidades instigam e fazem com que o leitor pense quais seriam suas respostas e o quão significativas elas seriam para as próximas gerações. Mais do que agir, é preciso ouvir para não perpetuar erros do passado.

O que achei? O livro escrito por Zoë Sallis reúne respostas de 41 mulheres de diversos países, diferentes histórias de vida, experiências, credos, filosofias de vida e profissões entrevistadas por ela. O resultado é a edição atualizada lançada pela Astral Cultural.

Através de suas respostas sobre temas como perdão, medo, raiva, crenças, arte, fim da pobreza, guerras, igualdade, política, o que as inspira, direitos das mulheres e suas diferentes experiências, podemos entender de onde elas vieram, para onde elas foram e como elas impactaram o mundo através de suas diferentes formas de ativismo.

Cada pergunta é um capítulo do livro e nas respostas dadas por essas mulheres – algumas breves, outras mais elaboradas – vemos como essas mulheres lutaram, e ainda lutam, contra o sistema patriarcal e a desigualdade com que são tratadas por serem mulheres. Vemos como elas enfrentaram governos, suas famílias, preconceitos e a sociedade em geral para ter seu lugar no mundo, como lidaram com traumas, dores, sofrimento e de como lutaram para supera-los e se libertarem dos papéis que a sociedade tentou impor a elas, para mudar este mundo.

Vozes Femininas apresenta diversas personalidades femininas que podem inspirar e motivar novas gerações de mulheres. A autora dá espaço e voz a mulheres que, várias vezes em suas vidas, foram oprimidas e impedidas de alguma forma de falar e viver suas verdades por uma sociedade machista, mas que – apesar disso - não desistiram e lutaram para que elas e outras mulheres fossem ouvidas, tendo seus nomes marcados na história de diferentes formas.

A autora leva quem lê seu livro a pensar sobre como as mulheres são tratadas de formas diferentes apenas por serem mulheres e o quanto o mundo é diferente para cada uma, dependendo de onde elas vêm, como são criadas, quais são as tradições familiares e sociais de onde vivem, etc.

Esses relatos fazem com que os leitores ouçam o que elas têm a dizer e entendam que mudanças precisam ser feitas para garantir que futuras gerações de mulheres sejam tratadas com igualdade.

A edição lançada pela Astral Cultural tem um capítulo com pequenas biografias de todas as mulheres entrevistadas por Zoë Sallis.

Enfim, é um livro que recomendo para quem quer ouvir e aprender com diversas vozes femininas que influenciam nossa história, que desafiam o status quo e o nosso modo de pensar.

Escrito por Michelle Araújo Silva
 

 





Nenhum comentário