Novidades

[Crítica] O Homem Que Surpreendeu Todo Mundo


Sinopse: Egor Korshunov (Yevgeniy Tsyganov) é um guarda florestal que trabalha em uma empresa ambiental na Sibéria e luta constantemente contra caçadores ilegais. Respeitado por amigos e familiares, ele espera um segundo filho de sua esposa e vive de maneira pacífica, até que descobre que possui câncer terminal e tem apenas dois meses de vida. A partir de então, Egor decide enganar a morte de maneira peculiar.

O que achei? O filme dirigido por Natalya (Natasha) Merkulova e Aleksey Chupov e estrelado por Evgeniy Tsyganov, Natalya Kudryashova e Yuriy Kuznetsov, acontece em uma pequena vila na Sibéria, onde a co-diretora foi criada, foi inspirado em uma parábola, onde um homem comum decide resistir à morte.

Egor (interpretado por Yevgeniy Tsyganov) é uma guarda florestal que trabalha protegendo a floresta da Taiga Siberiana, casado com Natalia (Natalya Kudryashova), uma esposa devotada grávida de seu segundo filho e um filho pequeno. Tudo parece bem até que um dia ela descobre que tem câncer e tem apenas dois meses de vida. Inspirado por uma parábola russa, ela decide enganar a morte ao usar um vestido e vermelho, botas, meia-calça e maquiagem, mudando sua identidade de gênero de masculina para feminina, para choque tanto de sua família quanto da vila.

A partir daí a história dá uma reviravolta com uma narrativa complexa e dividida, fazendo com que o espectador tente juntar as peças, entender o que está acontecendo com Egor, refletir sobre sua identidade e como um evento pode virar o mundo da vila e das pessoas que fazem parte da vida da protagonista de cabeça para baixo. O desenvolvimento da personagem é bem detalhado, aumentando o impacto das revelações.

O filme gira também ao redor de questões LGBTQIA na Rússia, um país onde a agenda LGBTQIA foi criminalizada. A vila onde a protagonista vive reflete o cenário russo. Ela é um lugar conservador e perigoso para qualquer pessoa que não se encaixe no modelo heteronormativo, família tradicional e gênero binário pregado e aceito pela sociedade. Ao assumir uma identidade de gênero feminina, Engor descobre que a vila onde viveu toda a sua vida é um lugar perigoso. Sua esposa é consumida pela vergonha, seu filho sofre escolhas do protagonista e os moradores da vila ameaçam tanto sua segurança quanto à de sua família.

Apesar das ameaças e ataques, Egor continua com sua identidade feminina, o que revela o preconceito e a violência de uma comunidade conservadora e patriarcal. Ela paga o preço por viver fora do padrão heteronormativo. Os eventos e ataques contra Egor vão escalando, culminando em um ato violento em uma cena na floresta, que pode ser gatilho para alguns espectadores.

O casal interpretado por Natalya Kudryashova e Yevgeniy Tsyganov vai além dos estereótipos dos contos de fadas.

O Homem que Surpreendeu Todo Mundo estreou no 75º Festival Internacional de Cinema de Veneza em 2018. 
 
Trailer:  
 

 

Escrito por Michelle Araújo Silva
 

 

Nenhum comentário