Novidades

[News]Cabíria Festival termina no domingo, 29, mas ainda dá tempo de participar

 

Ainda dá tempo. A 2ª edição do Cabíria Festival – Mulheres e Audiovisual segue até domingo, dia 29 de novembro, exibindo microfilmes, curtas e longas-metragens, realizando debates sobre as produções, e o painel com Maristela Mattos sobre Reality Show, Militância e Entretenimento. Gratuito e online, o evento é dedicado à produção realizada por mulheres e pessoas de identidades de gênero diversas para promover maior representatividade e diversidade nas telas e atrás das câmeras.

Um dos destaques de sábado, 28, é a exibição do filme “Um dia com Jeruza”, de Viviane Ferreira, às 21h. O longa conta o encontro da sensitiva Silvia (Débora Marçal), uma jovem pesquisadora de mercado que enfrenta as agruras do subemprego enquanto aguarda o resultado de um concurso público, e da graciosa Jerusa (Léa Garcia), uma senhora de 77 anos, testemunha ocular do cotidiano vivido no bairro do Bixiga, recheado de memórias ancestrais. No dia do aniversário de Jerusa, enquanto espera sua família para comemorar, o encontro entre suas memórias e a mediunidade de Silvia lhes proporciona transitar por tempos e realidades comuns às suas ancestralidades.


No encerramento, dia 29, às 20h, haverá o lançamento do ebook “Mulheres nas telas e atrás das câmeras”, publicação que reúne 14 textos, entre artigos científicos e críticas de filmes, todos assinados por mulheres, brasileiras pensadoras, pesquisadoras, fazedoras e críticas de cinema. Organizado por Danielle Noronha e Maíra Ezequiel, a obra conta com prefácio da cineasta e pesquisadora Nina Tedesco.


O festival é uma expansão do Cabíria Prêmio de Roteiro, que desde 2015 premia histórias escritas e protagonizadas por mulheres. Para esta edição, foram mais de 250 inscrições nas categorias de longa de ficção, argumento infantojuvenil de longa ficção, piloto de série de ficção e documental. As premiadas participarão do Cabíria LAB, entre de 30 de novembro a 5 de dezembro, um ambiente de estímulo ao desenvolvimento das histórias através de consultorias.


As premiadas dessa edição foram anunciadas na abertura do evento. São elas:


Categoria Argumento infantojuvenil


1º lugar – “Bayo”, de Erika Ferreira (SP).


2º lugar – “Rodante”, de Renata Diniz  (DF) e Renata Mizrahi (RJ).


3º lugar – “O Saruê Secreto”, de Fernanda Beck (SP).


4º lugar – “Cuidado com a Galinha”, de Bruna Bastos (PR).


Menção Honrosa: "Martina e o Skylab", de Adelina Pontual (PE)


Categoria Longa Ficção


1º lugar – “Sol a Pino”, de Ana do Carmo (BA)


TALENTO PARADISO*, (a primeira colocada passa a integrar a rede de talentos do Projeto Paradiso)


 *“A Rede Paradiso de Talentos reúne profissionais de destaque do audiovisual brasileiro que recebem bolsas e apoios do Projeto Paradiso para estudar ou desenvolver projetos. Os talentos se comprometem a difundir e compartilhar o conhecimento adquirido.”


2º lugar – “Diana”, de Sophia Carregal (RJ)


3º lugar – “Hater”, de Issis Valenzuela (SP)


Menção Honrosa: “Fim de mundo sem fim”, de Cristiane Garcia (AM).


Menção Honrosa: “Novembro”, de Milena Times (PE)


Categoria Piloto de Série Ficção


1º lugar – “Teia” de Bruna Trindade, Alice Name-Bomtempo e Vitor Medeiros (RJ)


2º lugar – “Lâne e Eli”, de Junia Lemos (SP)


3º lugar – “Ângela”, de Adriana Mendes, Cecília Godoi e Natália Lopes (PE)


Prêmio Hors Concurs: “O Crime do Iguaçu”, de Nina Rosa Sá (SP).


Prêmio Hors Concurs: “Bandoleiras”, de Fernanda Rosado de Souza, Isabella Poppe (/RJ) e Cláudia Gomes da Cunha (ES).


Categoria Piloto de Série Documental


“Canto delas”, de Tuca Siqueira (PE)


“Feminismos Orgasmos”, de Maria Rita Nepomuceno (RJ)


“O X da canção”, de Maira Cristina (BA)


“Verdades Escondidas”, de Luísa Guanabara (RS)


“Um pouco de mim morreu quando você nasceu”, de Quézia Lopes (RJ)

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA ATÉ DOMINGO, 29:


Programação sujeita à alteração, sem aviso prévio.


Dia 27/11 – Sexta-feira


Às 18h - Mostra Imaginários Possíveis na Plataforma Hysteria e site do Festival


Às19h - YouTube Cabíria Festival


DEBATE DE LONGAS 3 “Territórios e subjetividades”     


Com Thais Fernandes (PORTUÑOL, doc, 70', RS, 2020), Jo Serfaty (UM FILME DE VERÃO, doc, 86', RJ, 2019) e Patrícia Ferreira Pará Yxapy e Sophia Pinheiro (TEKO HAXY - SER IMPERFEITA, Doc/Experimental, 45', RS, 2011). Mediação: Natara Ney


Às 21h - Plataforma Videocamp


Estreia O DESPERTAR DAS FORMIGAS, de Antonella Sudasassi (ficção, 94’, Costa Rica / Espanha, 2019) - Disponível por 48h.


Dia 28/11 - Sábado


De 11h às 13h - Zoom SPCine *Atividade com inscrições prévias


Reality Show, Militância e Entretenimento - Roteiros & Histórias - Com Maristela Mattos


Será que vale ainda pensar que realities shows são sempre entretenimento raso? Não, não mais. A TV fechada e o streaming já descobriram há alguns anos que dar poder de fala a pessoas reais - em seus devidos lugares de fala - são ferramentas poderosas para mudar a visão de mundo e o entendimento de outras realidades. O reality show pode gerar envolvimento com causas importantes e, despretensiosamente, abrir horizontes distantes já que o entretenimento comanda a atração. Uma arte de roteiro e histórias que precisa de uma profundidade séria e responsável, pois são vidas e jornadas reais.


Às 18h - Mostra Imaginários Possíveis na Plataforma Hysteria e site do Festival


Às 19h - Plataforma Cardume


SESSÃO 4 DE CURTAS Existir para além de resistir


Estreias: A PARTEIRA (Catarina Doolan, doc, 20', RN, 2019), NASCENTE (Safira Moreira, experimental, 6', BA, 2020), RÃ (Julia Zakia; Ana Flávia Cavalcanti, ficção, 16', SP, 2019), SEREMOS OUVIDAS (Larissa Nepomuceno, doc, 13', PR, 2020)


Às 20h - YouTube Cabíria Festival


DEBATE SESSÃO 4 DE CURTAS – Existir para além de resistir. *Acessível em Libras.


Com Catarina Doolan (A PARTEIRA), Safira Moreira (NASCENTE), Julia Zakia (RÃ) e Larissa Nepomuceno (SEREMOS OUVIDAS). Mediação: Danielle Bertolini


Às 21h - Plataforma Videocamp


Estreia UM DIA COM JERUSA, de Viviane Ferreira (ficção, 74', SP, 2020) - Disponível por 24h.


Dia 29/11 - Domingo


De 11h às 13h - Zoom SpCine *Atividade com inscrições prévias


MASTERCLASS Desenvolvimento de projetos: desafios criativos e de produção - Com Raquel Leiko. A masterclass aborda metodologias de desenvolvimento, dinâmicas de salas de roteiros, o desafio de um ambiente criativo saudável, o compromisso da diversidade em equipes de roteiro, interfaces com players, a importância do alinhamento de equipes de desenvolvimento, produção e pós desde o princípio de um projeto.


Às 18h - Mostra Imaginários Possíveis na Plataforma Hysteria e site do Festival


De 19h às 20h - YouTube Cabíria Festival


DEBATE DE LONGAS 4 “Narrativas e corpos políticos”. *Com tradução consecutiva


Com Andrea Testa (NIÑA MAMÁ, doc, 66', Argentina, 2019), Antonella Sudasassi (O DESPERTAR DAS FORMIGAS, ficção, 94’, Costa Rica / Espanha, 2019) e Viviane Ferreira (UM DIA COM JERUSA, ficção, 74', SP, 2020). Mediação: Thamires Vieira


Às 20h - Encerramento - YouTube Cabíria Festival


Lançamento do ebook “Mulheres nas telas e atrás das câmeras”.


Para participar, basta acessar a programação por meio de cadastro simples nas plataformas Videocamp, para títulos de longas e médias-metragens e Cardume, para os curtas, que terão sessões online seguidas de debate. Painéis, mesas e masterclasses terão lives no  Youtube do festival. Para conferir toda a programação é só clicar no site: www.cabiria.com.br


PARCERIAS


O Cabíria Festival – Mulheres & Audiovisual conta com diversas parcerias, entre elas: Embaixada da França no Brasil, Goethe Institut, Spcine, Instituto Alana, Videocamp, Projeto Paradiso, Tertúlia Narrativa, Telecine, ETC Filmes, Selo ELAS, Hysteria, Cardume Curtas, Mubi, LATC, Imprensa Mahon, Canal Curta!, Canal Brasil, entre outras.


Sobre o Prêmio Cabíria


Idealizado por Marília Nogueira sob o lema “Por mais mulheres nas telas e atrás das câmeras”, o Prêmio Cabíria foi lançado em 2015. Seu nome resgata uma célebre personagem de Federico Fellini no filme “Noites de Cabíria”, eternizada pela atriz Giulietta Masina. Sua criação colocou em pauta três objetivos principais: estimular roteiristas a criarem histórias com protagonistas mulheres diversas e inspiradoras; converter o prêmio em um selo de qualidade para os projetos premiados; e contribuir para a visibilidade a roteiristas mulheres.


Desde sua criação recebeu 700 roteiros e distribuiu cerca de R$ 40 mil em prêmios. Em 2020, sua 5ª Edição, foram mais de 250 inscrições número que expressa o aumento da presença de mulheres no setor.


O amadurecimento da premiação dá origem ao Cabíria LAB, um espaço de impulsionamento de talentos e contribuição para o desenvolvimento de histórias escritas e protagonizadas por mulheres, além das já tradicionais credenciais para eventos parceiros.


Laranjeiras Filmes


Foco na produção criativa de conteúdos originais e projetos audiovisuais que conciliem excelência estética, impacto social e potencial de comunicação. Com sede no Rio de Janeiro, aberta para o mundo, a produtora, sob as perspectivas de renovação de processos produtivos e no impulsionamento de novas vozes, se organiza em dois núcleos: a Laranjeiras Filmes atende demandas de perfil executivo, consultivo e gerencial de projetos, enquanto o selo Fruto Conteúdo é direcionado para o desenvolvimento criativo e estratégico de conteúdos para todas as mídias e telas. Acredita nos potenciais transformadores da soma de experiências plurais e do trabalho colaborativo para a realização de projetos relevantes, diversos e inspiradores. www.laranjeirasfilmes.com




Nenhum comentário