Novidades

[News] Mitos e verdades sobre a Harmonização Facial: Dr. Emanuel Bernardino, especialista no assunto, dá detalhes sobre o procedimento estético

 

A Harmonização Facial se tornou realmente um dos procedimentos estéticos mais buscados e queridinho por quem quer cuidar da beleza e contorno do rosto. Como qualquer novidade, mitos e verdades surgem sobre o assunto e, buscando esclarecer qualquer dúvida, o especialista Dr. Emanuel Bernardino, dentista que atende na Barra da Tijuca e em Rocha Miranda, no Rio, criou uma lista respondendo algumas questões.

Antes de mais nada, Emanuel é adepto da beleza natural e busca apenas ressaltar o que seus pacientes têm de melhor, fugindo dos exageros que algumas vezes vemos na mídia.

“Saber qual a principal insegurança do paciente é essencial, além de escutá-lo e entendendo o que ele espera como resultado. Com uma visão holística e bom senso teremos um resultado natural dentro das limitações de cada rosto”, aponta.

Assíduo nas redes sociais para mostrar seu trabalho e com quase 20 mil seguidores no Instagram, o odontologista afirma que a pergunta mais frequente que recebe é se a pessoa ficará bela com a Harmonização: “Respondo que ela apenas ficará ainda mais bonita, porque todo mundo tem a sua beleza natural, que está nos olhos de quem vê, eu apenas a ressalto”.

Confira os Mitos e Verdades sobre a Harmonização Facial:

A harmonização facial pode substituir uma cirurgia plástica? - Verdade, no caso de cirurgias plásticas pequenas, sim. Podemos melhorar o contorno do nariz com uma rinomodelação, por exemplo, evitando a cirurgia de rinoplastia. Ou podemos aumentar o volume do mento (queixo) evitando uma mentoplastia.

Fazendo harmonização facial muitas vezes, com o tempo perde-se o efeito? - Mito. Podemos reaplicar diversas vezes, pois o produtor é absorvível e a cada aplicação obtemos os mesmos resultados.

Os resultados da harmonização facial são rápidos! - Verdade. Logo após a aplicação, temos o resultado final em até uma semana, devido ao inchaço e vermelhidão.

A harmonização facial faz o paciente perder a sensibilidade? - Mito. As infiltrações são superficiais, por isso não alteram a sensibilidade.

A harmonização facial não pode ser feita em qualquer tipo de pele – Mito. É recomendada até para pessoas que possuem cicatrizes e acnes.

Estica o rosto? - Mito. A harmonização facial não faz o efeito de esticar a pele como se estivéssemos ‘puxando com os dedos’. Esse efeito só é alcançado por meio de cirurgia plástica, fazendo o chamado lifting cirúrgico. Porém, o fato de preencher com ácido hialurônico proporciona a reposição de volumes perdidos, dando o efeito de ‘esticar a pele’. O estímulo de colágeno irá expandir a área preenchidas.

Pode durar até nove meses? - Verdade. A harmonização facial causa uma melhora significativa com uma duração de seis a nove meses.

Ela não precisa ser personalizada! - Mito. Avaliamos as técnicas apropriadas para cada caso individual.

Os resultados são temporários? - Verdade. Os procedimentos precisam ser refeitos após a absorção do produto. 

Saiba mais sobre Emanuel Bernardino:

De família simples e batalhadora, do interior da Paraíba, Emanuel Bernardino da Silva seguiu os passos de seu pai e avô , ambos dentistas práticos, na hora de escolher a odontologia, profissão que descobriu aos 9 anos. Dos 18 irmãos de família humilde, 4 se formaram como dentistas após se mudarem para o Rio de Janeiro. Com 18 anos, Emanuel tornou-se protético e hoje, aos 44, não somente conquistou seu espaço como odontologista, mas também tornou-se referência em Harmonização Orofacial.

O currículo extenso faz com que o Dr. Bernardino tenha gabarito para falar sobre o assunto. Cursos de Toxina Botulínica e Ácido Hialurônico, Fios de PDO, Plasma rico em fibrina na estética, Lipoaspiração Facial Mecânica e quase 10 congressos o tornaram a referência que é hoje no segmento, que Emanuel define como “algo muito além da face, que envolve autoestima. Um tratamento que combina procedimentos visando a simetria e o rejuvenescimento”.

www.instagram.com/dr.emanuelbernardino




Nenhum comentário