Novidades

[News]Salem Ilese lança o video de seu hit extremamente bem sucedido "Mad at Disney"

SALEM ILESE LANÇA O VÍDEO DE SEU HIT EXTREMAMENTE BEM SUCEDIDO “MAD AT DISNEY”

 



Após o sucesso de seu single “Mad At Disney”, a cantora e compositora pop de 21 anos Salem Ilese estreia o vídeo, agora disponível via 10K Projects/Homemade Projects. Lançado em julho, o hit viral de Salem, "Mad At Disney", discute a desilusão da jovem artista com a obsessão da Disney em criar finais de contos de fadas irrealistas. Desde o seu lançamento, a faixa acumulou mais de 60 milhões de streams no Spotify, dando a Salem o lugar na capa da playlist Pop Rising, garantindo a ela um lugar na cobiçada playlist Today´s Top Hits e colocando-a em #1 na parada Global Viral 50. “Mad At Disney” atraiu a atenção da Rolling Stone, The Los Angeles Times, Stereogum e muito mais. O vídeo de “Mad at Disney” foi filmado e dirigido por Phillip Lopez, com direção criativa de Clare Gillen. Para Salem Ilese, o sucesso de “Mad at Disney” é apenas o começo, enquanto ela já se prepara para lançar seu próximo single “Coke and Mentos”. Assista aqui: https://youtu.be/kSK-wfF8QeM .

 

Foto por Kate Biel

 

SALEM ILESE SEGUNDO A IMPRENSA:

 

“Um dos hits virais mais dinâmicos de 2020” – Rolling Stone

 

“Uma baita canção pop” – Stereogum

 

“Essa música pop parece facilmente ser outro grande sucesso da compositora Julia Michaels. Com uma letra instigante, realmente me faz sorrir” - Marie Claire

 

 

 

SOBRE SALEM ILESE:

 

A artista pop Salem Ilese, de 21 anos, vem se preparando para este momento durante toda a sua vida. Nascida e criada em Mill Valley, Califórnia, nos arredores de São Francisco, a cantora e compositora “faz música há mais tempo do que consegue se lembrar”. Com um impulso inato para a composição, seus pais rapidamente colocaram sua filha precoce em aulas de música e a apresentaram aos seus artistas favoritos, a saber, David Bowie e The Beatles. “Meu pai gosta de se considerar um ‘ouvinte de música experiente’, e mesmo que eles não sejam músicos, eles garantiram que eu conhecesse os grandes. Ouvir muito a Bowie teve uma grande influência em mim, porque eu amo música pop, mas meu gosto sempre é um pouco de esquerda”, revela Salem.

 

Salem atribui sua carreira musical à lendária escritora Bonnie Hayes, sua primeira professora de composição. Tendo criado hits para Cher, Bonnie Riatt, David Crosby, Bette Midler e muitos outros, Bonnie Hayes viu imediatamente o talento de Salem, então com 12 anos, para contar histórias: “Ela me colocou sob sua proteção. Ela é como uma segunda mãe para mim. Eu provavelmente não estaria aqui sem ela”.

 

Hayes eventualmente acabou se mudando para Boston, para chefiar o departamento de composições da Berklee College of Music e, pouco depois, Salem também se mudou para o outro lado do país para se matricular em seu departamento. Após alguns anos de intenso aprendizado, Salem tomou a decisão de voltar para a Costa Oeste, desta vez se estabelecendo em Los Angeles.

   

Meu maior medo ao sair de Berklee era que eu não estaria ocupada o suficiente em Los Angeles. Sou o tipo de pessoa que prospera com uma agenda lotada”, ela reflete. Então, a jovem musicista dedicou-se a um regime rigoroso de sessões de composição todos os dias, incluindo finais de semana, por seis meses consecutivos, a fim de aproveitar ao máximo seu tempo. “Às vezes eu até fazia duplas” ela disse, também fiz alguns shows ao vivo à noite aqui e ali”.

 

Logo, o estilo de vida dedicado de Salem atraiu o interesse de grandes editoras, na esperança de trabalhar com ela como compositora. Seguindo o conselho de seu empresário, ela buscou algo maior – “Comecei a ver minha própria música engatar logo depois, com algumas colocações nas playlists do Spotify, New Music Friday e Fresh Finds”. O burburinho crescente colocou Salem em uma guerra entre as gravadoras e ela acabou aterrissando na 10K Projects/Homemade Projects, em agosto de 2020.

 

Agora, Salem está trabalhando em seu primeiro projeto completo e continua fazendo sessões de escrita no Zoom, o que ela admite ser “um pouco estranho”. Mas a jovem de 21 anos garante que ainda está vivendo seu sonho. “Nunca teria considerado qualquer outra carreira para mim, exceto talvez ser uma astronauta, quando tinha três anos”, ela ri. “Eu sei cuidar de mim e faço música o tempo todo. As coisas estão bem”.

PR/LB

Nenhum comentário