Novidades

[News] Longa com Charlotte Gainsbourg está entre as estreias do À La Carte da próxima semana

Além do catálogo cheio de filmes incríveis, plataforma traz estreias toda semana e tudo por apenas R$ 9,90 por mês

Os filmes da próxima semana do À La Carte são imperdíveis! Entre os destaques a partir de 11 de fevereiro, está a comédia francesa “Minha Mulher É Uma Atriz” (2001), estrelada pela musa Charlotte Gainsbourg e primeiro longa dirigido pelo ator Yvan Attal, diretor do sucesso “O Orgulho”; o cardápio também traz, da Bulgária, “O Pai” (2019), um drama familiar íntimo, que alterna momentos bem-humorados a outros tristes e reflexivos, sobre as dificuldades de se conectar com aqueles que estão próximos a nós; o incrível “Filhos do Tibete” (2005), uma co-produção entre Reino Unido e Índia sobre uma jovem cineasta tibetana que viaja à Índia para fazer um documentário sobre exilados políticos; e, para fechar, a comédia italiana “Amante extraconjugal" (1968), do grande Ugo Tognazzi.
 
 
“O Pai”: O filme é baseado em um fato ocorrido na família dos diretores, quando um vizinho, três horas depois do funeral de uma parente, apareceu mostrando uma chamada perdida da falecida, que ele acabara de receber em seu celular. "O Pai" é um projeto paralelo a uma trilogia inspirada em notícias de jornal, da qual fazem parte “A Lição”(2014) e “Glory”(2016). “A Lição” e “Glory” ganharam vários prêmios em festivais renomados, como os de San Sebastian, Tóquio, Locarno, Gotemburgo, Varsóvia, Edimburgo, Les Arcs, Gijón e muitos outros, ficando assim entre os filmes búlgaros de maior sucesso do século XXI.

 
“Minha mulher é uma atriz”: Primeiro longa dirigido pelo ator Yvan Attal, diretor do sucesso “O Orgulho”, também disponível no À La Carte. A atriz principal, Charlotte Gainsbourg, era casada com o diretor na época em que o filme foi realizado. Noémie Lvovsky, presente no À La Carte nos filmes "Um Belo Verão" e "Os Dois Filhos de Joseph", foi indicada ao prêmio César de Melhor Atriz Coadjuvante por “Minha Mulher é Uma Atriz”.
 

“Filhos do Tibete”: Jeremy Thomas, o aclamado produtor britânico de "O Último Imperador" e outros filmes dirigidos por Bernardo Bertolucci, foi o principal produtor executivo de "Filhos do Tibete". O ator Richard Gere, notório apoiador do Tibete, também foi um dos produtores executivos do filme. Andy Spence, o compositor da trilha musical, é membro fundador do grupo pop britânico New Young Pony Club. 
 
 
Amante extra conjugal: O ator Franco Fabrizi (1916–1995) participou de diversos filmes de Federico Fellini, entre eles "Os Boas Vidas" (1955), "A Trapaça" (1955), "Satyricon" (1969) e "Ginger e Fred" (1986), e também interpretou o barbeiro que muda o visual de Dirk Bogarde no clássico "Morte em Veneza" (1971), de Luchino Visconti. A atriz Maria Grazia Buccella foi um grande símbolo sexual na Itália, na época deste filme.
 
Sinopses dos filmes:

O PAI
(Bashtata)

Bulgária, 2019, 87min, Drama
Direção: Kristina Grozeva e Petar Valchanov
Elenco: Ivan Barnev, Ivan Savov, Tanya Shahova
Sinopse: Vasil acaba de perder sua grande parceira de vida, a esposa Ivanka. Quando, após o funeral, uma parente afirma ter recebido chamadas da falecida no celular, Vasil decide viajar até um famoso médium, com a esperança de entrar em contato com ela. Seu filho, Pavel, tenta dissuadi-lo da ideia, mas Vasil insiste em seguir em frente. Os dois, então, partem numa louca jornada que os fará enfrentar a culpa que sentem acerca da perda, enquanto uma série de absurdos colocam à prova a relação entre eles.

FILHOS DO TIBETE
(Dreaming Lhasa)

Índia | Reino Unido, 2005, 90min, Drama
Direção: Ritu Sarin, Tenzing Sonam
Elenco: Tenzin Chokyi Gyatso, Tenzin Jigme, Jampa Kalsang
Sinopse: Uma jovem cineasta tibetana viaja à Índia para fazer um documentário sobre exilados políticos. Com a viagem, ela busca se reconectar com suas origens, mas acaba conhecendo um ex-monge que tenta realizar um desejo da mãe. 
 
AMANTE EXTRA CONJUGAL
(Sissignore)

Itália, 1968, 105min, Comédia
Direção: Ugo Tognazzi
Elenco: Ugo Tognazzi, Maria Grazia Buccella, Gastone Moschi
Sinopse: Oscar é um motorista que para ficar nas boas graças de seu mestre, um conhecido empresário conhecido como o "Advogado" (Gastone Moschin), assume a responsabilidade de um grave acidente automobilístico, com 15 mortes, causado por O advogado". Após três anos de prisão, Oscar sai, mas é prontamente levado à igreja para se casar com uma bela jovem (Maria Grazia Buccella) que ele nunca tinha visto antes e que na verdade é amante do "Advogado".

MINHA MULHER É UMA ATRIZ
(Ma Femme Est Une Actrice)

França, 2001, 95min, Comédia
Direção: Yvan Attal
Elenco: Yvan Attal, Charlotte Gainsbourg
Sinopse: Um cara "normal" que é casado com uma linda atriz fica preocupado que ela esteja envolvida com seu co-ator. Essa preocupação se transforma em ciúme e causa problemas no relacionamento. Esta é uma história sobre confiança e uma comédia sobre as ações entre homens e mulheres. 




Nenhum comentário