Novidades

[Especial Oscar 2019] Bohemian Rhapsody

Sinopse: Freddie Mercury (Rami Malek) e seus companheiros Brian May (Gwilyn Lee), Roger Taylor (Ben Hardy) e John Deacon (Joseph Mazzello) mudam o mundo da música para sempre ao formar a banda Queen, durante a década de 1970. Porém, quando o estilo de vida extravagante de Mercury começa a sair do controle, a banda tem que enfrentar o desafio de conciliar a fama e o sucesso com suas vidas pessoais cada vez mais complicadas.

Bohemian Rhapsody é uma cinebiografia de produção britânico-americana, produzida por Graham King e Robert De Niro, escrita por Justin Haythe e Anthony McCarten e dirigida por Bryan Singer. O filme foca em 15 anos do Queen, desde a sua formação até a sua apresentação no Live Aid em 1985, seis anos antes da morte de Freddie Mercury. O elenco principal tem as participações de Rami Malek, Ben Hardy, Gwilym Lee, Joseph Mazzello, Allen Leech e Lucy Boynton.

Sua produção foi anunciada em 2010 e desde então o filme passou por várias mudanças no elenco, equipe de produção e direção do filme. De início, Sacha Baron Cohen (Borat e Bruno) foi escolhido para o papel de Freddie Mercury com coprodução de Graham King e roteiro de Peter Morgan, conhecido pelo roteiro de Frost/Nixon.

Em 2013, Sacha Baron Cohen abandonou o projeto devido a divergências criativas, supostamente por que ele queria fazer um filme mais adulto e a banda queria um filme com abordagem mais familiar. Em 2016, Sacha mencionou desentendimentos com a banda sobre vários aspectos do filme, especialmente sobre se a história deveria continuar após a morte de Freddie Mercury e sobre a formação da equipe de produção, referindo-se a Morgan, David Fincher e Tom Hooper.

Ben Whishaw (Perfume e O Retorno de Mary Poppins) foi mencionado como substituto de Cohen no mesmo ano que Dexter Fletcher assumiu a direção do filme, mas Ben saiu do projeto, alegando que tinha problemas no roteiro e que o filme não estava progredindo. Fletcher saiu da direção em 2014 por diferenças criativas com King.

Em 2015, Anthony McCarten, roteirista de A Teoria de Tudo, se juntou ao projeto e em 2016, Bryan Singer assumiu a direção e Rami Malek foi escolhido para interpretar Mercury.

As filmagens começaram em Londres em setembro de 2017. Depois de três meses de filmagens, Bryan Singer foi demitido por estar ausente da produção em várias ocasiões e por desentendimentos com o elenco e a equipe. Dexter Fletcher foi contratado para terminar a filmagem e a pós-produção.

As filmagens foram concluídas em janeiro de 2018 e Bohemian Rhapsody foi lançado nos EUA pela 20th Century Fox em 2 de novembro, no Reino Unido no dia 24 de outubro e no Brasil no dia 1º de novembro e arrecadou mais de 700 milhões de dólares.

Bohemian Rhapsody foi indicado para as categorias de Melhor Filme e Melhor Ator para Rami Malek, Mixagem de Som, Edição de Som e Edição.

Curiosidades:

 
- John Ottman, que colabora frequentemente com Singer, compôs a partitura do filme. O álbum oficial da trilha sonora contém vários sucessos do Queen mais onze gravações inéditas, incluindo cinco músicas do show que fizeram no Live Aid, que nunca antes foram lançadas. A trilha sonora foi lançada em cassete e formatos digitais em outubro de 2018 e tem lançamento em vinil previsto para fevereiro ou março deste ano.

- A coreógrafa britânica Polly Bennett foi responsável pelo treinamento de Rami Malek para ter os maneirismos de Freddie Mercury. O técnico de movimentos fez Malek estudar Liza Minnelli em Cabaret assim como as apresentações de David Bowie, Aretha Franklin e David Bowie. Aparentemente, eles foram as inspirações para o tipo de desempenho de Mercury.

- Brian May e Roger Taylor tocaram o arranjo em ritmo de rock para a abertura da 20th Century Fox.

- Rami enviou um vídeo dele cantando para o Queen, que ainda não tinham assistido o vídeo porque não tinha baixado direito. Rami viu a reação deles em primeira mão.

- Durante a produção do filme, Bryan Singer apresentou um comportamento errático, chegando atrasado ou não comparecendo para as filmagens e desentendimentos com a equipe de produção, o que levou a 20th Century Fox a demiti-lo e a cancelar o contrato com sua produtora, Bad Hat Harry. Dexter Fletcher assumiu a direção em 2018, mas o Director’s Guild of America (DGA), decidiu que o crédito de direção pertencia à Bryan Singer.

- Chrissie Mullen, a ex-esposa de Brian May, não gostou de como foi retratada no filme e pediu aos produtores para cortá-la do filme.

- A reencenação do show que o Queen fez no Live Aid em 1985 foi filmado numa réplica do palco do London's Wembley Arena no Bovingdon Airfield em Hemel Hempstead, já que as torres gêmeas Wembley originais foram demolidas em 2003.

- Ridley Scott foi considerado como possível substituição como diretor depois da demissão de Bryan Singer.


- O filme ganhou o Golden Globe de Melhor Filme e Melhor Ator de Drama para Rami Malek.

Trailer:
 


Nenhum comentário