20 agosto 2018

[Programação] Moraes Moreira lança novo álbum "Ser Tão" em shows inéditos no Sesc Ginástico

Apresentações serão nesta quarta (22.08) e quinta-feira (23.08), às 19h30

Moraes Moreira lança seu novo álbum “SER TÃO” em show inédito no Sesc Ginástico nesta quarta-feira (22.08) e quinta-feira (23.08). Com início às 19h30, a apresentação tem ingressos a preços populares. O artista, que transita com suavidade por diversos ritmos, é autor de frevos, marchinhas e clássicos inesquecíveis da música popular brasileira. Mas, no novo espetáculo, é o cordel que marca forte presença, trazendo à tona a memória do sertão que corre no subterrâneo de todas as cidades brasileiras.

O álbum Ser Tão, que o cantor apresenta para o público carioca em primeira mão, busca origens, influências, e plataformas poéticas que servem ao cordelista Moraes Moreira. O compositor é membro efetivo (cadeira 38) da Academia Brasileira de Literatura de Cordel, sediada no Rio de Janeiro, e suas composições, tanto sozinho quanto na parceria de letristas que vão de Fausto Nilo a Capinam, foi sempre percorrida pela poesia oral nordestina, das ruas, das feiras, dos folguedos populares, das festas de rua.

Moraes brinca com os gêneros tradicionais da quadra, da sextilha, da septilha, da décima, trazendo-os para conviver com a chula do Recôncavo e o samba de roda (“Sambadô”, “Deixa o Pé no Chão”), com a viola do centro-oeste (“De Cantor para Cantador”). Sem esquecer a sanfona sertaneja na toada de “Amor e Arte”, que tem um sabor gonzagueano. Brinca mais ainda ao ousar o verso de doze sílabas em “Evolução”, no esquema de rimas da décima do cordel. Talvez o formato mais ousado do disco, atestando que quem domina a fórmula sente o impulso de inovar; mas só tem o direito de inovar quem a domina.

Nessa viagem pelo sertão da imaginação e da memória, Moraes não cria barreiras entre o cantado da maioria das faixas, o recitado (“O Nordestino do Século”, “Origens”, “Alvorada dos Setenta”) e a mistura cadenciada das duas formas em “De cantor para cantador”. O verso recitado é a base do verso cantado, na carpintaria verbal sertaneja. As duas coisas são irmãs, são parceiras, acompanham uma à outra há séculos: que estejam juntas neste disco é sinal de que a pesquisa livresca e a vivência pessoal do autor também se fizeram parceiras. O estudo serve para fazer emergir a memória remota, memória de infância, de quando a gente sofre o impacto estético sem nem saber que aquela forma tem um nome.

Serviço:
Moraes Moreira – Lançamento do Álbum Ser Tão
Sesc Ginástico (Av. Graça Aranha, 187 – Centro)
22/8 e 23/8
19h30
Livre
Valores: R$ 30 (inteira) | R$ 15 (meia-entrada) | R$ 7,50 (habilitado Sesc) e grátis (PCG)
Todas as categorias têm direito a 50% de desconto mediante doação de 1 kg de alimento não-perecível para o programa Mesa Brasil Sesc.



Nenhum comentário

Postar um comentário