Novidades

[News]Fanfics podem mudar cenário dos leitores e autores do Brasil

Fanfics podem mudar cenário dos leitores e autores do Brasil



Como grandes obras nascidas das fanfics, as ficções de fãs escritos por jovens brasileiros têm potencial gradativo para o futuro da literatura nacional

Muitos dizem que o futuro está nas mãos dos jovens, mas um cenário que majoritariamente é dominado por esses pequenos e contém um grande potencial de transformar a realidade da literatura nacional não é tão valorizado pelos mais velhos. Estamos falando das fanfics, as famosas ficções de fãs, nas quais as pessoas escrevem com base em uma pessoa real ou personagem fictício, e que muitas das vezes são vistas ou tratadas com olhos tortos.

Normalmente narrativas desse estilo de texto são muito encontradas no Wattpad, plataforma de leitura e publicação gratuita que reúne mais de 90 milhões de usuários. Por lá, é possível encontrar diversas histórias envolvendo grandes figuras, como a recém e hilária fanfic que coloca Faustão e Selena Gomez em um relacionamento.

Apesar de algumas histórias serem engraçadas, existem outras que são sérias e que inclusive já conquistaram vários leitores pelo mundo inteiro, como “After”, escrito por Anna Todd que já ganhou adaptação cinematográfica e trouxe Harry Styles, quando participava de One Direction em 2013, como protagonista. Além dela, E. L. James também conquistou diversos espaços com “Cinquenta Tons de Cinza”, trilogia que nasceu de uma fanfic de “Crepúsculo”.

No Brasil a situação não é diferente, Isabela Zinn, estudante de apenas 18 anos, é um grande exemplo de autora de fanfic que teve a oportunidade de iniciar carreira no mercado editorial com “O reino da Rosa negra”, seu livro de estreia lançado este ano pelo Grupo Editorial Coerência.

“O que despertou a minha vontade de escrever foram as fanfics”, informa a artista ao lembrar que no início resistiu muito em dar uma oportunidade para este meio, mas que viciou quando se entregou ao conhecer o universo das ficções de fãs. “Eu virava a madrugada lendo no spirit”.

Isabela Zinn começou escrever em 2017 por meio das fanfics, chegou a publicar algumas histórias, inclusive uma inspirada na franquia de filmes The Purge, mas logo desistiu por acreditar que não tinha dom para a escrita. “Na época eu não entendia e achava que escrevia mal e que minhas histórias eram ruins, mas hoje superei”, informa ao se orgulhar da reviravolta que sua vida deu.

“Tem um muro que separa ambas as escritoras dentro de mim”, ressalta ao revelar que muita coisa mudou das fanfics para o primeiro romance publicado.

As fanfics são mais antigas do que imaginamos, "Romeu e Julieta", famosa obra de William Shakespeare, é uma fanfic de luxo a qual o dramaturgo pegou diversos elementos do poema "A Trágica História de Romeu e Julieta", de Arthur Brooker.


Como as fanfics podem mudar o meio literário?
De fato, no universo das fanfics existem narrativas boas e ruins, mas independente da qualidade de escrita esses textos têm grande potencial de introduzir jovens e adolescentes gradativamente no meio literário. É por meio do fanatismo por bandas, personagens fictícios e/ou pessoas reais que muitas pessoas se encontram, assim, também podendo encontrar um leitor voraz ou um artista literário recheado de excelentes enredos dentro de si.

Pesquisas apontam que o Brasil vem perdendo vários leitores conforme o passar dos anos, e em um momento onde o mercado editorial necessita de mais pessoas que consumam livros para se reerguer, já que existe a possibilidade dos livros sofrerem com a nova Reforma Tributária, é mais que necessário valorizar e abrir os olhos para todo e qualquer meio que possa transformar grandes leitores e autores.

PR/Hype

Nenhum comentário