Novidades

[News] Programação do Cine CPFL em março reúne títulos premiados do Brasil, França e Argentina

A programação do Cine CPFL vai contemplar, no mês de março, produções do Brasil, França e Argentina, com títulos que acumularam indicações e prêmios no circuito internacional de cinema. Os longas compõem a programação 2020 da mostra “Cinema e Reflexão”, do
Instituto CPFL, com curadoria de Jurandir Müller e Francisco Cesar Filho. 

Confira a seleção:

04/03 (quarta-feira)

Vermelho Sol (“Rojo”,
 2019, 109 min, 14 anos)

Na estreia da programação 2020, o suspense argentino“Vermelho Sol” é uma coprodução com Brasil, França, Holanda e Alemanha, com direção de Benjamin Naishtat, que despertou atenção da crítica cinematográfica com seus longas-metragens “Bem Perto de Buenos Aires” (2014) e “O Movimento” (2015).
 A produção destaca uma onda de violência política que começa a se desenrolar na Argentina em meados da década de 1970. Isso, no entanto, parece ter pouco efeito em uma pequena cidade rural onde Claudio, um advogado bem conhecido, leva uma vida tranquila com
 sua família. O curso normal das coisas é interrompido quando Claudio entra em uma discussão acalorada que fica fora de controle. No elenco estão Dario Grandinetti, Andrea Frigerio e Alfredo Castro.

Selecionado para o Festival de Roterdã, “Vermelho Sol” foi vencedor dos prêmios do júri, de melhor direção e melhor ator no Festival de San Sebastián. Também levou o prêmio de melhor ator no Festival de Guadalajara, além de melhor direção, melhor ator e melhor ator coadjuvante pela Associação dos Críticos Cinematográficos da Argentina. Por fim, melhor filme, melhor direção, melhor ator, melhor roteiro original, melhor montagem e melhor som pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas da Argentina.

O filme ganha reapresentação no dia 12/03 (quinta-feira). Confira o trailer aqui.

05/03 (quinta-feira)

A Noite Amarela
 (2019, 102 min, 14 anos)

Uma produção brasileira com gênero terror, “A Noite Amarela” conquistou o prêmio de melhor direção no Brooklyn Horror Film Festival (EUA) e focaliza um grupo de adolescentes que viaja para uma pequena ilha na costa do Nordeste brasileiro para celebrar o fim do último ano escolar. No entanto, a festa acaba no primeiro anoitecer, após um estranho acontecimento com o grupo. 

O diretor, Ramon Porto Mota, já havia atuado com uma obra no mesmo gênero, “O Nó do Diabo” (2018), premiado no Festival de Brasília do Cinema Brasileiro. A Noite Amarela foi selecionado para o Festival de Roterdã e se destacam em seu elenco Ana Rita Gurgel e Caio Richard 

A reprise ocorre no dia
25/03 (quarta-feira), assista o trailer aqui.

11/03 (quarta-feira)

Encontros (“Deux
 Moi”, 2019, 110 min, 12 anos)

Assinado pelo multipremiado diretor
 francês, Cédric Klapisch (de “O Que Nos Liga” (2017) e “Enigma Chinês” (2014)), “Encontros” aborda o cotidiano de Rémy e Melánie, dois vizinhos que não se conhecem. Na faixa dos 30 anos, ambos tentam vencer a solidão da cidade grande: enquanto ele não tem
 ânimo para conhecer novas pessoas, ela multiplica seus encontros nos aplicativos de relacionamento. Sem saber, seus caminhos os levam na mesma direção. 



Para a crítica especializada, a
 característica-chave para o grande acerto do filme é o desenvolvimento de seus protagonistas. Com participação de François Civil, Ana Girardot e Camille Cottin, a obra foi indicada nas categorias de melhor ator e de melhor atriz nos prêmios Globes de Cristal,
 concedidos pela Associação Francesa dos Críticos de Cinema.



A reexibição do longa ocorre no
 dia 19/03
 (quinta-feira). Assista o trailer aqui.



18/03 (quarta-feira)

Estaremos Sempre
 Juntos (“Nous Finiron Essemple”, 2019, 135 min, 14 anos)

“Estaremos Sempre Juntos”, de Guillaume
 Canet, completa a grade de exibição do mês de março. No roteiro, o personagem principal, Max, vive uma crise de meia idade e resolve passar o seu aniversário apenas com a esposa, em sua casa de praia. Ele não sabe, mas ela preparou uma surpresa com os velhos
 amigos que ele não vê há anos. Assim, um final de semana que supostamente deveria ser tranquilo, está prestes a virar um momento cheio de confusões e situações inusitadas.



Descrito pela mídia como uma comédia
 irreverente, o longa conta com um elenco francês estelar, como a ganhadora do Oscar, Marion Cotillard, ao lado de François Cluzet e Gilles Lellouche. Por este trabalho, Cluzet foi indicado como melhor ator nos prêmios Globes de Cristal, da Associação Francesa
 dos Críticos de Cinema.



O filme também será exibido no dia
26/03
 (quinta-feira), veja o trailer aqui.



As sessões do Cine CPFL ocorrem
 às quartas e quintas-feiras, às 19 horas, na Sala Umuarama, na sede do Instituto CPFL que fica à Rua Jorge de Figueiredo Corrêa, 1632 - Chácara Primavera, em Campinas/SP. A entrada é gratuita, por ordem de chegada, com abertura das portas às 18 horas. A programação
 completa está no site www.institutocpfl.org.br.

Sobre o Instituto CPFL

Com 17 anos de trajetória e sede em Campinas (SP), o Instituto CPFL é a plataforma de investimento social privado do Grupo CPFL Energia. A marca é responsável pelos investimentos e pela integração dos programas culturais, sociais e esportivos do grupo em uma única
 rede. Em 2020, o Instituto CPFL vai percorrer 118 cidades com os programas CPFL Social e Circuito CPFL, apoiando projetos de humanização e de melhorias em hospitais e promovendo atividades esportivas e culturais. O instituto também produz o Café Filosófico
 CPFL, série de encontros gravados ao vivo em estúdio próprio e exibidos aos domingos pela TV Cultura. A organização responde ainda pela série Música Contemporânea, por exposições de arte e o pelo Cine CPFL. As transmissões e o acervo online dos programas do
 Café Filosófico CPFL e de outros conteúdos produzidos pelo Instituto CPFL estão disponíveis nos perfis de redes sociais da entidade. 

Saiba

 mais em www.institutocpfl.org.br.


Nenhum comentário