Novidades

[News] Thiago Amud apresenta novo álbum em show no SESC Copacabana na terça-feira


RIO DE JANEIRO - Depois de Salvador, Belo Horizonte e São Paulo, o cantor e compositor Thiago Amud apresenta no Rio de Janeiro o show do seu novo álbum, “O cinema que o sol não apaga”. Será nesta terça-feira (14/5), às 20h, no Sesc Copacabana, em espetáculo que contará com a participação especial do poeta Salgado Maranhão, que fará intervenções poéticas no palco. Os ingressos custam entre R$ 7,50 e R$ 30.
Considerado por Caetano Veloso como uma consequência da Tropicália, o artista promete um show denso e arrebatador, com canções do novo disco, que abordam temas como política e amor, mística e mass media, identidade nacional e mundo onírico. O repertório – que tem como destaques “Brasileia”, “Cinema Russo” e “Catirina Desejosa” – será embalado apenas por voz e violão, permitindo ao público mergulhar nas linhas melódicas e letras das suas canções.
ARTE DA PALAVRA – A apresentação de Thiago Amud com o poeta Salgado Maranhão coincide com mais um circuito de autores do Arte da Palavra – Rede Sesc de Leituras, projeto que promove a circulação de escritores de todo o Brasil por diversas regiões para rodas de conversas que visam a formar leitores e dar visibilidade a novos autores. A atividade no Sesc Copacabana, que tem entrada franca, acontece na mesma data, mais cedo, às 16h, com os poetas Marcelo Labes (SC) e Milton Rosendo (AL).
O escritor catarinense tem no currículo diversas obras como “Falações” (EdiFurb, 2008), “Porque sim não é resposta” (Antítese, Hemisfério Sul, 2015), “O filho da empregada” (Antítese, Hemisfério Sul, 2016) e “Trapaça” (Oito e Meio, 2016). Na produção literária do alagoano destacam-se “Os Moinhos” (Edufal, 2009), “Caos-Totem” (Imprensa Oficial Graciliano Ramos, 2016) e poemas da coletânea Amores Ébrios (Trajes Lunares, 2017).    

SERVIÇO

- Show “O cinema que o sol não apaga” – Thiago Amud (participação especial de Salgado Maranhão)

Sesc Copacabana: Rua Domingos Ferreira, 160

14/5/2019 - 20h

Classificação: 10 anos

Ingressos: R$ 30, R$ 15 (meia), R$ 7,50 (Cartão Sesc)

- Arte da Palavra – Rede Sesc de Leituras

Bate-papo com os poetas Marcelo Labes (SC) e Milton Rosendo (AL)

Sesc Copacabana: Rua Domingos Ferreira, 160

14/5/2019 - 16h

Classificação: Livre

Grátis

SAIBA MAIS SOBRE THIAGO AMUD
Além de assinar letra e música da maior parte de suas composições, Amud é também parceiro de artistas como Guinga, Francis Hime, Sergio Assad, Edu Kneip, Zé Paulo Becker, Pedro Sá Moraes, Thiago Thiago de Mello, Thomas Saboga, Marcelo Fedrá, Mauro Aguiar, Renato Frazão, Vinícius Castro e Antônio Loureiro. Já foi gravado por, entre outros, Milton Nascimento, Alcione, Simone Guimarães, Guinga, Francis Hime, Sergio Mendes, Ana Carolina, Marcus Tardelli, Mariana Baltar, Cristina Renzetti, Garganta Profunda e Izabel Padovani.
Gravou o CD “Sacradança”, lançado em 2010 pela Delira Música, em que assina todas as letras, músicas e arranjos. Em novembro de 2013, Thiago Amud lançou no Festival Levada Oi Futuro seu segundo disco solo “De ponta a ponta tudo é praia-palma”, também pela Delira Música, dessa vez com produção do guitarrista JR Tostoi.
Dividiu com Ivo Senra a direção musical e os arranjos de “Todo mundo é bom”, disco manifesto do Coletivo Chama, e também do Espetáculo “Coletivo Chama Canta Mário de Andrade”, especialmente preparado a partir de um convite da Funarte para a XXI Bienal de Música Brasileira Contemporânea (na Sala Cecília Meirelles). Pela primeira vez na história, um grupo de música popular foi convidado a se apresentar na tradicional Bienal.
O diretor do Centro de Música da Funarte, Marcos Lacerda, escreveu na Revista Escuta que Amud é “um dos mais surpreendentes artistas da canção brasileira contemporânea. Suas canções têm uma dimensão propriamente crítica e conceitual, com primor do texto, e palavras que esgarçam a forma musical e criam tensões: entre o pré-determinado (a composição) e o aleatório (a improvisação), a ordenação sonora através do caos e pelo ruído, e uma estética da palavra culta e crua. Thiago enlaça a tradição com a modernidade e aponta o salto para o contemporâneo, com agudeza, consistência e maturidade estético-formal”.
Thiago Amud foi o vencedor do Prêmio Profissionais da Música Brasileira 2016, na categoria Melhor Autor e, em 2019, é finalista do mesmo prêmio nas categorias cantor, autor e arranjado



Nenhum comentário