Novidades

[News] Olhar de Cinema anuncia filmes das mostras competitivas


O 8º Olhar de Cinema - Festival Internacional de Curitiba anunciou hoje (9) os filmes de suas três mostras competitivas. O anúncio foi feito pelo diretor geral e artístico do festival, Antônio Junior, e transmitido ao vivo pelas redes sociais do evento.

Além das mostras competitivas, Antônio Junior falou rapidamente sobre os filmes das outras mostras e sobre os filmes de abertura e encerramento. “Banquete Coutinho”, o documentário sobre Eduardo Coutinho, um dos mais importantes documentaristas do Brasil, dirigido por Josafá Veloso, abrirá o festival no dia 5 de junho. O filme do encerramento será o “Breve História de um do Planeta Verde”, uma coprodução entre Alemanha, Argentina, Brasil e Espanha, dirigida por Santiago Loza.

O diretor deu detalhes sobre as mostras competitivas e listou os filmes selecionados, além de falar sobre o Encontros de Cinema de Curitiba, o Curitiba_Lab e o Seminários de Cinema de Curitiba.

FILMES

A mostra Competitiva de Longa e Curta-metragem é composta por um conjunto de apostas, e também descobertas, de filmes recém-chegados ao mundo, ainda inéditos no Brasil. Aqui há a busca do equilíbrio entre inventividade, abordagem de temas contemporâneos e potencial de comunicação com o público.

COMPETITIVA | LONGA
CASA (dir. Letícia Simões | Brasil, 2018, 94’)
CHÃO (dir. Camila Freitas | Brasil, 2019, 110’)
DE NOVO OUTRA VEZ (De Nuevo Otra Vez, dir. Romina Paula | Argentina, 2018, 84’)
DIZ A ELA QUE ME VIU CHORAR (dir. Maíra Bühler | Brasil, 2019, 85’)
ENTRE DUAS ÁGUAS (Entre Dos Aguas, dir. Isaki Lacuesta | Espanha, 2018, 136’)
FAMÍLIA DA MADRUGADA (Midnight Family, dir. Luke Lorentzen | Estados Unidos/México, 2019, 81’)
ETANGS NOIRS (dir. Pieter Dumoulin, Timeau De Keyser | Bélgica, 2018, 71’)
SEGUIR FILMANDO (Still Recording, dir. Ghiath Ayoub, Saeed Al Batal | França, 2018, 120’)
TEL AVIV EM CHAMAS (Tel Aviv on Fire, dir. Sameh Zoabi | Bélgica/França/Israel/Luxemburgo, 2018, 97’)
PRETÉRITO.IMPERFEITO (Wan Mei Xian Zai Shi, dir. Shengze Zhu | China/Estados Unidos, 2019, 124’)

COMPETITIVA | CURTA
AQUELES QUE DESEJAM (Los que Desean, dir. Elena López Riera | Espanha/Suiça, 2018, 24’)
ATALHOS/ (Atajos, dir. Daniela Delgado Viteri | Equador, 2019, 18’)
AZIZA/ (dir. Kaadan Soudade | Líbano/Síria, 2019, 13’)
ENTROPIA/ (dir. Flóra Anna Buda | Hungria, 2019, 11’)
EM CASO DE FOFO (dir. Tomás Paula Marques | Portugal, 2019, 23’)
PRESENTE/ (Kado, dir. Aditya Ahmad | Indonésia, 2018, 15’)
SETE ANOS EM MAIO (dir. Affonso Uchôa | Brasil, 2019, 42’)
THINYA (dir. Lia Letícia | Brasil, 2019, 16’)
TERRAS DO MAR/ (Tierras del Mar, dir. Azucena Losana | Argentina, Chile, 2018, 6’)

A mostra competitiva Novos Olhares vai permitir, mais uma vez, conhecer trabalhos que exploram e tentam expandir os limites dos gêneros cinematográficos e que desafiam o espectador a pensar o seu lugar frente a obras instigantes.

NOVOS OLHARES
A CIDADE ESCONDIDA (La Ciudad Oculta, dir. Victor Moreno | Espanha, 2018, 80’)
A NOITE AMARELA (dir. Ramon Porto Mota | Brasil, 2019, 100’)
DOMÍNIOS (Domains, dir. Natsuka Kusano | Japão, 2018, 150’)
NÃO PENSE QUE EU VOU GRITAR/ (Just Don't Think I'll Scream, dir. Frank Beauvais | França, 2019, 75’)
MS SLAVIC 7 (dir. Deragh Campbell, Sofia Bohdanowicz | Canadá, 2019, 64’)
LEVANDO DOCES AO CAVALO (Ghode ko Jalebi Khilane le ja Riya Hoon, dir. Anamika Haksar | Índia, 2018, 121’)

Finalmente, a mostra competitiva Outros Olhares é o espaço onde o festival reflete de maneira ampla sobre os dilemas sociais e humanos que marcam o nosso tempo, e que encontram no cinema a caixa de ressonância mais forte. Assim como nas outras mostras, aqui também temos filmes de enorme destaque internacional, que combinam ficções e documentários dos mais diferentes lugares do mundo.

OUTROS OLHARES | LONGA
A COR BRANCA (dir. Afonso Nunes | Brasil, 2019, 102’)
CINZAS E BRASAS (De Cendres et de Braises, dir. Manon Ott | França, 2018, 72’)
DANIEL (Daniel Fait Face, dir. Atlan Marine | França, 2018, 60’)
ENQUANTO ESTAMOS AQUI (dir. Clarissa Campolina, Luiz Pretti | Brasil, 2019, 77’)
ESPERO TUA (RE)VOLTA (dir. Eliza Capai | Brasil, 2019. 93’)
NO ALTO DA MONTANHA (Huo Shan, dir. Yang Zhang | China, 2019, 126’)
INDIANARA (dir. Aude Chevalier-Beaumel, Marcelo Barbosa | Brasil, 2018, 84’)
NO SALÃO JOLIE (Chez Jolie Coiffure, dir. Rosine Mbakam | Bélgica, 2018, 70’)
PAHOKEE (dir. Ivete Lucas, Patrick Bresnan | Estados Unidos, 2019, 112’)
SEGUNDA VEZ (dir. Dora García | Bélgica, Noruega, 2018, 94’)
UMA CORRENTE SELVAGEM (Una Corriente Salvaje, dir. Nuria Ibáñez Castañeda | México, 2018, 72’)
UMA NOITE DE INVERNO (Gyeo-Wul-Ba-Me, dir. Woo-Jin Jang | Coreia do Sul, 2019, 92’)

OUTROS OLHARES | CURTA
AURORA (dir. Everlane Moraes | Cuba, 2018, 15’)
CARANGUEJO REI (dir. Enock Carvalho, Matheus Farias | Brasil, 2019, 23’)
NA BOCA DA MINA (En la Boca de la Mina, dir. Brandán Cerviño | Cuba, 2018, 22’)
POLIS (dir. Rafael Baptista | Brasil, 2018, 8’)
QUEBRAMAR (dir. Cris Lyra | Brasil, 2019, 27’)
SABÁ (dir. Sérgio de Carvalho | Brasil, 2018, 16’)
TUDO QUE É APERTADO RASGA (dir. Fabio Rodrigues da Silva Filho | Brasil, 2019, 27’)
UMA HISTÓRIA AFRICANA (A Story from Africa, dir. Billy Woodberry | Portugal, 2018, 32’)
TERRA ABENÇOADA (Một Khu Đất Tốt, dir. Phan Ngoc Lân | Vietnã, 2019, 19’)
ENCLAUSURADO (ΚΛΕΙΣΑΜΕ, dir. Sol Prado | Espanha, 2019, 22’)
INSTRUÇÕES PARA FAZER UM FILME (Instructions on How to Make a Film, dir. Nazli Dinçel | Estados Unidos, 2018, 14’)
LINHAS DE RISO (Lachfalten, dir. Patricia Wenger | Suíça, 2018, 6’)
MAKE IT SOUL (dir. Jean-Charles Mbotti Malolo | França, 2018, 15’)
OMARSKA (dir. Varun Sasindran | França, 2018, 19’)

JÚRIS

Também foram anunciados os júris oficiais. Os curadores Alberto Ramos e Flávia Cândida e a cineasta Rita Azevedo integram o júri da Mostra Competitiva. Já a Novos Olhares / Melhor Filme Brasileiro tem o júri composto pelo crítico Daniel Kasman e os programadores Javier Garcia Puerto e Sarah-Tai Black. No júri da mostra Outros Olhares estão o cineasta André Felix, a pesquisadora e professora Patricia Machado e o programador Raúl Camargo.

Além dos júris oficiais, o festival conta com o  júri para o prêmio AVEC-PR (Melhor curta-metragem da mostra Mirada Paranaense) e o júri para o Prêmio Abraccine, escolhido pela Associação Brasileira de Críticos de Cinema - Abraccine.

APLICATIVO

Neste ano, o Olhar de Cinema traz uma novidade: o aplicativo do festival, onde estão todas as informações dos filmes e a programação completa, com local de exibição, data e horários. O aplicativo está disponível para Android e iOS e pode ser baixado nas respectivas lojas virtuais.

O 8º Olhar de Cinema - Festival Internacional de Cinema conta com patrocínio do BRDE, FSA e Ancine, apoio da Sanepar, Copel, Bigben, Ademilar, Lojacorr, incentivo da Lei de Incentivo à Cultura de Curitiba, Fundação Cultural de Curitiba e Prefeitura de Curitiba, Profice, Governo do Paraná e realização da Grafo Audiovisual, Secretaria Especial da Cultura, Ministério da Cidadania e Governo Federal.

SERVIÇO
8º Olhar de Cinema – Festival Internacional de Curitiba
De 5 a 13 de junho
Shopping Crystal (Espaço Itaú de Cinema), Shopping Novo Batel (Cineplex Batel), Cine Passeio, Cinemateca de Curitiba
Ingressos para os filmes: R$ 14,00 | R$ 7,00 (meia entrada)
Os ingressos começam a ser vendidos dia 22 de maio no local de exibição do filme.
Demais atividades gratuitas e sujeita a lotação da sala ou inscrição prévia.
Twitter: olhardecinema_
Instagram: olhardecinema

1º Encontros de Cinema de Curitiba
De 9 a 11 de junho
Cine Passeio



Nenhum comentário