Novidades

[Programação] Teatro de 11 a 18 de dezembro

Confira a programação de teatro da semana:

                  Shopping da Gávea

             Diário de Pilar na Grécia, sábados e domingos às 17h, até 23 de dezembro. 60 a inteira e 30 a meia.


Pilar é uma menina muito esperta e bem humorada. Ela mora com a mãe e o avô Pedro. Não conheceu o próprio pai, que “misteriosamente” saiu de sua vida, antes mesmo dela nascer. Um dia seu avô parte para uma viagem rumo à Grécia, e ela morrendo de saudades, resolve viajar também. Mas logo depois recebe a notícia de que seu avô não voltará mais de lá… Inconformada e decidida, Pilar encontra um presente deixado por ele: uma rede mágica que pode levá-la a qualquer lugar que desejar.

Junto com o gato Samba e o seu grande amigo Breno, Pilar embarca em busca do seu avô, e descobre alguns dos maiores mistérios da vida e o fascinante mundo da mitologia grega, repleto de deuses e heróis.

Diário de Pilar na Grécia é uma comédia infanto-juvenil, feita para toda a família, que de maneira leve e divertida, revela histórias e curiosidades sobre o berço da civilização, a partir da ótica dos Deuses, valorizando a amizade, o companheirismo e a coragem.

Com texto ágil, inteligente e delicado, a história narra as peripécias de nossa protagonista com seus amigos, numa viagem inesquecível.

A peça reúne um time de profissionais de alta excelência do mercado cultural. O elenco é formado por Miriam Freeland (idealizadora e protagonista), Roberto Bomtempo, Viviana Rocha, Leandro Baumgratz, Alexandre Mofati, Ana Amélia Vieira e Pedro Monteiro, sob a direção de Symone Strobel, que também entra em cena.

                       O inoportuno,sextas e sábados às 21h e domingos às 20h.Até 23 de dezembro. Inteira a 80 e meia 40.

Ambientada no sótão decadente de uma casa abandonada em Londres. Três personagens: Mick (Well Aguiar) divide um apartamento com seu irmão mais velho Aston (André Junqueira), este traz para dentro de casa Davies (Daniel Dantas), um velho, supostamente um mendigo, que resgatou numa briga em um bar. Com pena do homem, Aston lhe oferece a casa como abrigo até que ele se recupere fisicamente e consiga organizar seus documentos, ora extraviados. Ao longo da trama, obrigados a conviver mais próximos do que desejariam, os interesses, mentiras e conflitos vão se revelando e provocando mudanças no comportamento dos personagens, que navegam entre amor e ódio, pena e repulsa, solidão e tristeza.


Escrita em 1959 e estreou em Londres no ano seguinte com enorme sucesso. Foi com esta peça que Pinter passou a ser conhecido e tornou-se um dos dramaturgos mais respeitados e discutidos em todo o mundo, assim permanecendo até sua morte, três anos depois de ter recebido o prêmio Nobel de literatura em 2005. Influenciado inicialmente por Samuel Beckett – e também por Franz Kafka – Pinter foi um dos mestres do teatro d0 absurdo, expressão criada por Martin Esslin nos anos 50 do século passado. Depois de um tempo, ele desenvolveu um estilo próprio e as características de suas peças são únicas, marcantes, como a ambiguidade, a iminência do desastre, a passagem do tempo, as possíveis verdades e mentiras, as falhas da memória e, claro, as famosas pausas. Tudo isso está presente em “O Inoportuno”, um drama com pinceladas de tragédia e de comédia, que aborda a impossibilidade de comunicação, envolvendo personagens marginais e solitários. A peça, com o título de “O Inoportuno”, foi montada pela primeira vez no Brasil em 1964, pelo Grupo Decisão, com direção de Antônio Abujamra. É considerada como uma das obras-primas de Pinter.

Os homens querem casar e as mulheres querem sexo 2,sábados às 22:50, até 22 de dezembro.70 a inteira e 35 a meia.

Se em “Os Homens Querem Casar e As Mulheres Querem Sexo”, Jonas (Carlo Simões) entra em crise após ser abandonado no altar pela terceira vez e se desespera por constatar que é apenas usado sexualmente pelas moças, agora duas revelações mudam sua vida. Ele encontra Deus (Drika Matos) e descobre que, além de mulher, o Divino é cearense. É quando Deus propõe a Jonas passar a sentir tudo que as mulheres sentem para entender, enfim, a visão feminina sobre o universo masculino. “Além de atender a um pedido do público para que a peça ganhasse sequência, esta continuação tem muito do amor que sinto pelo mundo feminino e pelas nordestinas, em especial pelas cearenses. Já namorei quatro e acho que o humor das nordestinas está relacionado diretamente à inteligência”, relata Carlo.


O natal no reino congelante, sábados, domingos e feriados às 17h, até 30 de dezembro.60 a inteira e 30 a meia.

Com canções natalinas, muito humor e emoção, a peça conta a história de quatro duendes que trabalham na fábrica do Papai Noel: Perdão, Esperança, Amor e Amizade. Juntos, eles terão a missão de aquecer o coração da Rainha da Neve para que o Natal volte a ser comemorado, antes que o mundo congele. O espetáculo é uma comédia musical de Natal para toda a família e resgata sentimentos importantes que todos devemos cultivar. Os assistentes do Bom Velhinho viverão grandes aventuras ao tentar encontrar uma solução para o problema que pode atrapalhar a comemoração do Natal. É que nessa época do ano a Rainha da Neve se sente muito sozinha e, por isso, sua tristeza faz com que tudo a sua volta congele cada vez mais rápido. Isso vai impedir que o Papai Noel saia às ruas para fazer a entrega dos presentes, e pior, o coração das pessoas está ficando duro como uma pedra de gelo e o mundo vai congelar antes do Natal chegar! Será que eles vão conseguir? Com um histórico de sucesso nos últimos anos, a companhia tem se destacado no mercado teatral infantil, com espetáculos de grande relevância, alcançando mais de 50 mil espectadores em tradicionais teatros e eventos, conquistando e surpreendendo o público. Desde 2011 desenvolve um projeto teatral para a família, que leva para os palcos releituras de contos e obras da literatura infantil com um conceito inovador.


Os saltimbancos no ritmo de Natal,sábados, domingos e feriados às 15h, até 30 de dezembro. 60 a inteira e 30 a meia.

Em cartaz há 25 anos, o clássico de Chico Buarque, dirigido por Maria Lucia Priolli, realiza temporada especial de Natal, durante novembro e dezembro.

“Nesses 25 anos em cartaz realizamos algumas temporadas temáticas. Queremos agora celebrar o Natal, ressaltando a importância de sentimentos como o amor, a união e o respeito”, afirma Maria Lucia Priolli, que interpreta a “Gata” desde a estreia da montagem, em 1992. O musical realiza sessões especiais de natal de 15/11 à 30/12, aos sábados, domingos e feriados às 15h no Teatro Vannucci. “As crianças poderão subir no palco para interagir conosco em uma cena especial, cantando clássicos de Natal. Será uma grande celebração, até porque ainda estamos comemorando nosso aniversário”, comenta a diretora.
A peça conta a história de quatro animais: Gata, Cachorro, Jumento e Galinha, que fogem se suas casas por receberem maus tratos de seus patrões. Rumo a cidade grande se encontram e formam um conjunto musical. Através da união seguem um caminho de liberdade onde amor, respeito e amizade são fundamentais. “Nas sessões especiais que iremos realizar entre novembro e dezembro, esses sentimentos serão ainda mais valorizados, através de algumas canções natalinas que iremos cantar com as crianças”, finaliza Priolli.

Pinochio, o musical, sábados, domingos e feriados, ás 18:30.Até 16 de dezembro.60 a inteira e 30 a meia.

“PINOCCHIO, o Musical” inicia temporada no Rio de Janeiro, a partir de 03 de novembro de 2018, sempre aos sábados, domingos e feriados, às 18h30, no Teatro Vannucci, Shopping da Gávea – Rio de Janeiro/RJ.

Com roteiro adaptado de um dos maiores clássicos de todos os tempos, o espetáculo teatral infantil “PINOCCHIO, o Musical” traz uma releitura contemporânea, que despertará interesse das crianças pela abordagem de temas relacionados a educação, respeito, obediência aos pais, tudo de uma forma lúdica, bem humorada e emocionante.
“Como inovação no mercado de peças infantis, trouxemos toda a ambientação em projeção mapeada, trazendo realidade virtual e imagens animadas, desenvolvidas por um dos profissionais mais renomados do mercado”, salienta o diretor Luiz Marcelo Legey.
“Após uma extensa pesquisa, estamos produzindo um musical com roteiro adaptado de um dos mais tradicionais contos infantis, trazendo cenas e diálogos contemporâneos, além de reunir uma equipe comprometida com o objetivo da peça, trazendo muita diversão e uma experiência audiovisual incrível”, reforçam as diretoras e roteiristas Ana Ferguson e Solange Bighetti.

                                                 Teatro CCBB:
Natal brasileiro.Entrada franca. 

O CCBB Rio apresenta “Natal Brasileiro” de 8 a 23/12 com programação que inclui contação de história, apresentação do Coral Centro de Música Jim Capaldi e a peça “Noite Feliz” da Cia Pequod. Atividades gratuitas para a família inteira celebrar o Natal em clima de paz e confraternização.
NATAL BRASILEIRO 2
Nos dias 8 e 9 (sábado e domingo), às 18 horas, o contador de histórias Joaquim de Paula conta em 50 minutos a saga de um grupo de pastores que, ao saber do nascimento de Jesus, resolve peregrinar até o local para lhe homenagear em “Uma árvore para o Natal”. A viagem vira uma aventura, pois se perdem no caminho. Quando chegam em uma pequena gruta em Belém, constroem uma torre no formato de árvore e depositam os muitos presentes arrecadados em oferecimento ao nascimento de Jesus. O evento acontecerá na sala 26, no 4o andar do CCBB.
Nos dias 15 e 16, às 18 horas,Ilana Pogrebinschi apresenta “Contos de Paz”, histórias com o espírito natalino e que de maneira lúdica falam da fraternidade entre os seres humanos, os reinos da natureza e a esperança de um mundo melhor. A contadora utiliza bonecos, música e a participação do público que, no último conto, será personagem da história. Canções natalinas tradicionais serão tocadas ao violão e flauta transversa. O evento terá duração de 50 minutos e será realizado na sala 26/4º andar.
O Coral Centro de Música Jim Capaldi, formado por crianças e adolescentes moradores de comunidades cariocas e integrantes do projeto social da Fundação São Martinho apresentará canções natalinas populares na rotunda do CCBB, às 14 horas nos dias 22 e 23 (sábado e domingo). O grupo se apresentou recentemente no show do Roger Waters, quando fez coro em “Another brick in the wall”, sucesso do Pink Floyd.
A peça “Noite Feliz”, um musical que usa o teatro de bonecos para contar a história do nascimento de Jesus, será apresentada pela Cia Pequod, às 16 horas, nos dias 22 e 23 (sábado e domingo), no Teatro I.  Músicos e cantores interpretam canções criadas especialmente para o espetáculo que narra os fatos desde o casamento de Maria e José até a fuga da Sagrada Família para o Egito, sempre com graça e leveza. Nesta remontagem específica para a programação no CCBB, o humor é o elo entre as referências culturais da época e alguns aspectos atuais de cultura pop.
Já a Cia do Solo apresenta nos dias 22 e 23 (sábado e domingo), às 18 horas, duas histórias: “Pastoril Brincantes” e “A menina da Caixa de Fósforos”. A primeira narra o nascimento do menino Jesus inspirada no pastoril, folguedo popular de origem portuguesa e bastante difundido no nordeste brasileiro. Utiliza instrumentos musicais como violão, cavaquinho, acordeon e percussões diversas enquanto dois contadores dividem a narrativa por meio da palavra, do canto e de belíssimas imagens em nanquim da ilustradora Fran Junqueira.
A segunda história apresenta o conto do escritor Hans Christian Andersen sobre uma menina que tenta vender fósforos na noite de Natal, mas só recebe desprezo e indiferença dos transeuntes até que decide usar o calor da imaginação para conseguir tudo que deseja. A encenação tem duração de 50 minutos e ocorrerá no 4º andar – sala 26.
08, 09, 15, 16, 22 e 23/12 (sábados e domingos)
Contação de histórias: Em Cantos e Contos de Natal – Sala 26 – 4º andar – 18h
22 e 23/12 (sábado e domingo)
Coral Educagente – Rotunda – 2º andar – 14h
Espetáculo “Noite Feliz” (Cia Pequod) – Teatro I – térreo – 16h

Contos partidos de amor,sábados às 16 e 19h, até 16 de dezembro. 30 a inteira e 15 a meia.

Quatro pessoinhas amorosas e ciumentas revelam ao público suas verdades sobre as relações humanas. Por meio de diálogos bem humorados, dança e música, a peça infantojuvenil apresenta canções e contos originais livremente inspirados na obra de Machado de Assis.

Nenhum comentário