Novidades

[News]Dia Nacional do Voluntariado: como realizar de forma simples, consciente e transformadora

Dia Nacional do Voluntariado: como realizar de forma simples, consciente e transformadora
No Brasil, existem cerca de sete milhões de voluntários, de acordo com o IBGE. Confira 10 ideias de ações e dicas práticas para se voluntariar

Contribuir para a construção de um mundo melhor é a premissa do voluntariado, que se tornou ainda mais valorizado neste momento de crise econômica e sanitária, consequência da pandemia de Covid-19. No Brasil, existem cerca de sete milhões de voluntários, de acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Comemorado nacionalmente em 28 de agosto, o Dia do Voluntariado vem para registrar a importância da solidariedade e da ação voluntária na sociedade. 

Mas, como realizar de forma simples, consciente e transformadora? O primeiro passo é refletir sobre qual tema e com qual público gostaria de atuar. “Depois, é recomendado mapear instituições que trabalhem com o tema escolhido, que podem ser organizações da sociedade civil, escolas públicas, ou outros espaços, assim é possível identificar as oportunidades de atividades voluntárias”, explica a consultora do Conexão Trabalho, especializada em voluntariado empresarial, Roberta Rossi.

Ao procurar uma atividade voluntária, é importante que a pessoa interessada reflita sobre quais seus valores, sua disponibilidade de tempo, quais são suas habilidades e quais atividades gostaria de realizar. As ações podem ser individuais ou coletivas, presenciais ou on-line. “São várias as possibilidades para uma ação voluntária, mas, em todas elas, o ingrediente fundamental é a escuta. Qualquer ação social se potencializa com a troca e saber ouvir genuinamente o que o outro está dizendo, sem julgamentos, respeitando valores, culturas e realidades diferentes da sua, é fundamental”, ressalta Roberta.

Voluntário há mais de 20 anos, o analista de suporte Joferson Marrão Ferreira percebeu ainda criança a importância do voluntariado. “Quando era criança, recebi a doação de materiais escolares por parte dos bombeiros e isso ficou no meu coração. O voluntariado é uma oportunidade de transformar o lugar que a gente vive”, conta. 

Membro do comitê de voluntariado do Itaú em São Paulo (SP), Joferson participará de duas ações no dia 28. A primeira é o “Drive-thru da Sustentabilidade”, quando serão arrecadados itens de metal e plástico (tampinhas, talheres, panelas, latas, lacres de alumínio, entre outros). As vendas dos materiais serão revertidas para um centro de educação infantil e para uma organização que cuida de animais abandonados. A segunda é a doação de equipamentos usados de informática para jovens de uma comunidade no bairro Penha, na Zona Leste.  

Para a coordenadora de Engajamento Social e Leitura do Itaú Social, Dianne Melo, o voluntariado é a possibilidade de fazer a diferença para a sociedade que desejamos. “Todos nós que vivemos em um mundo tão desigual sabemos como é um desafio enorme olhar para uma população que não têm as mesmas oportunidades de acesso à educação, à cultura, esporte, saúde e lazer. É por isso que a mobilização social é tão importante. É o nosso reconhecimento enquanto cidadãos conscientes destas dificuldades e do nosso papel nesta sociedade”, destaca.

As atividades de voluntariado podem ocorrer em diversas  áreas, como  educação, cultura, esportes, saúde ou meio ambiente. A engenheira de Tecnologia da Informação Catarina Tomiko Yamaguchi se identifica mais com educação. Voluntária desde 2005, vai liderar uma ação em comemoração ao Dia Nacional do Voluntariado.  No dia 27 de agosto, com o objetivo de incentivar o amor à natureza, junto com outros voluntários do Itaú, fará o plantio de orquídeas no CEI (Centro de Educação Infantil) Nazir Miguel, localizado no Brás, em São Paulo (SP). A ação vai beneficiar cerca de 80 crianças matriculadas. A ideia é salvar as plantas que seriam descartadas depois que as flores murcham e ensinar as crianças e colaboradores como cuidá-las. A atividade terá a parceria do Instituto Amigos da Praça.

“São muitas possibilidades existentes para se engajar, mas é preciso lembrar que uma vez que você se responsabiliza por uma atividade, terão pessoas contando com você. Ter compromisso é essencial”, considera Roberta, que é uma das instrutoras do curso “Voluntariado e sociedade: conhecer para transformar”, disponível gratuitamente no ambiente de formação Polo

10 ideias práticas de voluntariado
  1. Ler para crianças, idosos e pessoas com deficiência visual;
  2. Contar histórias (ao vivo ou em vídeos);
  3. Criar bibliotecas e organizar campanhas de arrecadação de livros;
  4. Ministrar aulas ou palestras (exemplos: português, matemática, línguas, informática, gestão, finanças etc.);
  5. Realizar oficinas variadas (ex.: música, artesanato, costura, recreação etc.);
  6. Organizar workshops com temas aderentes ao perfil de cada público (ex.: educação financeira, consumo consciente, planejamento familiar etc.);
  7. Realizar atividades esportivas em escolas e eventos locais, inserindo assim práticas esportivas na rotina de crianças, jovens e adultos;
  8. Organizar gincanas, corridas e competições variadas;
  9. Organizar campanhas para reciclagem de materiais específicos como garrafas pet, lacres, latinhas, lixo eletrônico, óleo de cozinha, entre outros;
  10. Realizar mutirões de limpeza e arborização de ruas, praças, praias, rios e lagos.
Fonte: Curso Voluntariado e sociedade: conhecer para transformar/Itaú Social
 
Dicas práticas
 
Ouvir
O processo de escuta é muito importante para que você entenda não só as necessidades, mas também as potencialidades daquela organização e público.
 
Alinhar expectativas
Momento de transparência, de deixar claro o que cada parte espera da outra e de definição de objetivos claros.
 
Planejar
Construir conjuntamente um bom planejamento para as ações.
 
Criar uma relação de confiança
A troca de competências e experiências entre comunidades, voluntário e empresas fortalece o desenvolvimento social.
 
Fonte: Curso Voluntariado e sociedade: conhecer para transformar/Itaú Social
 
Benefícios para o voluntário
 
Traz a oportunidade de aprender com os outros
Estimula a capacidade de trabalhar com diferentes culturas, pessoas e opiniões. Existe muita riqueza na diversidade! 
 
Desenvolve competências e habilidades
Já pensou em desenvolver uma habilidade de forma prática, que no seu dia a dia ainda não tenha tido a oportunidade? Liderar um time, falar em público, desenhar um projeto, cantar uma música, interpretar uma história, são várias as possibilidades!
 
Amplia a visão de mundo
Muitas vezes vivemos dentro de uma bolha e não nos damos conta disso, o voluntariado te convida a sair da zona de conforto, conhecer experiências e realidades diferentes das suas! 
 
Gera sensibilidade para desafios globais e locais
Infelizmente, temos muitos problemas a serem enfrentados e às vezes estes desafios são tão grandes que nos sentimos distantes de possíveis respostas. Atuar como voluntário mostra que é possível provocar mudanças e que coletivamente somos fortes para alcançar soluções necessárias e inovadoras! 
 
Desenvolve lideranças 
Movidas pela causa em que estão atuando e pelo desejo de fazer acontecer, muitas pessoas se descobrem líderes. 
 
Favorece a inovação com a busca de soluções em outros contextos
Imprevistos? Acontecem. Dificuldades? Serão encontradas. Ser voluntário envolve buscar soluções criativas e estar aberto para novas ideias. 
 
Fomenta integração e trabalho em equipe
O trabalho voluntário propicia o relacionamento com outras pessoas e isto pode ser muito rico tanto do ponto de vista pessoal quanto profissional. 
 
Traz satisfação e bem-estar 
São várias as pesquisas que mostram o retorno pessoal obtido ao realizar uma ação voluntária. Satisfação, gratificação pessoal, sentir-se útil são os principais benefícios apontados.
 
Fonte: Curso Voluntariado e sociedade: conhecer para transformar/Itaú Social

 

Nenhum comentário