Novidades

[News]Momento de ouro do podcast

Momento de ouro do podcast


Plataforma Gente reúne Renata Lo Prete, Mônica Mariotti e Stephan Habergritz, para debater sobre as possibilidades de produção, distribuição e monetização do formato


Em plena era digital, as pessoas estão se conectando cada vez mais com o áudio. E se no passado era o rádio, o formato hoje é o podcast. Recente pesquisa da Voxnest, empresa americana especializada em tecnologias para a indústria de áudio, mostra que no Brasil, entre Janeiro a Maio de 2020, houve aumento de 103% no número de produção de podcasts. Segundo o Ibope, 50 milhões de brasileiros já ouviram podcast - o equivalente a cerca de 40% dos internautas do país - e desse total, 16 milhões escutam diariamente. A pesquisa Bus Podcast, de julho de 2019 mostrou que 45% dos ouvintes gastam entre 31 minutos e 2 horas ouvindo podcasts cada vez que acessam um episódio.


É para refletir sobre as possibilidades de formato, produção, distribuição e monetização, que Ju Wallauer recebe Renata Lo Prete, âncora do Jornal da Globo e apresentadora do podcast O Assunto; a jornalista Mônica Mariotti, coordenadora de podcasts do G1; e o head of ad sales & brand solutions na Deezer, Stephan Habergritz, no novo episódio do Gente Conversa, da Plataforma Gente. Para ouvir clique aquihttps://gente.globo.com/gente-conversa-ep15-podcasts-os-desafios-e-as-oportunidades-da-vez.


Formato em franca expansão no mundo todo, o podcast vem atraindo a atenção de personalidades, artistas, desconhecidos e até da ex-primeira dama dos EUA, Michelle Obama. “Os números não param de crescer.  É uma extensão valiosa para se conectar com a audiência, temos mais marcas e outras entidades que não falavam em podcast e passaram a citar. A retenção do ouvinte é incrível, pois as pessoas decidiram parar e escutar o programa, é o consumo consciente do som. Ele é o produto da manhã, tarde e noite, que pode ser ouvido em qualquer lugar e em qualquer meio”, analisa Stephan Habergritz.


Já a jornalista Renata Lo Prete fala da sua relação com o aúdio. “O aúdio entrou na minha vida profissional já como podcast. Mas minha ligação é antiga, meu pai nos acordava com o rádio tocando. Eu acredito que o sucesso desse formato se deve ao fato dele poder ser consumido por pessoas multitarefas, ainda mais dentro da realidade pandêmica. Eu também ouço muito dos ouvintes que o podcast funciona muito como companhia - ainda mais para quem está sozinho durante essa pandemia”, relata Lo Prete.  PR/Rafela

Nenhum comentário