21 setembro 2018

[Resenha] Preciso Saber


Sinopse: Uma analista da CIA deverá escolher entre o amor de sua família e o juramento feito a seu país Vivian Miller é uma agente do departamento de contrainteligência da CIA, e sua tarefa é desvendar células infiltradas de inimigos russos em solo americano. A dedicada analista está muito próxima de receber a tão esperada promoção, depois de desenvolver um método revolucionário para ajudar na identificação de agentes secretos da Rússia.
Ao conseguir acesso ao computador de um potencial agente russo, Vivian descobre uma pasta de conteúdo altamente confidencial: os inimigos estariam, de fato, vivendo em pleno solo dos Estados Unidos, passando-se por cidadãos comuns. Clique após clique, no entanto, Vivian se depara com uma verdade de consequências avassaladoras, capaz de colocar em xeque tudo o que ela mais ama.

O que eu achei?
Em Preciso Saber vamos conhecer a história de Vivian, uma agende da CIA que trabalha tentando infiltrar computadores dos Russos que estão a cerca dos Estados Unidos. Não sendo uma tarefa fácil, ela trabalha dia após dia em sua missão até que finalmente ele tem sucesso e consegue invadir o sistema de um dos chefes russos. Nesse sistema ela vai encontrar algo que ele anão gostaria de saber, que em uma pasta que identifica o nome de cinco infiltrados nos EUA, um desses é o seu marido.

Não se preocupe, isso não foi um spoiler. Acredite, vem coisa muito pior em seguida, mas daí você consegue entender o quão louca vai ficar a situação e Karen Cleveland não facilita a vida para nosso coração de leitor. Falar da história é uma tarefa muito delicada porque qualquer detalhe minucioso vai te entregar algo que você precisa descobrir lendo para que sua experiência com o livro seja mais intensa ainda.

Preciso Saber é aquele tipo de livro que tem uma premissa fantástica e a autora consegue tecer uma linha de narrativa maravilhosa que a cada página você fica mais cativado e desesperado por resposta. Mesmo já temos visto outras histórias sobre agentes secretos e a guerra Estados Unidos X Rússia, esse foi um livro que mais consegui fluir a história sem pausas e completamente sem clichês.

Com sua narrativa em primeira pessoa, vamos sentir na pele o que passa na cabeça de nossa protagonista e você carrega uma dezena de dúvidas durante todo o livro. Seria o certo ela entregar o marido para as autoridades americanas e ao mesmo tempo arruinar sua família? Ela deveria sentar e tentar conversar com ele para saber o lado dele na história? A trama nos deixa questionamentos durante todo o tempo e isso foi o que mais me deixou alucinado por essa história. 

O livro tem uma diagramação ótima, mesmo eu sendo uma pessoa que não é muito chegada em narrativas em primeira pessoa, fui levando sem nenhum problema a trama de Vivian e tive um final muito satisfatório. Além da facilidade de leitura, vale ressaltar que o livro será adaptado para os cinema com ninguém menos que Charlize Theron.


Por Leonardo Alves

Nenhum comentário

Postar um comentário