01 junho 2018

[Resenha] Ondas Poéticas

https://skoob.s3.amazonaws.com/livros/563581/ONDAS_POETICAS_1455486548563581SK1455486548B.jpg Sinopse: Neste mar de inspirações, navegam poetas e poetisas, nossas Ondas Poéticas, que nos tocam com sua sensibilidade e vida. Este livro é um hino livre, oriundo de cantos marítimos, que nos chegam encantando. declarada e imensamente, o nosso coração...



O que eu achei?
Nesta coletânea, nos deparamos com a alma expressa na forma de arte mais clássica existente: a poesia.

Usando o título a meu favor, as poesias nos faz navegar pela alma e pelos olhos de cada um dos poetas; vemos, sentimos e entendemos, a compreensão de cada um acerca da vida, do amor e do visão de si mesmo.

A poesia é livre neste livro, seguindo apenas o gosto daquele que a escreve, onde não importa métrica, melodia nem nada mais a não ser expor aquilo que precisa ser exposto; aquilo que anseia por ser dito (ou melhor, escrito). Pois para isto que serve a poesia: expressar em palavras escritas o que nenhum outro sentido consegue exprimir.

Há poesias que mais parecem cartas, tanto destinadas a si mesmo quanto para aquele ser amado; há as reflexivas, que nos faz ver as questões abordadas através dos olhos do escritos; há religião e suas dádivas; há amor às terras onde nasceram. Há também muita poesia sobre amor e relacionamento – o que não pode faltar –, que são as mais explícitas e desmedidas (no tocante sentimento), assim como o próprio amor deve ser.

No geral, é um ótimo livro para quem quer começar no mundo dos poemas e poesias (tanto para quem quer ler e/ou escrever), mas para aqueles já acostumados com o gênero, e principalmente aqueles que admiram a métrica clássica, o livro pode não ser tão atrativo – seria mais um interlúdio para estes.

Mas isto é poesia! É pessoal, passional, onde, para muitos, medidas e limites não cabem, e, desnudar-se em poesia, é o único meio de se sentir completo.



Por Irlan Silva
 

Nenhum comentário

Postar um comentário