Novidades

[News] Do Top Chef Brasil ao tapete vermelho da gastronomia brasileira

O Chef Antonio Filho, o Tony, como ficou nacionalmente conhecido após sua participação na primeira edição do reality gastronômico TOP CHEF BRASIL, foi indicado ao Prêmio Nacional Dolmã 2020, o reconhecimento de maior destaque da gastronomia brasileira. Tony concorre a estatueta nacional representando a região Sudeste, na corrida junto a outros quatro nomes da gastronomia: Lui Veronese, Deocleciano Brito, Mãe Neide e Rodrigo Bernardes.

Em 2015, Tony concorreu na categoria Estadual, por São Paulo, ao lado de nomes como Pedro Roxo e Rodrigo Oliveira. O Chef venceu na votação dos internautas. Depois, conquistou os votos da Comissão de Pesquisa, resultando em sua vitória. Já em 2018, a indicação foi na categoria Nacional, a premiação mais importante da gastronomia no Brasil. No ano passado, representando novamente o Sudeste, Tony não conseguiu estar presente na premiação, pois já estava nos preparativos para o início das gravações do TOP CHEF BRASIL.

Além do Dólmã, Tony ganhou, em 2016, o Título de Chef Embaixador da Gastronomia Paulistana. Também participou do Enchefs Brasil Manaus e, em 2017, fez parte da comissão julgadora do Enchefs Brasil Fortaleza. Em 2018, esteve no júri técnico do Enchefs São Paulo e, em 2019, no júri técnico do Enchefs profissionais Rondônia, quando apresentou uma aula show para dezenas de pessoas.

Idealizado por Geraldo Guerra Jr e coordenado por Ingrid Abs, o Prêmio Dólmã tem como objetivo a valorização da gastronomia regional e o reconhecimento dos profissionais da área no Brasil. O evento anual é realizado sempre em um Estado diferente. Neste ano, será em Piauí, cuja cerimônia de premiação acontecerá no dia 28 de março.

Trajetória e planos
Nascido em Jequié, na Bahia, Tony morou na cidade de Jitaúna, Bahia, e foi para São Paulo com 14 anos de idade com o objetivo de fazer faculdade de Direito. Aos 17, conseguiu seu primeiro emprego com carteira assinada, como vendedor de uma loja de roupas em um shopping paulista. Após dois anos, ao descobrir sua vocação para a gastronomia, foi trabalhar como ajudante de cozinha em uma churrascaria, ganhando quatro vezes menos do que na loja. Meses depois, foi contratado pelo Grupo LC Restaurantes, de refeições coletivas, onde está até hoje, aos 38 anos.

Iniciou como ajudante de cozinha e logo passou a assumir cargos de responsabilidade. Hoje, Tony é Chef de cozinha/supervisor da LC Restaurantes, estando à frente da área de gastronomia do Grupo. É responsável por eventos, treinamentos, implantações de novas unidades, workshops e cookshow, especialmente para o Grupo Pão de Açúcar, um dos principais clientes da LC. Em 2013, Tony teve a oportunidade de atuar com o Chef francês Alain Poletto, aprendendo uma série de técnicas da gastronomia. As próximas metas são abrir seu próprio restaurante e lançar um livro com receitas regionais do Projeto Raízes, com objetivo de se tornarem referência nas cozinhas de Carapicuíba, na região metropolitana de São Paulo.

“Para quem atua em um segmento diferente, como o de refeições coletivas, é muito mais difícil ganhar notoriedade. Sempre quis quebrar esse paradigma e mostrar que os profissionais de restaurante corporativo merecem ter os mesmos reconhecimentos do que aqueles que atuam em restaurantes comerciais. Obter tantas conquistas é a prova de que estou no caminho certo”, comemora Tony.



Nenhum comentário