Novidades

[Nerds & Geeks] Teoria da conspiração da morte de Marilyn Monroe

Uma das maiores celebridades do século XX, Marilyn Monroe teve uma morte contestada até hoje. Embora a versão oficial e a maioria acredite que tenha sido suicídio,existem uma teoria que aponta que possa ter sido assassinato. 
 Analisemos os fatos:

1) Ela foi encontrada morta no quarto de sua mansão em Brentwood,município da Califórnia,pela empregada Eunice Murray e pelo psiquiatra Ralph Greenson. Ela morreu na noite do dia 4 de agosto de 1962 mas seu corpo só foi encontrado antes do amanhecer do dia 5. Parecia uma morte por overdose de barbitúricos mas alguns próximos à atriz afirmaram que ela estava em uma boa fase, assinando contratos para novos filmes (o que não era verdade porque ela tinha acabado de ser demitida do filme Something´s got to give devido à várias divergências com a equipe de produção).Além disso, uma carta de seu ex-marido, Joe DiMaggio foi encontrada em uma agenda insinuando que eles estariam reatando o relacionamento. 

2)Apesar dos dois terem encontrado o corpo de Marilyn por volta de meia-noite, a polícia só foi notificada por volta das 4h.Os primeiros policiais que entraram no quarto acharam tudo muito estranho porque parecia uma encenação.Ela até segurava um telefone! Tinha um frasco de remédios vazios mas sem nenhum copo. Como Marilyn teria engolido 40 comprimidos a seco?



3)Tanto Greenson quanto Murray deram depoimentos confusos e se contradisseram várias vezes.Primeiro disseram que demoraram a chamar as autoridades porque queriam avisar a 20th Century Fox primeiro.Em outra versão,a empregada afirmou que teria visto a luz do quarto acesa às 3h e teria chamado Greenson, que teria arrombado a porta do quarto às 3:50, verificado seu pulso e constatado que ela estava morta e só então chamado a polícia.

4)O corpo da atriz estava tão bem arrumado na cama que parecia que ela estava dormindo.O legista Theodore Curphey chegou a dizer que se ela realmente tivesse tomado uma dose de barbitúrico, ela teria sentido dor e seu corpo estaria todo contorcido.Sem contar que não havia nenhum vestígio de vômito no quarto e não encontraram nenhum resquício de tinta amarela, a cor das pílulas dos barbitúricos Nembutal (usado em eutanásia) e pentobarbital (normalmente usado como antiespasmódico,hipnótico e sedativo) ingeridos.



5) Um dos primeiros suspeitos foi John F. Kennedy,o presidente americano da época que tinha um caso com Marilyn. Ela deixou escapar em uma entrevista que mantinha um ¨little red book¨ (pequeno livro vermelho), um espécie de diário em que anotava confissões de JFK sobre a CIA, inclusive até um plano de matar o ditador cubano Fidel Castro!O historiador de Hollywood Bill Birnes revelou em um podcast que ela teria ameaçado Robert Kennedy, irmão do presidente em revelar publicamente em dizer que a CIA tinha planos de matar Fidel.
O cantor Fabulous Gabriel,autor de Marilyn Monroe: The Lost Diary, foi entrevistado pelo podcast e contou sobre a existência do diário-que não foi visto desde a morte dela.

De acordo com o detetive Milo Speriglio,a última pessoa que viu o diário foi o legista-chefe Lionel Grandson,que diz-se ter assinado o atestado de óbito de Marilyn sob pressão.

6) Normal Jeffries,um empregado de Marilyn e genro de Eunice,afirmou ter visto Robert Kennedy e dois homens de maletas pretas perambulando ao redor da mansão mais cedo no dia da morte dela.Às 21:30, o trio supostamente expulsou os demais funcionários e saiu uma hora depois.

7) Outro suspeito era o cantor Frank Sinatra, que era apaixonado por Marilyn. Ele queria se casar com ela mas seu advogado lhe disse que era melhor evitar porque ele não iria querer ficar conhecido como o marido após o suicídio dela porque ela iria acabar se matando e ele ficaria mal na fita.

Existe uma teoria que diz que durante um jantar com esse cantor,Patricia Kennedy, irmã de Robert e JFK e o mafioso Sam Giancana,Marilyn teria sido embriagada e estuprada por garotos de programa.Giancana supostamente teriam tirado fotos e ameaçado divulgar as imagens caso ela não se afastasse dos Kennedys.Joe Di Maggio, o primeiro marido da atriz, teria planejado o funeral de Marilyn e de acordo com alguns boatos, proibiu a entrada de Frank Sinatra e dos Kennedys no velório dela.



8)Outro boato dizia que a máfia tinha conseguido o primeiro papel de Marilyn em Hollywood e que ela tinha um caso com um assistente de Sam Giancana-gângster líder da organização Chicago Outfits.Mas a pedido dele e dos Kennedys,cinco mafiosos teriam assassinado-a introduzindo as substâncias lentamente (para evitar deixar marcas)via anal.

  Alguns fatos que desmentem:

-Ela já tinha tentado se suicidar 4 vezes antes.

-Marilyn era famosa por suas oscilações de humor.

-Ela tinha acabado de ser demitida do filme Something´s got to give, tendo assim mais um motivo para ficar deprimida e desistir de tudo.

-A atriz realmente tomava alguns remédios via anal, o que justificava a ausência de copos ou de vestígios de pílulas no estômago.

-A overdose de barbitúricos pode ter sido um acidente. De acordo com a biografia dela,é possível que tenha havido uma falha na comunicação entre Greenson e outro médico que havia passado a tratar a atriz, Hyman Engelberg. Greenson teria prescrito hidrato de cloral e Engelberg, pentobarbital, um não teria notificado o outro e a mistura foi fatal.

-Jeffries pode ter inventado a história da visita de Robert Kennedy para livrar sua tia Eunice,que, por nervosismo, se contradizia toda hora nos depoimentos.

   
               E o quê vocês acham? Teria Marilyn se matado, foi morta ou foi um acidente?

Seja lá o que tenha acontecido, descanse em paz, Marilyn. Você sempre será um ícone!  



Nenhum comentário