Novidades

[News] Emma e as cores da vida, longa de Sílvio Soldini,estreia dia 27 de dezembro nos cinemas


Teo é um mulherengo publicitário que divide seu tempo entre a amante, a namorada e a elaboração de mentiras. Um dia seu caminho cruza com o de Emma, uma osteopata cega, e o que começa como mais um mero jogo de sedução se transforma numa relação inesperadamente íntima.

Silvio Soldini 
Seu primeiro filme, Paesaggio Con Figure, um media-metragem 16mm, recebeu elogios da crítica e público quando participou de festivais italianos e internacionais.

Soldini começou a realizar documentários em 1985 e em 1990 lançou seu primeiro longa-metragem de ficção, L'aria Serena Dell'ovest, exibido no Festival de Locarno e no Festival de Annecy, onde recebeuo Grande Prêmio do júri. O filme também participou de diversos festivais internacionais como Montreal, Rotterdam, "New Directors New Films" at the Moma in New York. O romance Un'anima Divisa In Due, foi lançado em1993 e selecionado para o Festival de Veneza, onde ganhou r prêmio de melhor direção.

Em 1997 lançou o drama Le AcrobatenaQuinzena dos Realizadores do Festival de Cannes e participou dos Festival de Locarno e do San Francisco International Film Festival. Foi premiado no Rencontres Internationales de Cinéma em Paris e o Grolla d'Oro, prêmio do cinema italiano para a atriz Valeria Golino, protagonista do filme. Vendido em todo o mundo, Pão e Tulipas(2000), foi unanimidade de crítica e público. No Brasil, o longa foi lançado pela distribuidora Mais Filmes em 2001, permanecendo em cartaz por um ano.

Agata e La Tempesta(2004), com Licia Maglietta e Giuseppe Battiston, marca seu retorno às comédias depois de Pão e Tulipas. E em 2007, comBrucio Nel Vento, longa baseado no romance Ontem, deAgota Kristof’, foi indicado a diversos prêmios internacionais. Também em 2007, levou ao Festival de Roma Giorni E Nuvolee levou o David di Donatello (prêmio máximo do cinema italiano) de melhor atriz coadjuvante e melhor atriz, respectivamente para Alba Rohrwacher e Margherita Buy, que foi premiada também no Festival Internacional de Cinema de Moscou.  Cosa Voglio Di Più, de 2010, foi selecionado para o festival de Berlim. Todos estes filmes foram lançados no Brasil.

Em 2012 lançou a comédia Il Comandante e La Cicogna, e em 2016 o documentário Il Fiume Ha Sempre Ragione.

Emma e as Cores da Vidaé seu décimo longa-metragem.

Valeria Golino

Logo no começo de sua carreira, em 1986, a italiana Valeria Golino recebeu o prêmio de Melhor Atriz no Festival de Veneza, por seu papel no filme de Francesco Maselli, A Tale of Love.

Sua carreira passou a ser internacional com seu papel em Rain Man, de Barry Levinson (1988), Hot Shots!e Hot Shots! 2, de Jim Abrahams (1991 e 1993), Respiro, de Emanuele Crialese, Atrizes, de Valeria Bruni Tedeschi (2007), e Capital Humano, de Paolo Virzi (2013).

Em 2013 ela dirigiu seu primeiro filme, Miele, exibido no Festival de Cannes na seção Un Certain Regard e recebeu o prêmio do Júri Ecumênico do evento. Recentemente ela apareceu em Per Amor Vostro, de Giuseppe M. Gaudino, quando ganhou o prêmio de Melhor Atriz no Festival de Veneza.

Atualmente ela está trabalhando em seu segundo longa.

Adriano Giannini

Filho do ator Giancarlo Giannini, Adriano começou a traballhar no cinema muito jovem, como assistente de câmera, chegando a filmar com Giuseppe Tornatore, Ermanno Olmi, Anthony Minghella. Seu primeiro trabalho como ator aconteceu em 2001, no filme Alla rivoluzione sulla due cavalli, de Maurizio Sciarra.

Trabalhou com Guy Ritchie no papel protagonista do filme Swept away, ao lado de Madonna.
Sua carreira alterna entre cinema e televisão, com participação em Le conseguenze dell’amore, de Paolo Sorrentino, Ocean’s twelve, de Steven Soderbergh, Baciami ancora, de Gabriele Muccino, Dolina, de Zoltan Kamondi, Black Gold, de Jean Jacques Annaud e Per amor vostro,de Giuseppe Gaudino. Todos exibidos no Brasil.

Na televisão trabalhou com os irmãos Taviani em Luisa SanfeliceMissing,ao lado de Ashley Judd, e em duas temporadas de In treatment, de Saverio Costanzo.

Dirigiu seu primeiro curta Il Gioco, baseado no romance de Andrea Camilleri, atuando também como produtor e roteirista. Recentemente terminou seu segundo curta, Sarà per un’altra volta.

EMMA E AS CORES DA VIDA (Il Colore nascosto delle cose)

Itália | 2017 | 115 min

Direção: Silvio Soldini

Roteiro: Davide Lantieri, Doriana Leondeff, Silvio Soldini

Fotografia:Matteo Cocco

Edição: Carlotta Cristiani, Giorgio Garini

Música: Gianluigi Carlone

Elenco: Valeria Golino, Adriano Giannini, Arianna Scommegna, Laura Adriani, Anna Ferzetti

Distribuição:Arteplex Filmes


Nenhum comentário