27 abril 2018

[Primeiras Impressões ] 3%

3% retornou com um bom índice de mistério, ação e novos personagens necessários para se compreender o A.P (antes do processo) e o D.P ( depois do processo 104).
O ciclo A.P é apresentado no momento de conclusão do projeto do Maralto pelo trio fundador ( representados pelos atores Fernanda Vasconcelos, Maria Flor e z) e em seguida com o despertar de Michele e boas vindas do casal fundador... espera mas não era um trio ? (Primeiro grande mistério de captação do público).
Na temporada um todos podemos sentir um pouco qual era esse sonho de ser um dos 3% aprovados no processo e uma parte das dificuldades da vida dos candidatos antes da grande chance, agora nós somos aprofundados entre a discrepância social dos selecionados e dos descartados (fome, água suja para tomar banho e condições precárias de habitação em contraste com todo o luxo e conforto dado aos aprovados) sendo esse contraste tão presente no nosso dia a dia no mundo onde muitos possuem quase nada e poucos têm tudo de bandeja, característica essa que transforma 3% de uma simples distopia a um nível de conteúdo para abordagem e estudo da sociedade atual ( ficcional ou real).

E o que aconteceu com os personagens do processo 104?

Joana : está sendo procurada por assassinado e vivendo como fugitiva. Tenta estabelecer uma relação com os membros da resistência não só como método para salvar a si mesma, mas como uma forma de explodir o sistema.

Michele: Parece ter se adaptado muito bem ao sistema do Maralto (apos passar por um processo de readequação) por fora, internamente a personagem permanece rebelde e isso desperta as atenções de Ezequiel e Rafael. E o irmão dela? Ele realmente está vivo? (Naaaao sei kkk).

Rafael/Thiago: A vida no Maralto nunca lhe pareceu tão perfeita ( será?) O personagem segue manipulador, egoísta e sendo uma ameaça constante a Michele ao chantageá-la lembrando que ela não pertence aquele lugar (muito menos ele).

Fernando: "Causa, Processo, Milícia e Igreja é tudo a mesma merda" é a fala inicial do personagem nessa nova temporada e que traz o espírito de revolta e desacreditação que tomaram conta dele ao final da temporada passada. Fernando está morando nas ruas e passando por uma grande fase de dificuldades internas e externas.

Ezequiel: Segue a encargo do processo de seleção dos 3% merecedores, ainda enfrentando problemas internos com o Conselho do Processo e correndo o risco de perder seu posto em um futuro breve. Mantém vigilância estrita sobre Michele que pode acabar se tornando o último prego no caixão dele caso o Conselho descubra o que aconteceu no processo 104.



Por Jaqueline Ribeiro

Nenhum comentário

Postar um comentário