Novidades

[News] Viabilizado pelo Curta!, ‘O Paradoxo da Democracia’, de Belisário Franca, estreia no Festival do Rio

“O Paradoxo da Democracia”, de Belisário Franca, terá três sessões no Festival do Rio dentro da Mostra Première Brasil Fronteiras. As sessões acontecem hoje, dia 11, às 19h, na Cinemateca do MAM, na quinta-feira; dia 12, às 20h, na Estação NET Rio 3; e na sexta, 13, às 14h, no Instituto Moreira Salles. Todas as sessões contam com ingressos à venda. 

O longa reúne pensadores respeitados em todo o mundo - como Jacques Rancière e J.C. Monedero -, que refletem, junto a pensadores brasileiros, sobre os dilemas que a democracia representativa de massas enfrenta na atualidade. Para o diretor Belisario Franca, “cada espectador poderá se perguntar sobre seus próprios sonhos, impasses e desilusões com a democracia”.  A produção estreia no canal Curta! em 2020.

​Sinopse: Na última década, democracias tão distintas quanto Brasil, Estados Unidos, França, Egito e Ucrânia foram tomadas por protestos de rua que tiveram como elemento unificador a insatisfação com a política tradicional. Governos caíram, pela força ou pela via eleitoral. Ainda assim, a crise continua viva e produzindo resultados que deixam o mundo inteiro perplexo. O documentário busca superar essa perplexidade, com a ajuda de intelectuais e atores políticos como Jacques Rancière, J.C. Monedero, Angela Alonso e Yascha Mounk.​

FILMES DO CURTA! NO FESTIVAL DO RIO

No ano em que comemora seus sete anos, o Curta! emplacou sete produções originais no Festival do Rio, que acontece entre 9 e 19 de dezembro. Os filmes foram viabilizados através do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), no âmbito do pré-licenciamento ao canal, e competem no evento na Première Brasil. Os documentários, inéditos na TV, são: “Gilberto Gil – Antologia Vol. 1”, de Lula Buarque; “Favela é Moda”, de Emílio Domingos; “Blitz, O Filme”, de Paulo Fontenelle; “Movimentos do Invisível”, de Flavia Guayer e Letícia Montes; “Banquete Coutinho”, de Josafá Veloso; “O Mês Que Não Terminou”, de Francisco Bosco e Raul Mourão, e “O Paradoxo da Democracia”, de Belisario Franca.  O documentário “Gil - Antologia Vol. 1” estreia com exclusividade no Curta! no próximo dia 23 de dezembro, e os demais em 2020.

Sobre o Curta!: 
O canal Curta! é um dos novos canais brasileiros da TV paga que mais aprovou projetos para financiamento pelo Fundo Setorial do audiovisual. Até agora foram financiados, para estreia no CURTA!, mais de 120 longas documentais e 800 episódios de 60 séries, atendendo à grade temática do canal: música, artes cênicas, metacinema, pensamento em humanidades, história política e sociedade.  

O Curta! pode ser visto nos canais 56 e 556 da NET e da Claro TV, no canal 75 da Oi TV e no canal 664 da Vivo, oferecido à la carte pela operadora. Siga o Curta! nas redes sociais: 
www.facebook.com/CanalCurta, https://twitter.com/canalcurta e www.youtube.com/user/canalcurta. Saiba mais em http://www.canalcurta.tv.br.


Nenhum comentário