05 setembro 2018

[News] Presídio também é lugar de poesia em ¨A vida em família¨



“Confesso que, só aqui, me sinto, realmente, eu mesmo” - uma das primeiras frases ditas pelo prefeito Filippo Pisanelli (Gustavo Caputo), da cidadezinha italiana Disperata, em cena inédita de “A Vida em Família” (La Vita in Comune). Para o estranhamento dos presentes, Pisanelli faz esse desabafo enquanto ensina poesia a um grupo de presidiários, dentro da cadeia local.  Para assistir, clique aqui.
O longa de Edoardo Winspeare - que estreia nesta quinta-feira, 6 de setembro, com distribuição da Pagu Pictures - foi um dos destaques da mostra Orizzonti do último Festival de Veneza, em 2017. No Brasil, teve exibições dentro da  8 ½ Festa do Cinema Italiano, que aconteceu em 12 cidades do país no início deste mês.

                       Sinopse
O filme retrata a vida cotidiana de Disperata, uma pequena cidade no sul da Itália. O sensível Filippo Pisanelli (Gustavo Caputo) se sente terrivelmente incompetente em seu papel de prefeito. É o amor pela poesia e a paixão pelas leituras que promove com os detentos da região que dão algum alívio a sua rotina. Na prisão, ele conhece Pati, um ladrão de galinhas também nascido em Disperata. O ladrão e seu irmão sonhavam em se tornar os chefes da máfia de Capo di Leuca, mas o encontro com a literatura muda tudo e uma amizade incomum surge entre os três.
Ficha técnica
Elenco: Gustavo Caputo, Antonio Carluccio, Claudio Giangreco, Celeste Casciaro, Davide Riso, Alessandra de Luca, Francesco Ferrante, Antonio Pennarella, Tommasina Cacciatore, Marco Antonio Romano, Salvatore Della Villa, Ippolito Chiarello, Fabrizio Saccomanno, Fabrizio Pugliese, Domenico Mazzotta, Giorgio Casciaro
Direção: Edoardo Winspeare
Roteiro: Edoardo Winspeare e Alessandro Valenti
Edição: Andrea Facchini
Direção de Fotografia: Giorgio Giannoccaro
Montagem: Sabrina Balestra
Produtores: Edoardo Winspeare, Gustavo Caputo e Alessandro Contessa
Assistente de Direção: Miguel Lombardi
Produção: Saietta Film with Rai Cinema
Coprodução: Banca Popolare Pugliese; Charles and Diane Adriaenssen; Tea Time Film
Distribuição: Pagu Pictures
Sobre a Pagu Pictures
Fundada em 2017 por amantes do cinema, a Pagu Pictures é uma distribuidora inovadora que acredita que cada filme é feito para as pessoas que, sem saber, esperavam por ele. Em seu primeiro ano de vida, lançou grandes filmes brasileiros, destacando-se “Gabriel e a Montanha”, de Fellipe Barbosa, único filme brasileiro no Festival de Cannes de 2017, e “On Yoga: Arquitetura da Paz”, de Heitor Dhalia. A Pagu existe para levar cada um de seus filmes às pessoas que desejam esse encontro, seja onde for, seja no formato que for, mas que fundamentalmente acredita que é na sala de projeção que o filme explode inesquecível. O Cinema brasileiro vive!


Nenhum comentário

Postar um comentário