Novidades

[News]Paulla, nova aposta do R&B da Warner lança single "Quem Não Quer Sou Eu"

 

CLIQUE AQUI E OUÇA AGORA "QUEM NÃO QUER SOU EU"!Paulla - Quem não quer sou eu (lnk.to)
PAULLA, NOVA APOSTA DO R&B DA WARNER LANÇA SINGLE “QUEM NÃO QUER SOU EU”

Composição autoral da jovem de 20 anos, o single chega junto de um clipe dirigido por Guilherme Brehm com muita coreografia e dança

A cantora marcou presença no Novembro Negro da Warner Music Brasil com o documentário “Nossos Cantos Vêm de Longe”, homenageando músicas e vozes negras

Uma das mais novas apostas da Warner Music BrasilPaulla tem apenas 20 anos, uma voz de dar inveja e muito, muito suingue.  Natural do distrito de Japeri, na região sul do estado do Rio de Janeiro, berço de artistas da soul music brasileira, chega chegando com seu primeiro single autoral, a composição “Quem Não Quer Sou Eu”. A cantora, ganhadora de um concurso de revelação de jovens talentos realizado pela Warner Music em junho desse ano, lança seu bombástico single e clipe, já disponível em todas as plataformas digitais.

Clique aqui e confira "Quem Não Quer Sou Eu":

O single com muito suingue e uma pegada de R&B pop, aquele som dançante com uma pitadinha eletrônica, chega a todas as plataformas digitais nessa sexta-feira junto a um clipe em que entrega inclusive coreografias bafônicas prontas para viralizar no TikTok.

O clipe foi gravado numa locação no Rio de Janeiro, com direção de Guilherme Brehm, diretor criativo de projetos musicais da GB Lab que já trabalhou com talentos como Baco Exu do Blues, negra Li, BK e MV Bill. “O clipe fala sobre uma menininha que brigou com o namorado e ele mentiu para ela”, conta a artista, fazendo uma voz divertida e mostrando um delicioso humor, marca registrada de suas falas e expressões. “Ela então descobriu e diz que não quer mais, que ela não é idiota, que não nasceu ontem, o expulsa do apartamento... o resto, só vendo o clipe”, ri. “Foi minha primeira experiência gravando, foi muito bom, apesar do nervosismo inicial. A primeira vez é sempre inesquecível, né?”

“Escrevi essa música com 13 anos para um ex- imaginário – eu era muito ‘fanfiqueira’ nessa época” – se diverte. E completa: “Mas na minha cabeça eu vivi tudo aquilo. E cobrava: ‘lembra aquela menina que você magoou’? Ele me fez sofrer tanto que eu até rasguei a folha da composição. Adolescente, depressiva... indie, né? Quem diria que esse seria meu primeiro single profissionalmente!”

Créditos da Imagem: Arthur Luigi

Paula foi descoberta em junho desse ano, graças ao concurso “Cante com Orgulho”, uma iniciativa Warner Pride 2021 que ajudou a arrecadar recursos para a Casa 1, que abriga pessoas LGBTQIA+ expulsas de casa. Com júri artístico formado por PK, Pocah, Lia Clark, Lara Silva e Elana Dara, a artista foi a escolhida na final depois de ter passado por uma votação popular que movimentou o TikTok, com mais de 12 milhões de views apenas nessa plataforma. Na ocasião, Iza cantou “Dona de Mim” e foi a grande premiada da noite.

Fã de Beyoncé, Ludmilla, Iza, Luiza Sonza, Agnes Nunes e com referências musicais internacionais que vão de Melanie Martinez, a Mary J. Blige e RBD, a jovem não vê outro caminho que não o que envolve cantar. “Música para mim é tudo, é minha salvação, não fosse a música, eu não estaria aqui”, resume. 

Recentemente, Paulla cantou no documentário que integrou o projeto relacionado ao novembro negro da Warner Music Brasil intitulado “Nossos Cantos Vêm de Longe”, que já conta com mais de 50 mil visualizações no YouTube em uma semana. Nele, Paulla apresenta um belo depoimento sobre a batalha da mulher preta. Sobre isso, a jovem que se considera um pouco pessimista e procrastinadora, é pura energia: “Isso é uma das poucas coisas com as quais não consigo lidar, gente que diz que o racismo não existe. Eu já perco a linha.” 

Se ainda não conferiu, clique aqui e assista o documento "Nossos Cantos Vêm de Longe":

No doc, Paulla canta junto ao rapper em ascensão Blecaute o sucesso na voz de Luiz Melodia “Negro Gato”, com um suingue funk-soul e um voz que mostram que a artista não chegou para brincar. 

Créditos da Imagem: Arthur Luigi
FICHA TÉCNICA - QUEM NÃO QUER SOU EU
 
Produtora GB Lab
 
Direção: Guilherme Brehm
Produção: Mariana Campitelli
 
Direção de fotografia e operação de câmera: Pixinine
1ª assistente de câmera: Lua Mello
Gaffer: Gabriel Escava
Eletricista: Mazinho Freitas
 
Direção de arte: Barbara Donatello
Figurino: Guilherme Reis
Consultoria de stylist: Graziela Alves
Make e nail designer: Anna Queiroz
Hair stylist: Bruna Rodrigues
Cenotécnico: Gabriel Macedo
Contra-regra: Guilherme Dória
 
Edição: GB Lab
Colorista: Braion Marçal
 
Fotografia Still: Arthur Luigi
 
Produção de casting: We.do
Ator e coreógrafo: Gabriel Henrique
 
Transporte: Monica Batista

Nenhum comentário