Books Brasil Books

Novidades

[News] Últimas exibições do vídeo teatro Os Grandes Vulcões

 Últimas exibições do vídeo teatro Os Grandes Vulcões

Depois da temporada de estreia e apresentações em parceria com organizações, movimentos sociais e instituições de ensino, o Coletivo Comum finaliza as exibições do trabalho cênico em curta temporada no início de dezembro, seguidas de debates especiais.


Figura 1 - Os Grandes Vulcões. Foto de Lienio Medeiros

Teasers, programa da peça e fotos neste link

Os Grandes Vulcões é um experimento no cruzamento entre o teatro e o cinema, realizado em 2021 pelo Coletivo Comum (antiga Kiwi Companhia de Teatro). O trabalho foi inspirado em Arte, verdade e política, texto escrito pelo britânico Harold Pinter (1930-2008) para a cerimônia de entrega do Prêmio Nobel de Literatura em 2005.

De 02 a 5 de dezembro de 2021, (quinta e sexta-feira, às 19h; sábado e domingo, às 20h) o Coletivo realiza uma curtíssima temporada com as quatro últimas apresentações do trabalho pelo seu canal no Youtube. Após as apresentações, acontecem debates com a equipe do trabalho e dois convidados especiais: a filósofa e especialista na obra de Rosa Luxemburgo, Isabel Loureiro e um dos mais importantes intelectuais do país, o filósofo Paulo Arantes.

Dirigido por Fernando Kinas, Os Grandes Vulcões contou com a parceria de uma equipe de cinema, tendo à frente Thiago B. Mendonça, da produtora Memória Viva.

_________________________________

"Autêntica aula de história, a montagem do Coletivo Comum propõe um sofisticado jogo de questionamentos e reflexões sobre fatos contemporâneos para provocar a plateia a buscar ‘a verdade real de nossas vidas e nossas sociedades’."

Eduardo Nunomura (Carta Capital)

"Tem que ver. Um pé descalço… O outro… Com fome. A dança das lentes. Ilumina o movimento. Preenche o olhar. Provoca o pensar. Busca a verdade de frente. Dá liberdade. Tira o fôlego."

Lenise Pinheiro (Folha de São Paulo)

"O Coletivo Comum põe mais uma vez a mão na ferida denunciando e explicitando as mazelas em que este país se chafurdou, fazem isso, porém, com leveza e bom humor o que torna a denúncia ainda mais potente."

José Cetra (Palco Paulistano)

"Em Os Grandes Vulcões, o Coletivo Comum levanta, através do discurso de Pinter, discussões ainda hoje importantes dentro do macro espaço da política internacional, cada vez mais cambaleada pelo governo Bolsonaro."

Bruno Cavalcanti (Observatório do Teatro)

_________________________

O filme-discurso usa recursos documentais exercitados pelo Coletivo Comum desde o final da década de 1990, incluindo uma ampla utilização de imagens de arquivo e uma cuidadosa trilha sonora. O trabalho analisa a política externa dos Estados Unidos, especialmente em relação à América Latina, e, simultaneamente, discute a capacidade da arte - e do teatro em particular - em expressar a verdade.

Não sem alguma ironia, Os Grandes Vulcões estabelece um paralelo entre o discurso da atriz Fernanda Azevedo no recebimento do Prêmio Shell de melhor interpretação, com o discurso de Harold Pinter no Nobel de Literatura.

A vídeo-peça, ao refletir sobre narrativas políticas e estéticas, sugere que em tempos de pós-verdade e fake news, o atrito entre arte e questões geopolíticas pode projetar alguma luz sobre a nossa época conturbada.

O trabalho estreou em abril de 2021 com uma temporada de seis apresentações e durante todo o ano foi exibido em parceria com organizações, movimentos sociais e instituições de ensino, como a Rede Emancipa, a Escola Livre de Teatro de Santo André, a Fundação das Artes de São Caetano, a Rede Nuestra América de escolas de teatro, o Pavilhão da Magnólia, a UNIFESP, o Sindicato dos Docentes das Universidades Federais do Ceará, entre outros. Todas as exibições foram seguidas de debates.

SOBRE O COLETIVO

O Coletivo Comum, antiga Kiwi Companhia de Teatro, surgiu no final de 1996 e atua na cidade de São Paulo desde 2005. O Coletivo produziu cerca de vinte montagens teatrais, além de leituras cênicas; promoveu cursos, oficinas, debates, mostras de filmes e eventos multiartísticos, produziu materiais audiovisuais e publicações, como os Cadernos de Estudo Contrapelo. O trabalho do grupo tem como base o debate crítico sobre a formação social do Brasil, além de fazer uma investigação a respeito do papel da arte e de sua relação com as forças vivas da sociedade.

FICHA TÉCNICA

Roteiro, pesquisa musical e direção geral: Fernando Kinas

Elenco: Fernanda Azevedo

Assistência de direção e de produção: Beatriz Calló

Cenário: Julio Dojcsar

Figurino: Madalena Machado

Direção audiovisual: Thiago B. Mendonça

Montagem: Thiago B. Mendonça e Murilo Morais Oliveira

Fotografia e finalização de imagem: Gabriel Ranzani

Som direto: Rafael Gonzaga Cunha

Iluminação: Clébio Ferreira (Dedê)

Assistência de iluminação: Gabriele Souza

Cabelo: Christian Mourelhe

Programação visual: Camila Lisboa

Fotos de divulgação e suporte técnico: Lienio Medeiros

Fotos still: André Murrer

Produção geral: Daniela Embón

Produção audiovisual: Renata Jardim

Comunicação e redes: Gabriela Sá Earp

Assessoria de imprensa: Márcia Marques - Canal aberto

Realização: Kiwi Companhia de Teatro/Coletivo Comum

As gravações do trabalho foram realizadas no Galpão do Folias, na cidade de São Paulo, entre 08 e 12 de abril de 2021.

BIOGRAFIAS DA(O)S CONVIDADA(O)S:

Isabel Loureiro é professora aposentada da UNESP, atual colaboradora da Fundação Rosa Luxemburgo, autora de Rosa Luxemburgo - Os dilemas da ação revolucionária (Editora UNESP, 2019, 3a edição) e A revolução alemã (1918-1923) (Editora UNESP, 2020, 2a edição), entre outros.

Paulo Arantes é filósofo e pensador marxista brasileiro, Professor Sênior do Departamento de Filosofia da Faculdade de Filosiofia, Letras e Ciências Humanas da USP. Atualmente é pesquisador do Centro de Estudos dos Direitos da Cidadania (CENEDIC - FFLCH USP). Autor de O novo tempo do mundo (Boitempo Editorial, 2015), Extinção (Boitempo Editorial, 2007), entre outros. Atualmente coordena a coleção Estado de Sítio, da Boitempo.

SERVIÇO

Os Grandes Vulcões

Temporada online de 02 a 05 de dezembro de 2021, quinta-feira e sexta-feira, exibição às 20h; sábado (exibição seguida de debate com Isabel Loureiro) e domingo (exibição seguida de debate com Paulo Arantes) às 19h .

Transmissão pelo canal do Coletivo Comum no Youtube

Duração: 67 min. | Classificação: 14 anos



Redes Sociais:

Sitewww.kiwiciadeteatro.com.br

InstagramColetivo Comum (@coletivocomum) • Fotos e vídeos do Instagram
Facebook
Kiwi Companhia de Teatro/COLETIVO COMUM | Facebook

VímeoColetivo Comum (vimeo.com)

Nenhum comentário