Novidades

[News]Itzhak Perlman, violinista soberano de seu tempo, executa obras suoremas para violino não acompanhado

CLIQUE AQUI E OUÇA AGORA O ÁLBUM! 

https://lnk.to/SoloViolinSonatas

 

ITZHAK PERLMAN, VIOLINISTA SOBERANO DE SEU TEMPO, EXECUTA OBRAS SUPREMAS PARA VIOLINO NÃO ACOMPANHADO

O álbum está disponível no digital e sai agora em LP apenas na Europa https://www.warnerclassics.com/br/release/bach-violin-sonatas-partitas

 

 

Ao preparar as Sonatas e Partitas de Bach, Perlman buscou autenticidade por meio da partitura em si, não por meio da pesquisa musicológica: “a música é uma linguagem e, executada de forma responsiva, com a lógica musical como guia, ela fará sentido”. A partir desta sexta-feira, dia 22 de janeiro, o colecionador poderá encontrar essa obra-prima em vinil, apenas nas lojas europeias, e os ouvintes, inclusive os brasileiros, poderão apreciá-la nas plataformas digitais.

 

 

As Sonatas e Partitas de Bach são um marco não apenas do repertório de violino solo, mas de toda a história da música. Nenhum compositor antes ou depois criou um milagre arquitetônico comparável ou fez melhor uso das capacidades polifônicas do violino do que Bach neste conjunto de seis obras. As melhorias na construção de instrumentos introduzidas por especialistas na área como Niccolò Amati e seu pupilo Antonio Stradivari significaram que os intérpretes e compositores agora podiam levar o tom e a força do violino a novos e ousados ​​limites. A Segunda Partita também inclui uma Chaconne que parece estar fora do espaço e do tempo. Sua complexidade, poder e esplendor tornam-no de certa forma a pedra angular de todo o edifício musical - um magnífico conjunto de variações sobre um único tema que explora todo o potencial harmônico e contrapontístico do violino. Enquanto os grandes virtuosos do século XIX, Paganini o principal entre eles, expandiam as capacidades técnicas do instrumento, Bach já havia estabelecido seus limites em termos de polifonia.

Perlman fez várias tentativas anteriores de gravar o set, nenhuma das quais jamais foi lançada, então tocou ao vivo no palco em locais ao redor do mundo. Em outras palavras, ele teve a sabedoria de esperar até atingir um nível de excelência tanto na execução quanto na compreensão dessa música antes de gravá-la em disco. O mais experiente dos ouvidos pode detectar uma sutil diferença de tom entre as sonatas em dó maior e lá menor, que ele gravou no Stradivarius “Solo”, e as outras quatro obras, gravadas no Guarneri del Gesù “ex-Sauret”.

 

CLIQUE AQUI E OUÇA AGORA "CLASSICOS MAESTRO"! 

https://lnk.to/SoloViolinSonatas

Nenhum comentário