Novidades

[News] Soldados que combateram a Guerrilha do Araguaia ganham voz em documentário



Às margens do Rio Araguaia, um grupo de militantes comunistas se mobilizou para tentar construir uma revolução a partir do campo, aos moldes de Cuba e da China. O contexto era o de um regime militar em seu momento mais rígido, entre as décadas de 1960 e 1970. Para impedir os planos dos guerrilheiros, o Exército Brasileiro enviou tropas para o local, culminando em uma das passagens mais sangrentas da história brasileira: a Guerrilha do Araguaia. As memórias de alguns desses militares vêm à tona no documentário “Soldados do Araguaia”, de Belisario Franca, uma produção da Giros Filmes a ser exibida no Curta!.
Marginalizados pela historiografia oficial por sua filiação ao Exército e, também, pelo próprio Exército por terem feito denúncias contra a corporação, esses ex-soldados – recrutas de baixa patente – finalmente têm voz no longa, e compartilham suas versões dos fatos: “Eu servi ao Exército Brasileiro, mas eu não me orgulho”, revela um deles.
Da convocação junto às comunidades ribeirinhas e rurais até a dispensa após o extermínio da guerrilha, os ex-soldados narram suas histórias e enfrentam seus traumas decorrentes do conflito. A exibição é na Sexta da Sociedade, 22 de maio, às 22h35.

Sexta da Sociedade – 22/05
22h35 – “Soldados do Araguaia” (Documentário)
Soldados do Araguaia é um documentário que se propõe a dar voz às memórias e traumas de recrutas de baixa patente do Exército Brasileiro que combateram na sangrenta e nebulosa Guerrilha do Araguaia. Marginalizados pela historiografia oficial por sua filiação ao Exército e pelo próprio Exército por suas denúncias contra a corporação, esses personagens encontram aqui uma oportunidade inédita de compartilhar sua versão dos fatos. Da convocação junto às comunidades ribeirinhas e rurais até a dispensa após o extermínio da guerrilha comunista, os relatos dos ex-soldados compõem uma narrativa em que recrutas e guerrilheiros se confundem debaixo da opressão militar. No Vietnã brasileiro, os vencedores retornam apenas como fantasmas: mesmo aqueles capazes de ultrapassar a psicose, o alcoolismo, o desejo de suicídio e inúmeras manifestações de estresse pós-traumático precisam lutar até hoje para superar os episódios de abuso e violência que sofreram e testemunharam. DireçãoBelisario Franca. Duração: 72 min. Classificação: 14 anos. Horários alternativos: 23 de maio, sábado, às 2h30 e 15h10; 24 de maio, domingo, às 21h35; 25 de maio, segunda-feira, às 16h25; 26 de maio, terça-feira, às 10h30.


Sobre o Curta!
O canal Curta! é um dos novos canais brasileiros da TV paga que mais aprovou projetos para financiamento pelo Fundo Setorial do audiovisual. Até agora foram financiados, para estreia no CURTA!, mais de 120 longas documentais e 800 episódios de 60 séries, atendendo à grade temática do canal: música, artes cênicas, metacinema, pensamento em humanidades, história política e sociedade. 
O Curta! pode ser visto nos canais 56 e 556 da NET e da Claro TV, no canal 75 da Oi TV e no canal 664 da Vivo, oferecido à la carte pela operadora. Siga o Curta! nas redes sociais: www.facebook.com/CanalCurtahttps://twitter.com/canalcurta e www.youtube.com/user/canalcurta. Saiba mais em http://www.canalcurta.tv.br.


Nenhum comentário