06 junho 2018

[Lista] Top 5 dos maiores hinos LGBTQ+ pela Billboard

Seguimos com a nossa semana do Orgulho LGBTQ+ aqui no Reino com mais uma lista imperdível, agora especial para os amantes de música – mas que todos deveriam ouvir porque são indispensáveis. E não há nada melhor para criar e inspirar união do que a música.
No início desse mês a Billboard publicou em sua página digital uma listagem contendo os “50 Maiores Hinos LGBTQ”, e nós aqui do Reino separamos, a partir da lista, o Top 10 para vocês. Confiram.

05. “Beautiful”, Christina Aguilera, 2002

Uma das faixas mais marcantes da carreira da cantora, a balada “Beautiful” recebeu o prêmio “GLAAD Media Award” pela canção e clipe, que mostram cenas de um casal gay se beijando e pessoas transgênero.




04. “True Colors”, Cyndi Lauper, 1986

Um dos maiores clássicos de Cyndi Lauper, inspirado pela irmã lésbica da cantora, deu origem a Fundação True Colors, uma organização sem fundos dedicado a acabar com os números de jovens LGBTQ desabrigados.



03. “I Will Survive”, Gloria Gaynor, 1978

Bem, eu preciso MESMO dizer algo sobre essa?



02. “Born This Way”, Lady Gaga, 2011

Eu quis escrever um hino do tipo esse-é-quem-eu-sou-p*rra, mas não quis esconder atrás de feitiçaria poética ou metáforas”, disse Gaga à Billboard, então é óbvio que a Mother Monster não poderia, de jeito nenhum, ficar fora dessa lista.



01. “I'm Coming Out”, Diana Ross, 1980

Depois de assistirem a três drag queens fazerem cover de Diana Ross, Nile Rogers e Bernard Edwards se inspiraram a escrever algo para sua fã-base gay. E a rainha da disco, mesmo um pouco temerosa, lançou o que a Billboard considera o maior hino LGBTQ.




E aí, o que vocês acharam desse top 5? Concorda?
E se você ficaram curiosos sobre as outras faixas e a publicação original, basta clicar Aqui.



Obs.: texto traduzido e adaptado a partir do original.
 

Nenhum comentário

Postar um comentário