Novidades

[News] Conheça os vencedores do Festival do Visões Periféricas

A noite foi de festa ontem, no Centro Cultural Banco do Brasil, no Rio, para os três vencedores da 13ª edição do festival “Visões Periféricas”, que entre os dias 25 e 29 de setembro, apresentou um panorama de 70 filmes que trazem um olhar diferenciado sobre quem vive a margem pelas periferias do Brasil afora. Na categoria longa, o vencedor na escolha do júri foi “Fabiana”, de Bruna Laboissière (SP). Entre os curtas, quem levou o troféu foi “Sem Asas”, de Renata Martins (SP); e “Lyz Paraíso Artista Do Fim Do Mundo”, de Fernando Santana (RJ). No Visões LAB, que aconteceu paralelamente no CRAB, os projetos vencedores do pitching foram “Busca e Apreensão” (SE) e “Atlântico” (RJ). Veja a lista completa dos vencedores abaixo.

Para o júri da Mostra Panorâmica, formado por Antonio Molina e Samantha Brasil, o longa “Fabiana”, que marca a estreia da paulista Bruna Laboissière na direção, se destacou pela ousadia em documentar, via road movie, o cotidiano de uma mulher que transgride ao se aventurar na difícil profissão de caminhoneira pelas tortuosas estradas do nosso país. O filme faz um mergulho no cotidiano de uma motorista de caminhão trans, que depois de 30 anos ao volante está prestes a se aposentar. O longa levou um prêmio no valor de R$ 15.000,00 (quinze mil reais) em locação de equipamentos de iluminação, acessórios e maquinaria.

Na categoria curta, da Mostra Fronteiras Imaginárias, o vencedor foi “Sem Asas”, de Renata Martins, também de São Paulo, com a atriz Grace Passô no elenco. O curta de ficção, que conta a história de Zu, um garoto negro de doze anos, que vai à mercearia comprar farinha de trigo para sua mãe e descobre que pode voar, chamou atenção por tratar de temas urgentes como direito à infância, racismo e genocídio de jovens negras de forma contundente, com um tratamento inovador, amoroso e delicado.

Entre os curtas exibidos dentro da Mostra Cinema da Gema, quem levou a melhor foi “Lyz Parayso Artista Do Fim Do Mundo”, de Fernando Santana (RJ). O curta acompanha o inicio da trajetória artística de Lyz Parayzo, artista visual que através de suas obras e performances, coloca em discussão qual o espaço da arte em um corpo não binário provindo da periferia. Para as juradas, o filme apresenta com encanto o trabalho de uma artista periférica e seus questionamentos sobre corpo e território que desafiam de maneira precisa o sistema hegemônico das artes e o mise-en-scène à sua volta.

Ambos os curtas (escolhidos pelas juradas Ana Paula Alver Ribeiro e Flávia Cândida) levaram R$ 8.000,00 (oito mil reais) em locação de equipamentos de iluminação, acessórios e maquinaria, entre outros serviços.

VISÔES LAB – entre os dias 24 e 28 de outubro, paralelamente a mostra, aconteceu o Visões LAB, braço de negócios do festival criado em 2018 para promover a inserção dos realizadores da periferia no mercado audiovisual. A plataforma é dividida em quatro linhas de ação: “Clínica”, onde 40 projetos em qualquer formato (curta, longa, série) e gênero (ficção e doc.) receberam uma mentoria individual de desenvolvimento; “Rodadas de Negócio”, onde os projetos clinicados com maior potencial de gerar negócios passaram por encontros com canais e financiadores em potencial; “Palestras” com profissionais do mercado e especialistas; e “Pitching”, no qual os 10 projetos mais bem qualificados foram apresentados a uma banca com representantes de canais de TV, especialistas e profissionais do mercado. Entre, esses, dois foram premiados: “Resplendor”, de Sergipe, que ganhou um contrato de distribuição com a Elo Company; e “Atlântico”, do Rio de Janeiro, premiado pela Fuji CIARIO com R$10.000 em locação de iluminação, acessórios e maquinaria, da empresa NAYMAR;

RESULTADO DA PREMIAÇÃO DE FILMES DO VISÕES PERIFÉRICAS 2019

 ·         MOSTRA PANORÂMICA
Júri: Antônio Molina e Samantha Brasil

1.      FABIANA, de Bruna Laboissière.
Troféu Mostra Panorâmica
- Prêmio Edina Fujii CIARIO, ao melhor filme de longa-metragem da Mostra Panorâmica no valor de R$ 15.000,00 (quinze mil reais) em locação de equipamentos de iluminação, acessórios e maquinaria da empresa NAYMAR, escolhido pelo júri oficial, com validade de 02 anos;
- Prêmio CTAv, empréstimo de equipamentos pelo período de 04 semanas.

2.      RESPLENDOR, de Cláudia Nunes e Erico Rassi.
Menção honrosa
- Prêmio TELA BRASILEIRA, 01 assinatura anual no site TELA BRASILEIRA.

3.      AS PASTORAS - VOZES FEMININAS NO SAMBA, de Juliana Chagas.
Menção honrosa
- Prêmio TELA BRASILEIRA, 01 assinatura anual no site TELA BRASILEIRA.

·         MOSTRA FRONTEITAS IMAGINÁRIAS
Júri: Ana Paula Alver Ribeiro e Flávia Cândida

1.      SEM ASAS, de Renata Martins.
Troféu Fronteiras Imaginárias
Prêmio Edina Fujii CIARIO, ao melhor filme de curta-metragem da categoria (Fronteiras Imaginárias) no valor de R$ 8.000,00 (oito mil reais) em locação de equipamentos de iluminação, acessórios e maquinaria da empresa NAYMAR, escolhido pelo júri oficial, com validade de 01 ano; Prêmio Link Digital, correção da cor em mesa Resolve para filmes de até 30 minutos; e Prêmio CTAv, serviço de mixagem de 20 horas;

·         MOSTRA CINEMA DA GEMA
Júri: Ana Paula Alver Ribeiro e Flávia Cândida


1.      LYZ PARAYZO ARTISTA DO FIM DO MUNDO, de Fernando Santana.
Troféu Cinema da Gema: prêmio Edna Fugir CIARIO, ao melhor filme de curta-metragem da categoria (Cinema da Gema) no valor de R$ 8.000,00 (oito mil reais) em locação de equipamentos de iluminação, acessórios e maquinaria da empresa NAYMAR, escolhido pelo júri oficial, com validade de 01 ano. E prêmio CTA, empréstimo de equipamentos pelo período de 02 semanas;

MENÇÃO HONROSA COLETIVO ELVIRAS

1.      PREFIRO NÃO SER IDENTIFICADA, de Juliana Muniz: prêmio IATEC, voucher de R$ 800,00 (oitocentos reais) para ser usado no curso a escolher.

2.      SEM ASAS, de Renata Martin: prêmio TELA BRASILEIRA, 01 assinatura anual no site TELA BRASILEIRA.

. NADA ALÉM DA NOITE, Rodrigo de Janeiro. 

·         PREMIAÇÃO PITCHING PROJETOS VISÕES LAB

PROJETOS VENCEDORES:

1.      BUSCA E APREENSÃO: Contrato de distribuição com a Elo Company.

2.      ATLÂNTICO: Prêmio Edina Fuji CIARIO no valor de R$10.000 em locação de iluminação, acessórios e maquinaria, da empresa NAYMAR;


DEMAIS PREMIAÇÕES

1.      IMPLOSÃO: Menção Honrosa

2.      EMBRAZA: Menção Honrosa + Arte para identidade do cartaz com o artista visual Thiago Venturotti.

3.      MARACANÃ: Consultoria de viabilização de produção e financiamento com a Pacotinho Filmes;

4.      MPB - Música Preta Brasileira: Consultoria de Produção Executiva com a Encantamento Filmes;

5.      TODAS EM MIM: Consultoria de Roteiro com a Maquinário Narrativo.


Nenhum comentário